sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

RÚSSIA PROPÕE MOEDA ÚNICA DIGITAL PARA BRICS E UE. PARA 2018!


Bem amigos aqui do Blog...
Realmente o ano de 2018 promete muita coisa acerca da possibilidade (obrigatoriedade?) de uma moeda única (virtual?) para o mundo.
Sim, parece que isso se estabelece com mais clareza para que seja uma realidade em algum momento futuro já não tão (aparentemente) distante...
Será?
Eu já havia postado um texto sobre isso em 2 de maio de 2016, apresentando uma matéria do site Bloomberg, que noticiou a realização de uma reunião em Nasdaq, no dia 11 de abril daquele ano com representantes dos 100 maiores bancos do mundo. 
A pauta era sobre a tecnologia “blockchain”, sim, a mesma do Bitcoin, e suas aplicações para o mercado financeiro mundial. Veja o post clicando aqui
Sim, parecia que as coisas estavam andando mais rápido naquele momento...
Aliás, o BitCoin passou a ser tema importantíssimo ao longo deste ano de 2017, ocupando noticiários, discussões econômicas, provocando descrédito, e também reconhecimento mais sério.
Ainda não dá para termos certeza se esta moeda será aquela que vai ocupar o principal lugar no cenário mundial, ou se é apenas um balão de ensaio para ver como todos se comportam... mas é inegável que em algum momento futuro haverá uma moeda global. A Bíblia assim o diz.
Voltei ao tema em setembro deste ano, apontando para a necessidade de estarmos atentos para a possibilidade de algo acontecer neste sentido no próximo ano de 2018. Fundamentei meu entendimento a esse respeito reapresentando a já famosa capa da revista The Economist de 9 de janeiro de 1988, que, naquele ano profetizava uma moeda global para 2018!
Sim, a capa trazia até mesmo um desenho da moeda, “curiosamente” batizada de Fênix, que aparecia pisando todas as moedas mundiais em chamas...
Veja o link do post clicando aqui.
E eis que agora, no finalzinho do ano de 2017, exatamente ontem, a Reuters trás uma matéria apontando para um pleito interessante da Rússia!
Que os BRICs e a União Europeia adotem uma moeda única e virtual para transações entre si! 
Exatamente para o ano de 2018!
Veja o link aqui
E saiba que sim... o Brasil já está envolvido nas discussões deste processo!



Bem, a matéria ainda está em inglês, mas creio que já no final de semana aparecerá traduzido para o português... mas esta minha vida de blogueiro tem também aquele desejo de ser um dos primeiros a trazer uma matéria relevante para os leitores aqui do Blog... 
Bem, esta mudança de moedas em 2018, se fosse possível ocorrer, não significa ainda nada além do fato que estamos andando rapidamente para o cenário profético e seu cumprimento.
Ano importante, em que estaremos acompanhando os 70 anos de Israel como nação, e precisamos acompanhar todos estes desdobramentos dia a dia. Sim, vivemos tempo em que estamos inaugurando um tempo de cumprimento de “profecia bíblica online”...
Sim, dias muito especiais, para os quais precisamos de oração, conhecimento bíblico, e discernimento. Muito discernimento.
Uma das advertências de Jesus acerca destes dias foi “veja que ninguém vos engane”...
Cuidado com os que estão marcando datas, que afirmam que tem a última revelação, que dizem que Deus lhes revelou o dia do arrebatamento...
Se o engano vier de pessoas do mundo, os cristãos terão mais condições de estar atentos... mas, se vier de pastores, apóstolos, bispos ou missionários, aí o engano fica mais fácil de ser abraçado.
Vamos acompanhar com calma (se é que é possível...), mas com muita atenção. 
Tenho certeza que O Senhor não vai nos deixar sem entendimento se buscarmos nEle e em Sua Palavra! Afinal, Ele prometeu que não faria nada na terra sem antes avisar Seus servos, os profetas!
E eu creio que fará isso.
Espero estar por aqui contribuindo para seus estudos e suas considerações.
Enquanto isso, vamos “vendo os sinais”...
Deus nos abençoe!

Haroldo Maranhão

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

TRUMP, JERUSALÉM E A PROFECIA BÍBLICA


Surpreendendo o mundo, o Presidente Trump já havia anunciado nesta semana uma tomada de posição que para a maioria seria politicamente incorreta e/ou "desequilibrada", ou mais uma de suas atitudes e decisões extravagantes.
Decisão esta que foi confirmada agora há pouco, conforme vemos pelo print do site da CNN acima.
Sim, reconhecer que a capital de Israel é Jerusalém, e que é para lá que ele vai mudar a embaixada dos Estados Unidos em algum momento futuro, é uma decisão chocante para o mundo!
A tal ponto que até mesmo o senhor Francisco, papa da Igreja Católica, se posicionou publicamente nesta semana, pedindo que as coisas fossem mantidas como estão... e ele deveria conhecer a Bíblia...
Sim, Trump surpreende o mundo, mas não a quem ama profecia bíblica e acompanha com interesse os movimentos políticos que afetam o cumprimento da Palavra profética do Senhor!
Digo isso porque aqueles que estudam o que a Bíblia diz sobre o futuro sabem perfeitamente que Tel-Aviv não existe no cenário profético, pois tudo o que já acontece e acontecerá em Israel, nesta agenda profética, será em Jerusalém!
Além disso, estes sabem perfeitamente que o mundo se voltará contra Israel a tal ponto que serão completamente cercados por seus inimigos para que se voltem ao Senhor! 
O profeta Jeremias nos diz no capítulo 30:7 “ Ah! porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante; e é tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será salvo dela.” Sim, angústia de Jacó é a metáfora do que sobrevirá a Israel nos últimos sete anos de história antes da gloriosa volta do Senhor Jesus!
Ele mesmo também nos diz em Mateus 24:21, nesta sequência que “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.”
Ou seja, não Trump “pessoa física”, mas qualquer pessoa no planeta, que esteja na posse de uma “caneta” poderosa o suficiente para causar uma mudança geopolítica da grandeza da transferência da embaixada dos Estados Unidos, tem o poder de gerar uma tensão político-religiosa de escala global. E tal pessoa, ao fazer isso, estará cumprindo uma agenda estabelecida por Deus para os últimos dias quer ele saiba ou não saiba disso.
Haverá muita discussão, ameaças, eventualmente atentados terroristas, e Jerusalém estará ainda mais no cenário dos noticiários globais, por conta dessa posição americana, e, eventualmente, de Israel de tentar aproveitar esta posição para também assumir Jerusalém como sua capital eterna... será?
Bem, e além disso, tudo acontecer no interessante ano de 2017 (conforme escrevi aqui) também tem um apelo muito importante por todo o cumprimento profético de cálculos possíveis para “uma geração bíblica”, que, talvez, ou provavelmente, se cumpriram neste ano.
Além disso, podemos ainda considerar que os 70 anos de Israel restabelecida como uma nação pode ter sua data celebrada não neste ano, mas sim, em 2018.
Explico: Em 2017 são celebrados os 70 anos do Estado de Israel, considerando sua promulgação através da Resolução 181 da ONU em 29 de novembro de 1947 (Plano de Partilha da Palestina).
Mas foi em 14 de maio de 1948 que ocorreu a Independência de Israel, e a declaração por David Ben-Gurion, o chefe-executivo da Organização Sionista Mundial e presidente da Agência Judaica para a Palestina  do estabelecimento de um Estado Judeu em Eretz Israel, a ser conhecido como o Estado de Israel, uma entidade independente do controle britânico. 
Assim, em considerando este ato como aquele que realmente estabeleceu o Estado de Israel, teremos os 70 anos "proféticos" comemorados no interessante ano de 2018. Ano em que temos a perspectiva de virmos a ter uma só moeda Global, conforme “profecia” da revista The Economist, como escrevi aqui... Será?
Aliás, seria o próximo passo de Trump se envolver na questão do Templo? Afinal, logo que eleito ele falou sobre a mudança da capital, como cumpriu hoje, e também do Templo como falamos aqui!
Interessantes dias. Impressionantes tempos. Você não consegue ver?
Veja os sinais...

Deus abençoe!


Haroldo Maranhão