quinta-feira, 17 de novembro de 2016

PAZ E SEGURANÇA! NETANYAHU E TRUMP...



​"Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão”
I Tessalonicenses 1:1-3

O post hoje é curto, mas importante...
O Jornal Jerusalém Post informa em sua edição de hoje que Netanyahu declarou algo singelo para os estudantes de profecia bíblica!
Em um vídeo enviado para veiculação na Assembleia Geral das Federações judaicas da América do Norte, na última terça feira, Netanyahu afirma que quer trabalhar com Trump nos “interesses gêmeos de paz e segurança"...
A matéria está em inglês, mas mesmo quem não fala o idioma pode constatar a veracidade da fonte.


Sim, nada demais com esta frase.
Sim, muita coisa nesta frase.
O primeiro ministro poderia pedir, por exemplo, algo como: “paz e saúde”, “paz e amor”, “paz e prosperidade”, “prosperidade e segurança”, “saúde e segurança”, “paz para as nações”, “segurança para os povos”...
Mas não!
Mais uma vez, paz e segurança como um "mantra" de um cumprimento bíblico profético.
Que tem sido declarado por diversos líderes nos últimos anos...
Se você fizer sua pesquisa, encontrará ainda mais...


Mas que, agora, porque envolve o novo presidente americano, Donald Trump, que disse apoiar Jerusalém como capital de Israel.
Sim, para mim, este momento com Trump trás uma nova temperatura.
Trump!
Para quem Netanyahu pede apoio para o novo templo.
Que é amigo de Putin, que é favorável ao novo templo.


De quem Nixon disse, em carta, que venceria a eleição a presidente dos EUA se concorresse um dia!


Trump que assume o poder no interessante ano de 2017 para Israel.
O que fará Trump em seu mandato que é tão importante e profético?
Porque estes “gêmeos” aparecem sempre?
Porque novamente agora, e envolvendo Trump e Israel?
Paz e segurança mais uma vez?
Bem, quem usa estas palavras, pelas posições que ocupam, sabem muito bem o que estão dizendo...
Bem, creio que é porque o Senhor está querendo chamar nossa atenção, porque Ele reina sobre tudo, e reina, inclusive, sobre o que eles estão dizendo,..
Como digo sempre: veja os sinais!
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O TEMPLO, PUTIN, TRUMP E A PROFECIA BÍBLICA


Uma das maiores discussões escatológicas dos que amam profecia bíblica é a questão da reconstrução o terceiro Templo de Jerusalém...
Este tema é tão importante que até Edir Macedo entrou na polêmica ao construir uma réplica de proporções exatas ao original aqui em São Paulo... 
Construção espetacular, é um edifício que não faz o menor sentido em nossos dias, nem para cristãos verdadeiros, muito menos para judeus... 
Será que esta construção de Edir terá ainda algum significado profético para os nossos dias? 
Bem... deixe isso para lá ou para o futuro...
O motivo do post é porque o tema da reconstrução do Templo em Israel está fervilhando nestes dias!
Conteúdo dos mais polêmicos, foi reaquecido nesta semana com a eleição de Trump para a presidência dos Estados Unidos, pelo fato que ele apoiou Jerusalém como capital de Israel, diferentemente de Obama e de Hilary.
Tratei disso no post anterior, que se tornou rapidamente um dos mais lidos da história do Blog. Se quiser ler, acesse o post clicando aqui.
E também porque Putin já havia se manifestado simpático à causa.
Isso fez com que o Sinédrio Nascente se manifestasse publicamente pedindo que Trump e Putin apóiem a reconstrução do Templo. Como "Ciros" contemporâneos...
Você vai encontrar mais sobre isso neste post do ótimo blog do Julio Severo, traduzindo artigo do site "Breaking News Israel".
Este pedido do Sinédrio ecoou pelo mundo como uma trombeta (trump?) apocalíptica. 
Sites, blogs, pastores especialistas em profecia bíblica e outros estudiosos, foram imediatamente eletrificados por este tema ser abordado com tanta intensidade nestes dias tão proféticos...
E assim, os que creem na reconstrução, e os que descartam esta possibilidade, ocuparam suas tribunas eletrônicas e púlpitos das igrejas para apresentar suas razões e contra razões.
E, claro, isso me leva a fazer o mesmo neste espaço. 
Faço porque entendo ser uma honra estar vivo nestes dias, para ver tantas profecias bíblicas se cumprirem diante de meus olhos e me levar a ter a convicção que estamos nos últimos dias...
E mais do que isso, poder ter a oportunidade de contribuir para que outros também formem suas próprias opiniões, baseados em textos bíblicos, é demais de motivador.
Pessoalmente, penso ser difícil firmar uma posição contrária à reconstrução do templo.
Podemos ter divergência quanto à sua função, e veremos isso à luz dos textos bíblicos que apresento mais à frente no post.
Iniciando com o óbvio, sim, é claro que Deus não precisa de um lugar específico para ser adorado e encontrado pelos que se achegam diante dEle...
Ele habita no coração dos que recebem Seu Filho, como lemos aqui:

Efésios 3:18-19 “... a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus”.

Sim, em Cristo podemos ser tomados da plenitude de Deus, sem necessidade de um endereço físico e isso é claro. Mas esta é a revelação que temos apenas pelo Espírito Santo, O Qual os judeus ainda rejeitam, porque rejeitam a Jesus Cristo como O Messias, e assim não recebem esta revelação nos seus corações...
Ainda aguardam Sua vinda e, por este motivo, ainda entendem que é essencial terem um templo para se relacionarem plenamente com Ele...
Vemos no registro de Lucas em Atos, da morte de Estevão, que isso não é novo...
Quando da conclusão de seu maravilhoso sermão, pregado justamente perante o Sumo Sacerdote e Sinédrio da época, Estevão afirmou que Deus não habita em obras humanas (e o segundo templo estava de pé naqueles dias...), e os confrontou com o fato que eles rejeitavam o Espírito Santo... 
A partir deste momento de sua pregação, eles se enfureceram de tal forma, que o mataram por "blasfêmia", por apedrejamento! Veja o texto:

Atos 7:48-58 “Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso? Não foi, porventura, a minha mão que fez todas estas coisas? Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis. Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos, vós que recebestes a lei por ministério de anjos e não a guardastes. Ouvindo eles isto, enfureciam-se no seu coração e rilhavam os dentes contra ele. Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus. Eles, porém, clamando em alta voz, taparam os ouvidos e, unânimes, arremeteram contra ele. E, lançando-o fora da cidade, o apedrejaram”.

E o texto segue mais um pouco, e vemos em Atos 8:1 que "Saulo consentia em sua morte"... 
Mas atraído por Jesus, ele abriu o coração ao Espírito Santo, recebeu Sua revelação e depois, não mais Saulo, mas Paulo, o apóstolo, escreveu aos Coríntios que sim, o nosso corpo é o santuário do Espírito Santo! Santuário, não feito por mãos humanas... Veja:

I Coríntios 6:19-20 “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo”.

Portanto, nós que cremos em Jesus Cristo como Senhor, O Messias, O Ungido, sabemos disso, porque fomos comprados por preço para a Sua glória! Mas isso não é claro para os judeus desde aqueles dias.
Mas prosseguindo...
Vamos para  a profecia de Daniel, um dos textos mais importantes da Bíblia para nossos dias, e veremos que fica claro (pelo menos para mim...), que em algum momento no futuro, o anticristo fará uma aliança com muitos, dando início à "última semana profética de Daniel"...
Esta aliança incluirá Israel, com certeza, e creio que entre outras medidas de "proteção a Israel", facilitará para que seja reconstruído este templo... E, provavelmente, em um Monte do Templo pacificado, dividindo Jerusalém como capital de Israel e do Estado Palestino... (Será? Bem, é a minha opinião...).

Daniel 9:27 “Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele”.

Mas na verdade, o engano virá, porque o templo não será para eles, judeus, adorarem a Deus, mas, sim, para que ele, o anticristo, seja adorado como Deus neste templo reconstruido... 
O Senhor Jesus lança ainda mais luz sobre este texto (em meu entendimento), no sermão profético:

Mateus 24:15-21 “Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda), então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes; quem estiver sobre o eirado não desça a tirar de casa alguma coisa; e quem estiver no campo não volte atrás para buscar a sua capa. Ai das que estiverem grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado; porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais”.

Alguns que creem na visão preterista e alegórica de interpretar profecia bíblica (escola que respeito, mas da qual divirjo) que entende que este texto já se cumpriu quando da destruição do segundo templo, por volta do ano 70 d.c.
Neste caso, teríamos que aceitar que naquele tempo já teria havido uma "tribulação sem igual. como nunca houve nem jamais haverá" segundo as palavras de Jesus.
Bem, se compararmos "apenas" com o Holocausto da segunda guerra, veremos que houve tribulação maior para os judeus do que quando da destruição do templo (minha opinião), pois, além de tudo, estavam fora da sua terra.... E além disso (creio), ainda não aconteceram os demais sinais proféticos dados pro Jesus na sequencia do capítulo 24 do evangelho de Mateus.
Portanto, (creio) aquela profecia não se cumpriu ainda... mas (SEI) se cumprirá em breve.
Entretanto como não lemos claramente Jesus afirmar que esta "abominação" desoladora acontecerá em um templo, nem Daniel afirmar que será no "templo" na sua profecia, paira a dúvida se estamos mesmo falando do terceiro templo ou não... 
Será?
Bem, diante de todo o movimento político atual, não me parece mais uma questão de SE será edificado um terceiro templo, mas sim, QUANDO...
Eu pessoalmente, creio que será reconstruído...
Mas será que ele vai cumprir este papel profético apresentado por Jesus e referenciando a Daniel?
Será que, embora reconstruído, não seja esta a abominação desoladora que ocorrerá?
Pela profecia sabemos que algo abominável vai ocorrer, em "um lugar santo", que não sabemos aonde será ou como, mas sabemos que será realizada pelo anticristo, quebrando também, simultaneamente, um tipo de acordo ou aliança com Israel.
Eu creio que, reconstruído o templo, não o será para Deus, que não precisa dele, nem pediu sua edificação, mas reconstruído para o anticristo, pelo engano. Porque ele precisa...
Quanto aos estudantes e especialistas de escatologia que negam a reedificação, creio que terão uma dificuldade grande de negar este templo SE ele vier mesmo a ser edificado em alguns meses ou anos à frente...
Se não for reedificado, tudo ficará solucionado diante de outros eventos proféticos futuros.
Mas enquanto isso, o Instituto do Templo tem tudo preparado para sua reconstrução imediata.
Aliás, se você quiser, pode até mesmo fazer este “tour virtual” pelo "futuro" templo agora!


Será que suas reconstrução terá seu inicio já nos próximos meses?
Será que levará, ainda, alguns anos?
Porque será que tantos não conseguem nem mesmo ver o que está acontecendo diante de nossos olhos?
E você, consegue ver?
Veja os sinais...
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O CÓDIGO DA BÍBLIA E A ELEIÇÃO DE TRUMP...


Bem, espero que não me apedreje ainda, mas sim, eu acredito no "Código da Bíblia".
Desde que li o primeiro livro sobre os experimentos do matemático israelense Eliyahu Rips, escrito pelo jornalista americano Michael Drosnin, fiquei fascinado. Já li os outros dois...
A possibilidade de encontrarmos no texto hebraico bíblico original a revelação da eterna Sabedoria e Presciência de Deus, escondendo e revelando informações sobre pessoas e fatos importantes da história da humanidade, era por demais de espetacular...
Escondidos no meio do texto bíblico, cifrados por uma fórmula numérica impossível de ser descoberta até nossos dias, apenas com computadores de alta capacidade de processamento, estavam os principais fatos da nossa história.
Embora a lógica original tivesse sido descoberta supostamente por Isaac Newton, que teria percebido que a palavra TORA (Lei em hebraico) aparecia no texto hebraico original do pentateuco em saltos simétricos de determinado número fixo de letras, era possível com recurso de cálculos manuais...
A origem da descoberta veio pela observação que a palavra TORA aparecia em seu sentido normal de leitura em Gênesis e Êxodo, no sentido reverso em Números e Deuteronômio, e centralizada em Levíticos, apontando assim para a centralidade da Lei nos cinco livros de Moisés. 
Algo impossível para a mente humana fabricar ou falsificar, pois esta disribuição das letras ocorre com no meio das palavras que compõe o texto narrativo original...
Os autores do livro divulgaram a descoberta que fatos relevantes da história estavam escondidos da mesma maneira, e registraram a fórmula matemática de saltos equidistantes após se sujeitarem a exames feitos por matemáticos e outros, que poderiam autenticar o experimento.
Sei que muitos de vocês já conhecem o "Código da Bíblia", mas como nem todos conhecem, optei por fazer esta breve introdução.
Sei que muitos torcem o nariz para isso, e respeito. Sei que é tema controverso...
Mas eu acredito, porque entendo que apenas a insondável e inalcançável mente do Senhor poderia esconder fatos históricos em meio ao texto da Palavra, milhares de anos antes de acontecerem!
Sim, esta descoberta reforça o meu entendimento da grandiosidade da Sabedoria do Senhor, e confirma que Ele reina sobre todas as pessoas, as que nEle creem e as que o rejeitam e até mesmo blasfemam, bem como sobre todos os eventos ao longo de toda a história da humanidade...
Mas até então, o autor do livro e descobridor do Código e outros rabinos especialistas no sistema, conseguiam apenas comprovar que fatos passados já estavam registrados antes que acontecessem...
Mas o desejo do homem de saber o futuro, fez com que todos passassem a tentar prever o futuro, misturando kaballah e outros recursos, o que, com certeza, não é o que deveriam fazer diante de Deus, Tentaram transformar o Código em uma "bola de cristal" ou um "orãculo"....
E até então não conseguiam, e muitas previsões falharam, porque não era possível administrar todas as variáveis futuras para fazer “perguntas” para o texto hebraico original.
E eu nem creio que esta é a idéia do Senhor, permitir ser possível prever o futuro desta maneira...
Creio que apenas a profecia bíblica deve ser estudada e compreendida em seu texto literal bíblico.
Também creio que pela revelação dO Espírito Santo, o que está no texto e já está disponível para entendermos em nossos dias, recebemos... O que somente será liberado mais adiante, aguardamos...
Mas parece que para esta eleição, assunto que, embora importante para o mundo, é secundário diante da profecia do Senhor para o futuro próximo, foi liberada uma descoberta! Ou não?
Mesmo que não seja Deus o Autor deste código, e esta profecia seja um chute, bem, o fato é que o rabino Mattihayu Glazerson fez, supostamente, a descoberta da previsão da vitória de Trump no código da Bíblia em julho deste ano... Quando parecia impossível prever tal vitória. Será?

Em vídeo publicado em 6 de julho, o Rabino já apontava a vitória de Trump pelo "Código"

Por algum motivo, O Senhor permitiu esta descoberta vir à luz....
Descoberta que não altera em nada a profecia bíblica clássica e inspirada pelo Espírito Santo, revelada nos livros proféticos da Bíblia, que podem ser lidos de maneira normal, por qualquer pessoa, e não por códigos que poucos podem entender e manusear...
Sim, uma coisa não tem nada a ver com a outra...
Mas, mesmo que seja uma fraude este experimento do rabino postado em julho apontando a vitória de Trump, até ontem a maioria dos formadores de opinião e especialistas americanos, predominantemente davam a vitória de Hillary como certa...
O que será que aconteceu?
Talvez Hillary pregando abertamente o aborto como politica pública e plataforma de seu governo, e deixando claro que pessoas "teriam que mudar sua convicção religiosa" acerca do fato, passou do ponto diante de Deus...


"RELIGIOUS BELIEFS HAVE TO BE CHANGED"...
Hillary: "Crenças religiosas precisam ser mudadas"... Pergunto: Até que ponto? Qual agenda?

Até porque quem teria que mudar sua fé, seriam, obviamente, os cristãos...
Sim, nenhum dos dois é candidato “santo”, mas parece que ela passou do ponto com todo o conteúdo dos seus e-mails investigados (?) pelo FBI, e, no caso específico que destaco, com esta declaração que afronta muito mais a "crença religiosa" que deveria ser predominantemente defendida pelos cristãos que creem na Palavra de Deus, e sabem que aborto é assassinato de bebês.
E o que vai acontecer agora?
Bem, Trump tem uma posição muito importante e profética para nós que cremos na Bíblia!
Ele apóia a tese de Jerusalém ser a capital de Israel, mesmo em um momento em que a UNESCO, de maneira ridícula e vergonhosa, diz que Israel não tem nada a ver com os sites históricos do Monte do Templo, do muro das Lamentações além de outros locais... 
Uma decisão sem amparo histórico nem bíblico, mas "normal" para organismos ligados à ONU, sempre em sua constante posição anti Israel...
Sim, esta posição pró Israel e "profética" de Trump é bem melhor que a de Obama e Hillary que preferiam a divisão de Israel em Jerusalém para que venha a ser metade capital de Israel, metade do Estado Palestino, contrariando frontalmente a vontade do Senhor... 
Embora saibamos que esta divisão vá acontecer em algum e seja uma das principais causas do Juízo que virá...

Joel 3:2 "... congregarei todas as nações e as farei descer ao vale de Josafá; e ali entrarei em juízo contra elas por causa do meu povo e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre os povos, repartindo a minha terra entre si."

O Senhor prometeu abençoar os que abençoam Israel, e amaldiçoar os que o amaldiçoam... 
Ainda que Israel de hoje não seja mais o povo original espiritualmente dos áureos tempos bíblicos, esta palavra do Senhor ainda está válida...
O rabino também já vê Trump como um “tipo” do Rei Persa Ciro, a quem O Senhor desperta em Isaías 45 para apoiar o povo de Israel a construir o seu segundo templo... será que Trump terá este papel nestes dias para apoiar a reconstrução do terceiro? Neste caso, que papel seria este?
Se isso for assim, estaríamos já em um período "pré Grande Tribulação"? Será?
Bem, o que sei é que neste ano de 5777 segundo o calendário hebraico, teremos Trump tomando posse exatamente no dia em que completará 70 anos, 7 meses e 7 dias!
E ele é uma "trombeta" (Trump) ressoando pelas nações hoje...reações das mais diversas ecoam...
Afinal, lembro que estamos às portas do interessante ano de 2017, conforme escrevi aqui, ano que não, não será do fim do mundo, mas sim, será um ano importante e profético para observarmos tudo o que possa acontecer em relação a Israel, pois a maioria das datas lhe dizem respeito...
Ou não?
Afinal, apenas a título de mais uma curiosidade interessante, pouco antes do início do ano, teremos uma Super Lua agora em Novembro, em meio a três super luas em três meses, algo absolutamente raro...E mais raro ainda será a maior em quase 70 anos, ou seja, a última foi em 1948...
E que ano interessante e profético este de 1948, quando Israel voltou a existir como nação!
Israel, nação que segue o calendário lunar, que celebra as festas do Senhor a partir da observação da lua, e que tem como seu tipo bíblico a lua...
Sim, a super lua deste mês é mais uma coincidência...
Ou Deus está procurando chamar a atenção de Israel?
Até por que o período da grande tribulação vindouro é conhecido na Palavra como a "angústia de Jacó", ou seja, será um período em que O Senhor encerra a época da graça, que diz respeito à Igreja, e volta a tratar com Israel, até o Juízo...
Bem, não há como saber ainda... precisamos aguardar e acompanhar.
O que digo sempre é que temos muitas coisas para observar, pois muitas coisas estão acontecendo diariamente que parecem fazer parte do cenário profético.
Você não consegue ver?
Veja os sinais!
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão