domingo, 29 de novembro de 2015

O MUNDO SALVO POR DOIS GRAUS CENTÍGRADOS...



Como você que passa por aqui já sabe, eu não sou um especialista em nenhuma área de ciências.
Quanto ao post de hoje, confirmo , portanto, que não sou especialista em nenhuma cadeira associada à nossa questão climática.
O que sei é que tenho pelo menos dois neurônios que funcionam razoavelmente bem (pelo menos segundo a minha opinião), mas, sim, eu creio na Bíblia como A Palavra verdadeira de Deus, de todo o meu coração...
E considero este o meu maior tesouro principalmente para a minha vida diária, em especial neste tempo em que vivemos, e quanto a este espaço, para analisar o que vejo acontecer à minha volta nestes dias, tentando pensar fora da caixa… pelo menos enquanto somos livres para fazer isso...
Assim que hoje o meu convite é para você, que me dá a alegria de passar por aqui, avaliar comigo alguns pontos para para acompanharmos a assim chamada "COP 21" ou Paris Climate Conference.
Antes disso, quero chamar sua atenção para o fato de que, eventualmente, os cientistas erram…
Se você não sabe bem o que penso sobre isso, e quiser entender melhor, convido a parar um pouco a leitura e ler este post sobre o recente terremoto no Afeganistão, quando explico melhor minhas questões quanto a situações em que os cientistas de diversas áreas saem fora do seu lugar de conhecimento... para fazer o que não sabem.
Mas permanecendo neste post, considere comigo que, por exemplo, cientistas descobriram neste ano que a câmara de lava debaixo do vulcão de Yellowstone é algumas vezes maior do que se pensava anteriormente...
Veja que se trata de um dos lugares que, supostamente, deve ser um dos lugares melhor monitorados do planeta, com a mais alta e sofisticada tecnologia conhecida pelos técnicos em vulcanologia, pelo seu tremendo potencial destrutivo… com efeitos globais...
E veja que em um lugar como este, em nosso dias, vamos descobrir que existem áreas absolutamente desconhecidas destes cientistas que dizem saber exatamente como foi que os vulcões entraram em erupção bilhões de anos atrás...
Sim, aparentemente os sensores e radares, as informações geradas pelos satélites, as sondas e os medidores de última geração falharam... E eles não sabiam e talvez ainda não saibam o real tamanho do que está embaixo de Yellowstone. Embaixo de seus pés e de seus narizes...
Embora supostamente saibam, com certeza, o que aconteceu há bilhões de anos... "cientificamente"...
Veja um outro exemplo que impacta pelo absurdo...
Cientistas nos declaram que sabem exatamente como os animais evoluíram, saindo lentamente dos oceanos para se tornarem répteis e depois mamíferos, quadrúpedes e bípedes, ao longo de bilhões de anos... Mas confessam publicamente, recentemente, que não sabiam, por exemplo, que existe um outro oceano embaixo da terra! Você pode imaginar algo assim?
Veja aqui, e aqui. Ou faça você mesmo sua pesquisa Google.
Bem, aqui neste meu espaço, eu pergunto, humildemente, se a evolução das espécies ocorrida a partir dos animais que viviam no oceano superior, o que conhecemos, foi melhor ou pior sucedida do que seria se tivesse acontecido a partir do oceano inferior, no interior da terra...
E pergunto ainda há alguma evolução em curso a partir deste oceano subterrâneo que esteja sendo pesquisada... ou não… se existem espécies subterrâneas desconhecidas evoluídas a partir dos mesmos microrganismos ou semelhantes aos dos oceanos conhecidos…
Bem... deixe para lá. É assunto demais para meus dois neurônios!
Mas com estas duas descobertas recentes, eu me permito chegar a uma conclusão, com duas vertentes...
Ou eles realmente não sabem nada sobre os temas que dizem saber, nem sobre os bilhões de anos, pois não conseguem nem mesmo dominar os que deveriam, porque atuais...
Ou sabem muito mais do que pensamos sobre o que está acontecendo em nossos dias, e, embora estejam errados sobre o que aconteceu há bilhões de anos, não revelam a verdade atual para a humanidade que habita o planeta hoje, porque cumprem uma agenda oculta... 
E neste caso, os equívocos quanto aos bilhões de anos também fazem parte do mesmo engano, para manter a população longe, também, da busca do conhecimento de Deus. Apoiada na ciência...
Bem, tudo isso faz parte do que analiso, penso e acredito…
E tudo isso passa pelos meus pensamentos quando leio acerca dessa conferência COP 21, que começa amanhã, dia 30 de novembro, em Paris.
Lendo sobre o evento, o que me salta aos olhos é saber que a espetacular agenda científica proposta estabelece, entre outros pontos, a necessidade de um pacto entre os governos que permita o controle do aumento da temperatura da terra até 2100 em, no máximo, 2 graus centígrados!
Gerenciando, para isso, a emissão dos gases que causam o efeito estufa.
Não, isso não é uma piada, é uma proposta real! Está nos documentos oficiais do evento...
Você não viu isso? Dois graus de temperatura média para salvar o planeta!
Responda para você mesmo, por favor...
Você acha, sinceramente, que isso é razoável, possível, e mesmo controlável e comprovável cientificamente? Ou seja, 1,75 grau não causaria o mesmo dano? 2,10 grau causaria?
Ou, da mesma maneira que eu, percebe que isso parece ser algo aparentemente absurdo?
A não ser que eles tenham descoberto agora que a terra tem um "termostato gigante" escondido em algum lugar entre a lava extra de Yellowstone e o novo oceano descoberto, não creio que isso seja possível…
Não entendo alguém, em sã consciência, dizer que um acordo sobre medidas políticas e econômicas de emissão de gases permitirá que alguém controle ou assegure que a temperatura do planeta inteiro, ao longo dos próximos 85 anos aumentando em apenas, no máximo, dois graus, tudo estará bem!
Bom... mas vamos imaginar que este controle seja possível, e vamos assumir também que, se passar destes 2 graus de temperatura média, as consequências para nosso planeta sejam catastróficas… inimagináveis e destruidoras… Digo isso porque, até aonde entendi a discussão, esta é a ameaça real...
Imagino que, neste caso, os líderes das nações, que tem filhos pequenos ou jovens, que estão abaixo da faixa de 50 anos, trabalhariam com todas as suas forças para que este acordo seja celebrado, e estes dois graus mantidos para assegurarem a sobrevivência futura sua e dos seus amados...
E neste caso, estariam gritando a plenos pulmões e em todas as mídias que isso é necessário, muito mais do que têm feito…
E estariam denunciando desesperadamente, as manobras de quem quer que seja que tente impedir este acordo de acontecer, de uma maneira mais dramática e comprovada do que tem sido.
E fariam a sua parte em seus países independentemente dos outros fazerem...
Afinal, seria, no mínimo, uma questão de sua própria sobrevivência, e ainda que não estivesse nem um pouco preocupado com a população de sua nação, como muitos governantes fazem, estaria, pelo menos,  com a de seus parentes e amigos queridos, e a sua própria...
Ou não?
Bem, me parece que não.
Se você procurar na web, com calma, verá que estão discutindo esta questão já há décadas…
Desde que o assim chamado "protocolo de Kyoto" foi assinado...
Passando pelos eventos climáticos do Rio e de Kopenhagen… 
E se levarmos em consideração o que eles dizem, e percebendo os extremos climáticos, geológicos e ecológicos, sua influencia na água e nos alimentos, crescendo de uma maneira assustadora nos últimos anos nos noticiários diante de nossos olhos, diria até mesmo que as suas ameaças já estão se cumprindo…
E se projetarmos para mais 85 anos apenas o que já está posto, nem podemos imaginar como será… 
E assim, diante destas evidências, deveríamos perseguir desesperadamente esta meta apocalíptica!
Porque, por enquanto, está acontecendo apenas nas casas dos outros, nas cidades dos outros, nos países dos outros...
E assim, todos agarraríamos com todas as forças este limite de dois graus!
Mas na verdade, não é o que vejo…
Vejo os participantes dos eventos climáticos reunidos, calmamente, em hotéis, salões de convenções, ouvindo as opiniões dos contrários, dando declarações blasés ou sisudas para a imprensa...
Em meio a coquetéis, jantares, e reuniões...
Bem, me perdoe. 
Sei que muitos me consideram alguém mais próximo dos adeptos da teoria da conspiração...
Mas alguma coisa nesta matéria não faz o menor sentido.
Assim, analisando suas atitudes, discursos e distancia entre um evento e outro, eu me permito pensar em algumas alternativas quanto a suas posturas e declarações:

1. Eles no fundo pensam que nada disso vai acontecer, mas usam estes eventos e toda a mídia em torno dessa agenda para se promoverem política e pessoalmente.
2. Eles ouviram alguém sério dizer que algo pode acontecer, mas ainda não tem certeza, e enquanto isso, usam esses eventos e toda a mídia em torno dessa agenda para se promoveram política e pessoalmente.
Ou...
3. Eles sabem que algo vai acontecer e sabem que não podem impedir o que vai acontecer, e, ao longo destes anos estão tentando achar maneiras de salvar a si mesmos e os seus amados do que virá… E, enquanto isso, fazem o que podem para distrair as pessoas, e impedir que a população do planeta saiba realmente o que virá, para que não haja pânico e descontrole generalizado, como já nos disseram que fariam nos filmes catástrofe de Hollywood... E desqualificam os que questionam como conspiracionistas. 

Bem, como você pode imaginar, eu acredito na alternativa de número 3...
Eles sabem o que vai acontecer, e sabem que não há nada para fazer. E mantém estes eventos de discussão sobre o clima, e todas estas explicações e publicações sem pé nem cabeça, geradas por seus especialistas, para que as massas se acalmem diante do descalabro climático crescente que estamos vendo acontecer ao nosso redor nos últimos anos… E aguardem as decisões e discussões até o próximo evento...
E agindo assim, fazem ainda com que os que aceitam essa “agenda”, justifiquem para si mesmos e para os que estão à sua volta que tudo isso que está acontecendo no mundo hoje é "normal"... 
Que já aconteceu antes, e que é culpa do aquecimento global… 
Que embora seja tudo anormal é "normal"… 
E esperam que todos acreditem que os seus cientistas e especialistas já sabem o que fazer, e que se n"ão usarmos mais as sacolas as plásticas de supermercado", vamos contribuir para atingir a meta máxima de 2 graus, e que o povo que viverá em 2100 saberá que fizemos a nossa parte...
E claro, os que acreditam nisso, ridicularizam os que dizem que algo está ocorrendo...
Os que dizem que algo está ocorrendo, são os que se propõe a desenvolver um pensamento questionador e contrário a esta agenda oficial…
Quem são?
São os cientistas de correntes de pensamento contrárias (que existem e não são poucos), que criaram até mesmo o trocadilho em inglês para tratar do "climate change", chamando de "c(lie)mate change"... sendo que a palavra "lie" em inglês, significa mentira!
Os livres pensadores que percebem que algo não está normal e não aceitam as explicações oficiais...
Todos os adeptos das teorias da conspiração que sempre partem do princípio que há algo de errado...
E, claro, os que creem no tempo profético do Juízo da parte de Deus, que observam as notícias diárias com a Bíblia na mão, como eu, e, claro, muitos outros melhor preparados e informados que eu.
Todos os que questionam, o fazem porque não aceitam o que vem, mas não tem muitas fontes absolutamente confiáveis para concluir definitivamente uma tese de explicação contrária à oficial.
Mas sabem, com certeza, que o que se diz não é a verdade.
Outros como eu, sabem que o que se diz não é a verdade... e embora não sejamos necessariamente cientistas ou especialistas, cremos literalmente no que a Bíblia diz sobre o que virá, e já está diante de nossos olhos em curso... ou não?
Bem, ao fundamentar meu ponto de vista diversas vezes aqui no Blog, já apresentei alguns pensamentos que, segundo a Bíblia, explicam o que estamos vendo e anunciam o que virá!

