quarta-feira, 11 de setembro de 2019

COMO FORMAR O SEU QUADRO PROFÉTICO


Bem amigos aqui do Blog...
Reconheço que tenho escrito menos do que estava acostumado ao longo já de quase nove anos nesse espaço. Penso que os acontecimentos mais “apocalítipcos” do dia a dia estão tão claros, tão evidentes, que dispensam textos para quem já acompanha tudo há tempos. 
Por outro lado, o trabalho que dá conseguir fazer alguém que acha que “tudo está como sempre esteve” entender que “não, não está”, é tarefa demais de árdua.
Assim que estou na busca por escrever algo que possa contribuir de maneira relevante com os que já acompanham tudo, para trazer uma contribuição efetiva aos que garimpam pela internet em blogs e sites como o meu. Mas ainda assim permaneço com o desejo sincero de postar algo que seja claramente bíblico acerca dos últimos dias, para despertar os que acham que está tudo normal ao redor, mas, pelo menos, creem na Bíblia!
Uma das coisas que me afligem nos dias em que vivemos, é perceber quantos cristãos mergulham em discussões políticas, e preferem se levantar com agressividade contra irmãos que pensam politicamente diferente, para defender ideologias!
Creio que fazem isso porque não param para olhar o “quadro grande profético” que nos é dado com clareza na Bíblia para os dias em que vivemos.
Verdade é que existem temas mais difíceis porque ainda não é o momento de sabermos tudo; ainda existem coisas encobertas que serão reveladas no tempo oportuno do Senhor Deus, que reina! Mas eu creio que é possível traçarmos um “quadro grande profético”, que é aquele que nos apresenta o cenário amplo dos últimos dias, apoiado em textos bíblicos claros e autoexplicativos, para não ser necessário se discutir doutrinas de escatologia para compreender o que acontece hoje.
Estabelecido esse “quadro grande profético”, creio que poderemos analisar os fatos publicados na mídia de qualquer ideologia, compreender a informação profética por trás do viés proposto, e chegar o mais perto da verdade dos fatos, que são indicadores do tempo profético em que vivemos.
E de posse desse cenário, podemos incluir nele as peças, personagens e eventos que combinam com aquilo que entendemos que seja claro e já revelado na Bíblia.
Entendeu a minha ideia?
Até porque no “quadro grande profético”, direita e esquerda, ideologias diversas, sistemas macroeconômicos globais, questões climáticas e a vida de celebridades, e até mesmo questões denominacionais e religiosas, não tem a menor importância para nortear nossas vidas com relação à agenda dos últimos dias. São muitas vezes meras cortinas de fumaça, criadas pelo “sistema”, entre tantas outras estratégicas, para esconder o que está acontecendo de fato daqueles que perdem tempo discutindo como torcedores fanáticos de futebol.
Saia dessa caixa!
Meu objetivo aqui é contribuir para a criação do seu “quadro grande profético”, usando como recursos o que, pelo menos para mim, é biblicamente literal, claro e pacífico e, por certo, midiático. E espero que o seja para você também.
Deixe-me dar um exemplo, do que pretendo!
Creio ser inegável para a maioria dos que estudam a agenda dos últimos dias, o entendimento que o anticristo vai unificar de alguma forma a política, a economia, a tecnologia, a mídia e a religião (entre outras coisas), debaixo de seu “guarda-chuva” de poder. Concorda?
Lembrando, claro, que fará isso sempre com a uma permissão de Deus, e por certo tempo.
Destaco que ele sofrerá oposição em certa dimensão por parte dos cristãos que estarão vivos sob seu governo. Sim, haverá cristãos vivos durante seu governo:

“Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça. Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai. Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos.”
Apocalipse 13:7-10

Veja que pouco importa se sua posição doutrinária sobre o arrebatamento é pré, midi ou pós tribulacionista, pois esse texto da Bíblia é claro em afirmar que o anticristo fará guerra aos santos que, indiscutivelmente, estarão vivos em seus dias de poder. Assim, conforme sua linha doutrinária, você definirá quem são “estes santos” que vão enfrentar o anticristo.
Talvez, diante desse texto literal, que dispensa interpretações, seja levado até mesmo a refletir melhor o que crê acerca dos cristãos na grande tribulação. Afinal, é inegável que nesse tempo de seu governo, haverá santos vivos na terra, que não foram arrebatados por qualquer que seja o motivo. Inclua essas informações para formar o seu “quadro grande profético...”
Outro ponto importante como exemplo que emerge no texto acima é que o anticristo terá autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação. Ou seja, seu governo será independente do conceito de nações, e aceito por (quase) todos.

“Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele.”
Daniel 9:27

Por que disse com “quase” todos? Porque o texto é claro em dizer que o “príncipe” que há de vir, fará uma aliança com muitos (não todos). Esse tema sempre foi apaixonante para os estudiosos de escatologia bíblica, pois se busca entender como isso acontecerá, em diversas teses, e eu não discordo de nenhuma delas.
Pensam sobre alguém que contribuirá para estabelecer a paz no Oriente Médio, mais especificamente na questão histórica de Jerusalém, e não há como discordar.
Pensam em acordos como solução para a violência religiosa, e não há por que discordar. 
Pensam também sobre a necessidade de haver um acordo econômico com a adoção de uma moeda global única, em meio a uma crise financeira global futura, na esteira das que já tivemos, mas ainda maior, e não há por que discordar disso também.
Pensam nas discussões sobre liberdade sexual, de gênero, de comportamentos e a necessidade de haver uma pacificação sobre o tema, e não há por que discordar.
Pensam sobre a necessidade de haver uma solução para a questão climática, e também não há por que discordar disso.
Provavelmente, esse acordo do texto bíblico será estabelecido abrangendo todas as alternativas anteriores, e talvez incluindo alguns temas novos. E não há por que discordar também.
O que importante a considerar é que todos esses temas terão uma solução contrária à Palavra de Deus, e precisamos entender que, provavelmente, todos esses conflitos e outros vindouros estão sendo provocados, criados artificialmente ao longo de anos ou décadas, com o objetivo de se criar o cenário para que emerja alguém que promova a paz!
Uma paz global, sem a necessidade do Príncipe da Paz, Jesus Cristo! Mas é claro que essa falsa paz não poderá subsistir sem O Senhor Jesus!

“Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão.”
I Tessalonicenses 5:3

Sim, é a partir dessa solução de (falsa) paz que haverá a ignição da destruição. Muitos desavisados vão achar até mesmo que o anticristo é a reencarnação, ou retorno do próprio Messias, e serão enganados, porque não conhecem A Palavra!
Mas voltando ao movimento de tomada de poder do anticristo, veja o texto:

“Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam reino, mas recebem autoridade como reis, com a besta, durante uma hora. Têm estes um só pensamento e oferecem à besta o poder e a autoridade que possuem.”
Apocalipse17:12-13

Esse texto último para esse post, e contém outro exemplo de recurso para ajudar você a formar o seu "quadro grande profético". Ele receberá poder (porque aparentemente não o tinha antes) de “dez reis”, que ainda não receberam seu reino. É ainda um evento futuro, onde haverá uma transferência de poder “previamente acordada”, (provavelmente nos bastidores). Todos esses “dez reis” que receberão esses mandatos, já terão seu compromisso firmado com o próprio anticristo, para conduzi-lo a essa posição de poder global. Sem descartar que até ele mesmo pode ser parte desse grupo dos dez. Seria, portanto, ele mais nove...
“Coincidentemente” o Clube de Roma dividiu o mundo em 10 blocos geopolíticos, blocos econômicos globais. Porque eu também creio que esse conteúdo é literal, busco sempre acompanhar movimentos que proponham divisões globais em blocos por quaisquer motivos que seja.
Bem, acho que você já entendeu minha sugestão aqui. Crie um “quadro profético grande”.
Como guias desse quadro, eu hoje propus algumas coisas para sua observação diária:
  1. Acompanhe todo o tipo de agenda, conteúdo, orientação política ou religiosa que leve a perseguir cristãos por aquilo que cremos. Observe quem são aqueles que já em nossos dias. Por aquilo que está na Bíblia. Acompanhe a reação da mídia e dos formadores de opinião a toda a perseguição aos cristãos no mundo... E acompanhe com cuidado os supostos cristãos (mesmo que pastores e líderes famosos) que optam por nessas situações, contrariar o que a Bíblia diz em favor de ideologias quaisquer que sejam. Ignorar situações assim... O anticristo vai usar muito do que está em curso hoje, e junto dele estarão falsas lideranças cristãs que hoje já abraçam essa agenda.
  2. Acompanhe todas agendas que proponham algum tipo de unidade entre as nações e também entre as religiões. Não haverá esse tipo de unidade nos últimos dias segundo a Bíblia. Essa unidade poderá até ter alguns “ensaios”, mas será sacramentada pela ação do anticristo. Não é claro ainda se ele já estará nos holofotes, ou se vai celebrar este acordo agindo nos bastidores. Pouco importa. Saiba que quando vier um acordo amplo assim, virá ajustado por seu sistema, qualquer que seja a ideologia presente.
  3. Acompanhe também algo muito interessante. Para acreditar em mim, faça uma pesquisa no Google usando os termos “peace and security”  (paz e segurança). Impressionante a quantidade que você vai encontrar.                                                                                                                                                           Eles poderiam usar “unidade e amor”, “paz e tolerância”, “respeito e segurança”, e há muitas dezenas de outras combinações possíveis... mas, para chamar nossa atenção, creio que O próprio Senhor pôs no coração deles essa combinação estatisticamente rara para ser usada em tão larga escala. A primeira referência que aparece na minha busca é o site das Nações Unidas! E todos estão em busca disso. Nada de anormal nisso... mas lembre do nosso texto de Tessalonicenses aí acima. Quando disserem que conquistaram “paz e segurança”, virá o fim. Portanto, acompanhe para seu “quadro grande profético” as manchetes e as ações para se estabelecer isso. 
  4. E por último nesse post, acompanhe todos os movimentos para a formação de blocos supranacionais... MercoSul, NAFTA, G7, G20, América Bolivariana, Mercado Comum Europeu (e a questão do BREXIT), Países árabes unidos, e todos os semelhantes. Deles emergirá em algum momento a configuração de dez blocos. Acompanhar isso, e as dificuldades para se estabelecer, ou a súbita facilidade em acontecer... tudo isso vai formar o “quadro grande profético” para observarmos.

Bem, esse meu post, baseado em textos bíblicos, fazem parte do meu “quadro profético grande”, e me ajudam a acompanhar as notícias. Me oferecem uma maneira de balizar as informações da mídia como referências seguras sobre o futuro. Minha sugestão é para que você avalie tudo o que é publicado a partir dessa perspectiva. Você não tem como confiar no que é “FAKE NEWS”, e o que não é. Você não estava lá. Não sabe o ambiente das redações, nem seus objetivos ideológicos e econômicos. Nem mesmo quais os objetivos da formação das vertentes ideológicas que governam o planeta. Mas se você crê na Bíblia, você deve balizar sua visão de mundo pela Palavra, e em nossos dias, pelo cenário profético que Deus nos apresenta. Creio que Ele mesmo vai nos dar instruções e revelações na vida diária a partir disso, segundo a Sua Palavra. Esqueça as discussões inúteis, não gaste energia discutindo por temas que daqui a alguns anos não mais existirão... 
Foque no que é eterno. Abra mão de suas posições prévias sobre as discussões propostas nas mídias sociais e mesmo na imprensa “supostamente” séria... em nossos dias, provavelmente a maior parte de todas as áreas de controle e influência no planeta já estão parcialmente tomadas para preparar o caminho da implantação do sistema do anticristo, que vem sendo estabelecido (I João 2:18-26) desde os dias do apóstolo João. O império das trevas (Colossenses 1:13) está se estabelecendo desde o fracasso em Babel. (Aliás, veja quantas coisas aparecem em nossos dias, em diversas áreas e produtos, com nomes Babel e Babilônia... curioso, não?)
Mas, claro, essa é apenas a minha sugestão, pelos motivos que expus. 
Sei que muitos vão dizer que sou alienado, ou da teoria da conspiração, ou coisas assim. Dispenso debates e discussões sobre o tema. Creio que a Bíblia contém a revelação para os últimos dias, e quem quiser buscar proteção nela, vai encontrar, e sei que essa posição será rejeitada pela maioria. Não será popular nem simpática, mas estou disposto a correr esse risco público para contribuir com os que estão buscando respostas e direção. Se Deus quiser, pretendo postar mais textos assim, contribuindo para a formação do seu “quadro grande profético”. 
Afinal tudo por aqui vai mudando rapidamente. Você não consegue ver?
Veja os sinais...


Haroldo Maranhão

Um comentário: