quinta-feira, 26 de outubro de 2017

OS VULCÕES ESTÃO NO CENÁRIO DO DIA DO SENHOR!


Um dos aspectos pouco falados sobre os últimos dias, creio, é o fundamento bíblico para observarmos também o aumento das erupções vulcânicas como mais um sinal importante...
Quero fundamentar isso apresentando o texto de Joel 2:30-32:

“Mostrarei prodígios no céu e na terra: sangue, fogo e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR. E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque, no monte Sião e em Jerusalém, estarão os que forem salvos, como o SENHOR prometeu; e, entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar”.

Dentre os prodígios que haverá no céu e na terra, encontramos “colunas de fumaça”.
Existem na Bíblia diversos textos fora do livro de Apocalipse que nos dão informações importantes sobre o cenário profético. Se não prestarmos muita atenção aos textos e até mesmo às palavras, perderemos informações importantes, que precisamos levar em consideração para nossos estudos quanto ao momento em que vivemos. Digo isso porque entendo que, se você está neste Blog, é alguém que estuda o tema a sério.
Bem, segundo este texto, todos estes "prodígios" listados acontecerão “antes" (imediatamente antes?) que venha o grande e terrível Dia do Senhor”, eu entendo que o objetivo pelo qual foram registrados na Palavra, é para que os observemos.
E perceber que estão acontecendo de maneira crescente em quantidade e em intensidade, deveremos perceber que estamos nos aproximando rapidamente daquele Dia, pois uma das figuras bíblicas sobre aquele Dia é que são “semelhantes a dores de parto!”
Não sei se você já teve curiosidade de ler sobre o que aconteceria caso tivéssemos a erupção de algum dos maiores vulcões do mundo... entre estes, por exemplo, eu poderia listar alguns vulcões como o  Krakatoa em Java, o Katla na Islândia, Yellowstone nos Estados Unidos, ou ainda o Cumbre Viejo nas Ilhas Canárias (o único destes que é um grande ameaça para o Brasil...) apenas para dar um exemplo dos maiores riscos atuais para a humanidade. A erupção de qualquer um destes vulcões é coisa bem séria. Sem contar os outros...
Se você fizer uma pesquisa Google, verá inclusive que, todos estes quatro, nos últimos tempos, têm tido muitos terremotos de baixa intensidade em sua base e no seu em torno. Mas tem tido atividade como nunca tiveram. 
Creio que está ficando algo tão ampliado que temos visto algumas matérias sobre o assunto, discretamente, sendo publicadas na grande mídia para "acalmar as pessoas", para que continuem achando tudo isso absolutamente normal... como sempre aconteceu nos últimos "4,54 bilhões de anos"... como você pode ver aqui nesta matéria de hoje no UOL.
Isso que não significa uma ameaça de erupção em curto prazo, mas também significa que não devemos perder de vista a possibilidade de algo estar em curso em algum deles...
Independente da destruição que causariam ao redor de suas bases, um dos efeitos mais impressionantes segundo os estudiosos seria o efeito de, pela dimensão de uma erupção desta magnitude, causarem trevas em diversos lugares. Na verdade, eles escureceriam o sol!
Se isso é verdade, e é... e se isso pode acontecer, e vai, e se isso tiver algo a ver com os últimos dias, e tem, deveríamos encontrar textos bíblicos associados aos últimos dias que falassem em densas trevas.
E, saiba, tais textos existem!
Veja aqui na sequência algumas passagens bíblicas que falam disso com muita clareza:

Isaías 5:25-30, contexto claro da Ira do Senhor, e nestes versos, especificamente, lemos:

Isaías 5:30 
"Bramam contra eles naquele dia, como o bramido do mar; se alguém olhar para a terra, eis que só há trevas e angústia, e a luz se escurece em densas nuvens".

Joel 2:1-2
"​Tocai a trombeta em Sião, e dai voz de rebate no meu santo monte; perturbem-se todos os moradores da terra, porque o Dia do SENHOR vem, já está próximo; dia de escuridade e densas trevas, dia de nuvens e negridão! Como a alva por sobre os montes, assim se difunde um povo grande e poderoso, qual desde o tempo antigo nunca houve, nem depois dele haverá pelos anos adiante, de geração em geração”.

E ainda Sofonias 1:14-16
“Está perto o grande Dia do SENHOR; está perto e muito se apressa. Atenção! O Dia do SENHOR é amargo, e nele clama até o homem poderoso. Aquele dia é dia de indignação, dia de angústia e dia de alvoroço e desolação, dia de escuridade e negrume, dia de nuvens e densas trevas, dia de trombeta e de rebate contra as cidades fortes e contra as torres altas”.

Porque acompanho e estudo tudo isso há muito tempo, é muito claro para mim, e já tratei do tema em outros posts anteriores, aqui e aqui, que os vulcões fazem parte do Juízo vindouro. 
E como escrevi, as erupções vulcânicas têm aumentado em quantidade e intensidade.
No post de hoje, com esta ideia em mente, quero voltar ao texto de Joel para compartilhar o que entendo o que possam significar estas colunas de fumaça comparadas aos outros textos!
Veja que a fumaça ganha mais significado quando entendemos a palavra que a acompanha: colunas!
A palavra hebraica traduzida aqui para colunas é perturbadora e fundamenta este meu post, merecendo, por isso, uma explicação mais profunda...
Digo isso porque os tradutores da Bíblia optaram por usar predominantemente a palavra colunas tanto na tradução da King James em português e inglês, como na Reina Valera em espanhol, na Amplified Bible também, entre outras.
Entretanto, creio que se tivessem outra compreensão em mente, uma mais digamos, escatológica, poderiam ter usado algo diferente...
Convido você a consultar comigo as anotações do respeitadas do tradutor mundialmente conhecido comentarista Strong, para encontrar uma descrição interessante e mais completa, que está registrada na sua anotação de número H8490.
A palavra hebraica usada no original traduzida para colunas é תּמרה תּימרה que seria algo como “tı̂ymârâh outimârâh”, que deve ser pronunciada como “tee-maw-raw”. 
Esta palavra poderia, sim, ser traduzida como uma coluna, uma nuvem ou um pilar, mas é importante considerar que também poderia ser traduzida de outra maneira, porque deriva de outra uma palavra, que consta na própria anotação de Strong H8558 no mesmo texto.
A palavra hebraica usada neste caso é תּמר que seria algo como tâmâr, de uma raiz com significado de estar ereta, como uma tamareira, que se você perceber a pronúncia da anotação H8490 é bastante clara. 
Outro significado seria "semelhante à palmeira, abrindo no topo"!
Importante compreender que esta palavra nos traria, portanto, a ideia de uma imagem assim:



Consegue perceber que vemos aqui, alguma semelhança com a fumaça espalhada em uma erupção vulcânica, diante dos olhos de um profeta tentando descrever uma visão? 
Faz muito sentido não acha? Em especial se levarmos em consideração que este profeta, talvez, nunca tenha visto uma erupção vulcânica ao longo de sua vida... erupção como esta, por exemplo:




Sim, eu creio que no Dia do Senhor teremos erupções múltiplas de vulcões acontecendo em diversos lugares... Os textos que listei acima, falam em “colunas de fumaça” no plural, semelhantes a palmeiras ou tamareiras... 
Bem amigos, o movimento dos vulcões, em especial os maiores, é, no meu entendimento, mais um sinal que precisamos acompanhar nestes dias em que vivemos.
O Senhor Deus, em Sua Sabedoria, nos dá diversos sinais de alerta acerca do cumprimento preciso de Sua Palavra Eterna para este tempo, e, creio, a Sua proposta para todos nestes dias, é que nos tornemos a Ele enquanto há tempo... 
Eu decidi acompanhar o que está acontecendo, e me preparar espiritualmente para este Dia.
Investir tempo para se preparar, ou não, é uma escolha sua. Você pode tomar a "pílula azul" do filme Matrix, e fazer de conta que está tudo normal, e tentar seguir sua vida... Ou pode ter seus olhos abertos, e pedir que o Espírito Santo revele ao seu coração o que você deve fazer diante de tanta coisa que acontece simultaneamente em nossos dias...
Você pode tentar ainda assim dizer que está tudo normal, e que não há com que se preocupar agora.
Mas a minha pergunta continuará sendo: você acredita mesmo que está tudo normal?
Não consegue mesmo ver as transformações?
Veja os sinais...
Deus abençoe,


Haroldo Maranhão