1. O Juízo de Deus, segundo a Bíblia, parece vir a partir de algo externo à terra, "os poderes dos céus serão abalados", e que, eventualmente, pelo seu efeito magnético, já afeta o núcleo do planeta, bem como o campo eletromagnético da terra. Se esta interpretação do texto bíblico for correta, cientistas de altíssimo nível de acesso aos mais sofisticados recursos dos principais governos do planeta, saberiam de algo assim bem antes da população normal... e agiriam exatamente como estão agindo. Já publiquei sobre isso, que isso é verdade... Sim, aparentemente, algo está vindo, não há o que fazer, mas como não temos como precisar uma data exata, vamos acompanhando... (Para resumir o que  digo, apresento este post com um texto que não é meu, e que embora o autor tenha errado quanto ao ano, porque ainda não há como prever, os efeitos são exatamente os que, creio, estão em curso... clique aqui)

2. O Juízo de Deus, segundo a Bíblia, será sim, sobre todos aqueles que destroem a terra (Apocalipse 11:18 e Isaías 24:5 e 6)... portanto, neste caso, não está complemente errada a tese de que o homem tem alguma influência sobre o que está acontecendo... embora não seja exatamente o que nos digam ser...

3. O Juízo de Deus, segundo a Bíblia, será súbito, e pegará todos os que não conhecem as Escrituras de surpresa… seus modelos científicos falharão… Quando disserem “paz e segurança”, virá o fim. (II Tessalonicenses 5:3)

4. O Juízo de Deus é inevitável, e o que virá sobre a terra não oferece muita chance de escape, embora alguns sobrevivam. Sim, não são todos os que vão morrer, mas, sim, infelizmente serão a esmagadora maioria.

5. O Juízo de Deus, por outro lado, tem um escape seguro através da obra redentora de Jesus Cristo, de graça e pela fé, pela busca adicional por transformação interior, obediência e santificação, para "ser achado digno de escapar de tudo o que virá…"

Bem, amigos do Blog...
Vamos acompanhar o que vai sair desta "conferência do clima".
Talvez nos digam teremos que diminuir o consumo de carne, pois também há os adeptos do entendimento que os gases emitidos pelo gado bovino afeta a nossa camada de proteção dos raios do sol…
Brincadeiras a parte, o que estou seguro é que se ninguém sair da conferencia clamando que precisamos todos nos arrepender e buscar ao Senhor Deus como nunca, qualquer outra solução será ridícula e sem efeito real para impedir o que virá.
O que sei é que os líderes religiosos globais vão falar em uma união de toda a humanidade para salvar o planeta, falarão em harmonia e unidade, em dar as mãos, mas não abrirão a Bíblia!
Nem mesmo o senhor Francisco, papa católico fará isso… Não se levantará para demonstrar que é o Juízo do Senhor que está vindo... e ele deveria conhecer as profecias que estão na Bíblia na qual diz crer.
Provavelmente teremos algum “impasse” e as decisões serão postergadas para um novo evento futuro...
Bem, esta é a visão que tenho acerca do evento COP 21.
Não sou cientista.
Não sou especialista.
Apenas não engulo tudo o que me apresentam como verdade...
Nem fujo de observar o que está diante de meus olhos segundo A Palavra de Deus, mesmo que a visão possa ser assustadora, e sem precedentes na história da humanidade. Como é. Jesus nos disse que seria.
Não sei qual sua posição, mas recomendo que procure ver com o seu senso crítico bastante apurado.
Afinal, tudo vai mudando rapidamente. Estranhamente. Diante de nossos olhos.
Você não consegue ver?

Veja os sinais!

Leia a Bíblia...

Haroldo Maranhão

Um comentário:

  1. Bom dia Haroldo,como sempre você consegue colocar seu ponto de vista diretamente alinhado com o meu,fico acompanhando quase tudo o que tem ocorrido neste mundo totalmente perdido e tão distante de Deus,mortes acidentes,guerras novas doenças a cada dia,tudo conforme a palavra de Deus,mas ninguém acredita,chega a me fazer mal as vezes ver tanta gente sem rumo,acreditando em sensações tão passageiras,tudo é imediato,tudo é agora,crianças com pais que não cuidam,pais que não conseguem educar os filhos.Mas voltando ao tema,o engano é generalizado,e mesmo os cristãos estão sendo enganados,a maioria não estuda a palavra,e já ouvi pastores dizendo que não é tão nescessário,basta crer,triste.Enfim Haroldo,parabens pelo seu empenho em nos trazer seus pensamentos acerca das coisas de Deus,e acho que você é amigo da minha prima,a Paula Volpe,outro dia dia vi uma foto sua em um post dela no Facebook,achei que era você,pois o nome era o mesmo.Abraço,que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir