quarta-feira, 10 de outubro de 2018

CRISTÃOS PERDIDOS NAS ELEIÇÕES



Ao longo dos últimos anos vejo algo incompreensível acontecer e piorar. Irmãos em Cristo brigando com outros irmãos!
Eleição após eleição, em um tom cada vez mais alto, alguns até rompem amizades por divergência acerca de políticos, partidos, ideologias, e "justiça social"... o que quer que realmente seja isso. E me parece que cada a dia os que se dizem evangélicos sabem menos quem são.
Penso que muitos não sabem de que reino ou de qual espirito são! 
Tenho quase que certeza que muitos, se tivessem fé suficiente para crer que poderiam mandar descer fogo do céu sobre os irmãos que apoiam uma candidatura a governo contrária à sua, o fariam!

Lucas 9:54-55
"Vendo isto, os discípulos Tiago e João perguntaram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir? Jesus, porém, voltando-se os repreendeu [e disse: Vós não sabeis de que espírito sois]".

E a temperatura sobe dia a dia, quanto mais as eleições se aproximam. E me entristeço porque vejo até mesmo irmãos semeando contendas entre irmãos, com base na agenda eleitoral!
Não, não estão mais discutindo os "velhos temas gospel" como predestinação ou livre arbítrio, se o batismo bíblico é por imersão ou aspersão, ou se a maneira que o Espírito Santo agia no início da igreja cessou ou não...  
Agora estão discutindo candidatos! Políticos!
E aparentemente acreditam mais neles do que no evangelho que dizem abraçar, porque estão prontos até para passar vergonha, sofrer afronta ou xingamentos por seus candidatos, como deveriam fazer apenas e tão somente por Jesus!
E parecem não crer na Bíblia pois por discussões políticas semeiam contendas entre irmãos, o que é algo que O Senhor abomina!

Leia Provérbios 6:16-19 na íntegra, pois vou citar apenas a parte que se aplica aqui: "Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos... ... e o que semeia contendas entre irmãos".

Na verdade, não é suficiente dizer que cristãos não deveriam semear contendas entre irmãos, mas sim, que deveriam estar promovendo reconciliação entre as pessoas... Nesse caso, creio que podemos aplicar o texto entre os que pensam diferente politicamente. E é o que estou tentando fazer aqui. 
Mas essa reconciliação não acontece forçando alguém a mudar de posição política ou ideológica para que pensem a mesma coisa, mas um bom começo pode ser convencer irmãos que pensam diferente para que concordem que precisamos todos orar juntos pelo país! Mesmo que continuemos a pensar política diferente.

II Coríntios 5:18-20
"Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus".

Sim, precisamos orar e muito porque me parece que estamos à beira de uma tragédia social, com causa política e eleitoral, e nós que sabemos quem somos em Cristo somos os portadores da solução...
Mas a solução que cremos não é política, mas sim, espiritual: é a reconciliação com Deus! 
Somos os portadores das boas notícias, do evangelho da graça de Jesus Cristo, e não de candidatos que para muitos parecem ser divinos em seus propósitos e realizações futuras prometidas (e nunca cumpridas)!
Precisamos orar por que da maneira em que estamos agora, qualquer que seja o eleito, dada a polarização tensa que vivemos, nos levará depois das eleições ao risco de encontrarmos um país dividido até de maneira violenta, porque me parece que será muito difícil que os “perdedores” do processo eleitoral aceitem com calma a derrota, quase como se fossem torcedores de times de futebol que perderam o campeonato.
Precisamos orar porque qualquer que seja o eleito, NÃO SERÁ A SOLUÇÃO PARA O BRASIL! 
Fico impressionado que muitos cristãos defendam seus candidatos como se fossem infalíveis, incorruptíveis, sinceros, honestos, e os únicos capazes de solucionar todos os problemas nacionais.
Bem, se você já passou aqui outras vezes, sabe que eu as vezes me permito “viajar” um pouco a mais na minha agenda apocalíptica aqui do Blog, e esse é o conteúdo real deste post hoje...
Explico!
Creio que é possível que já estejamos vivendo dias que antecedem tempos em que não fará mais a menor diferença quanto a quem serão os eleitos, porque estaremos provavelmente elegendo alguém que já está vinculado ao sistema que virá e que já chegou. Os candidatos atuais, penso, surgem a partir de um sistema que já está agindo por trás, nas sombras, e implantando o que se chama de "Nova Ordem Mundial". 
Assim sendo, se eu estiver correto (posso não estar) creio que já não é mais possível saber se o eleito faz ou não parte do "sistema" que virá e já chegou. Esse "sistema" será estabelecido porque terá autorização de Deus para agir por algum tempo, em especial por 42 meses...
Esse sistema agirá tomando o mundo todo debaixo de sua autoridade. Terá esta autoridade! Aliás, terá autoridade a tal ponto que até mesmo perseguirá e matará os santos!
Leia Apocalipse 13:1-10...
Veja o verso 7 por exemplo: "Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse". Veja o verso 10! "Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai. Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos".
Enganará inclusive, e se possível, os eleitos (os salvos, não os políticos), realizando feitos extraordinários!

II Tessalonicenses 2:9 
"Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira".

Mateus 24:23 
"... porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos".

Sim, chegará um tempo (será que já chegou?) em que fará pouca diferença quem elegemos, - pois precisaremos escolher sempre entre aqueles que "alguém" nos oferece – pois o "sistema" terá controlado (já tem?) os partidos, e portanto, poderá bloquear pessoas "não alinhadas" e liberar apenas as "alinhadas". Ou você acredita, sinceramente, que os candidatos que temos para votar são realmente os melhores gestores do país? Que na multiplicação dos partidos atuais temos mesmo algumas opções isentas, com agendas não comprometidas?
E que se surgirem algumas dessas pessoas isentas, vencerão? Se vencerem, tomarão posse?
E se tomarem posse, realmente governarão segundo seus programas de governo?
Bem, respeito os que acreditam nisso, mas quero falar aqui aos que tem alguma dúvida, querem olhar por outro ângulo, e acompanham a agenda aqui do Blog...
Todo esse meu raciocínio é fundamentado na profecia bíblica que compartilho agora.
A Bíblia nos diz que vai chegar um tempo no futuro em que, aparentemente, as nações da terra vão abrir mão de suas soberanias elegendo algo equivalente a 10 "reis" sobre si, provavelmente divididos em 10 blocos supranacionais ou regionais. Como, coincidentemente, aparece proposto neste plano do Clube de Roma, que ilustra o post. Apenas coincidência, mas uso como ilustração...
Estes 10 reis futuros entregarão o poder a alguém, em uma cerimônia que vai durar uma hora. 
Essa pessoa que receber este poder global, vai mesmo estabelecer perseguição e sofrimento aos santos, entre outras coisas. Ao longo de 42 meses, ou 3 anos e meio, ou um tempo, tempos e metade de um tempo. Ou exatamente a metade de um período de 7 anos... preste atenção quando estes períodos de tempo são citados na Bíblia.
Para que isso aconteça, é necessário que todos ou a maioria dos governantes de todas as nações estejam "alinhados entre si", mesmo que aparentemente sejam sistemas políticos completamente diferentes uns dos outros, até que chegue o momento de fazer "tudo isso acontecer"... 
Ou seja, não se trata de um fenômeno apenas aqui do Brasil, mas de todas as nações. 
Veja quantas delas estão passando por mudanças políticas surpreendentes em suas eleições, com o surgimento de "outsiders" ou mesmo políticos desconhecidos... ou herdeiros estão assumindo tronos, ou ainda presidentes estão sendo depostos por corrupção e sendo substituídos por outras pessoas, ou...
Assim sendo, pouco importa quem esteja no poder das nações "naquele dia". Tudo isso vai acontecer porque a Bíblia diz que VAI acontecer... Nesse caso, pouco importa, portanto, quem será o presidente do Brasil naquele dia. Necessariamente estará alinhado...

Daniel 7:24-25
"Os dez chifres correspondem a dez reis que se levantarão daquele mesmo reino; e, depois deles, se levantará outro, o qual será diferente dos primeiros, e abaterá a três reis. Proferirá palavras contra o Altíssimo, magoará os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, dois tempos e metade de um tempo".

Apocalipse 17:12-13
"Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam reino, mas recebem autoridade como reis, com a besta, durante uma hora. Têm estes um só pensamento e oferecem à besta o poder e a autoridade que possuem".

Mas vejo que um dos motivos pelos quais muitos cristãos estão preocupados com as eleições, é porque querem a todo o custo ter paz apenas pensando em sua família, suas finanças, suas propriedades, sua vida passageira nesta terra, focada apenas no que é natural. 
E sua esperança está no eleito!
Esquecem que tudo isso que vemos, vai passar. Vai ser destruído. Vai ser desfeito...

II Pedro 3:10-11
"Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas. Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade".

Sim... somos chamados a viver piedosamente, buscando mais santidade, com foco no que é eterno, porque nossa vida realmente começará a fazer pleno sentido quando deixarmos este corpo. 
Enquanto isso, enquanto estamos aqui, Jesus nos chama a armazenar tesouros que sejam eternos.
Se não fosse esse o foco do evangelho, o que fariam nossos irmãos que vivem em regimes opressores nos dias de hoje, que nem mesmo podem cultuar a Deus em liberdade, não podem possuir nada, e se são identificados como cristãos ainda correm o risco de morrer?
Como eles podem prosperar materialmente em um regime assim? Na verdade, são convidados a ser prósperos para a eternidade! Como nós também somos!

Lucas 12:20-21
"Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus".

Essa é a verdadeira prosperidade que o cristão deve ter em mente quando pensa realmente no que é a vida. Sim, aqui onde estamos e em outros países como o Brasil, ainda é possível ter certo sossego  para viver, e para desenvolver uma vida quase que normal, se é que sabemos o que é uma "vida normal"...
Mas não sei mais até que ponto isso é bênção para nós, porque (em tese) somos mais de 40 milhões de (supostos) evangélicos, que, (infelizmente) não fazemos a menor diferença espiritual em nosso país. Digo isso apenas considerando a política nacional, o que a mídia produz e é largamente aceito, a sociedade e seus valores presentes e o evangelho que é vivido e pregado aqui... estou errado?
Sim, o motivo pelo qual os cristãos engajados na política estão quase que desesperados para "emplacar" seus candidatos é porque acreditam sinceramente que a solução para o nosso país está nas pessoas que julgam ter as melhores propostas. A melhor ideologia. O melhor caráter. A melhor postura de liderança. Acreditam piamente que esses homens e mulheres são a solução para nós. Será?
Não! Estas pessoas definitivamente não são a solução para o Brasil, senão que a solução para o país é a nossa oração... Afinal quem estabelece e remove reis é O Senhor! 
Sempre foi e sempre será assim. Mesmo no regime democrático.
Se gastássemos mais energias para orar como cristãos genuínos e se depois, em segundo plano, mas ainda em oração, avaliássemos as agendas e os programas de governo dos candidatos para votar, aí sim estaríamos em uma melhor perspectiva espiritual.
Decididos a enfrentar afrontas pela oração, pela pregação da Palavra, por identificação com Jesus Cristo, e NUNCA pelos candidatos... façam-me o favor!
Enfim irmãos...
Creio mesmo ao observar o que está diante de meus olhos nessa eleição que estamos caminhando para os últimos dias... quanto tempo temos? Não sei...
Mas ao ouvir textos bíblicos sendo distorcidos para apoiar candidatos, ver pessoas comprometidas com as trevas falando em diversos púlpitos como "autoridades" por serem candidatos, e ao perceber o nível do debate entre irmãos, muitos deles queridos meus, fico realmente perplexo.
Vejo que tudo isso faz parte do cenário apocalíptico que tenho acompanhado nos últimos anos, e registrado aqui para os que passam por este Blog já há mais tempo.
Que Deus nos ajude a passar firmes por tudo o que vamos passar nos próximos tempos...
Que Ele tenha misericórdia de nós e que enquanto isso nos levante pelo Seu Espírito para sermos os ministros da reconciliação à qual fomos chamados.
Que caia por terra toda a divisão, facção e semeadura de divisão entre irmãos!
Que sejamos ministros da Reconciliação, em Nome de Jesus!
Sim, precisamos compreender que há uma transformação de tudo o que conhecemos em curso, e que, na verdade, já está diante de nossos olhos... você não consegue ver?
Veja os sinais!

Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

2 comentários:

  1. Querido irmão Haroldo. Fiquei extremamente feliz e muito edificado com suas palavras, que creio, vieram de Deus. Nossa esperança deve estar no Senhor. Infelizmente muitos têm perdido o foco e colocado os olhos no homem. É claro que temos que ser responsáveis como cidadãos, e que devemos votar conscientes. Não é porque escatológicamente sabemos que as coisas tendem a piorar, que devemos ser participantes dessa piora. No entanto, muito mais importante que votar bem, é orarmos sem cessar, confiando no Senhor, testemunhando o Reino com nossas vidas, e ansiando pela volta do nosso amado Jesus. Pretendo compartilhar essas palavras com outros irmãos, para estejamos atentos e possamos discernir de que espírito somos. Um grande abraço pastor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Diego Pereira,
      Fico feliz em perceber que há mais pessoas que pensam como eu penso, e fico feliz que você esteja decidido a compartilhar com outros irmãos.
      Sim, cumpra o seu chamado como ministro da reconciliação!
      Deus abençoe. Abraço!

      Excluir