sábado, 14 de fevereiro de 2015

O EQUÍVOCO PROFÉTICO QUANTO A JANELA 10/40... E O JUÍZO QUE VIRÁ...


Por um bom tempo eu considerei verdadeira a ideia da necessidade de se pregar o Evangelho para todos os “povos não alcançados” antes da volta de Jesus.
Pois só após isso acontecer, Ele poderia voltar!
E as nações da assim chamada Janela 10/40 (referência ao quadro “latitude x longitude” em que se encontram) são as que concentram estes que seriam os tais “povos ainda não alcançados” com o evangelho.
Os NÃO evangelizados. Ou os MENOS evangelizados.
O texto base para esta tese está em Mateus 24:14, nas palavras do próprio Jesus: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim”.
Ou seja, enquanto não for pregado o evangelho a todo o mundo, não poderá vir o fim...
E sim, nestas nações encontramos atualmente pouca ou quase nenhuma penetração do evangelho.
Encontramos lá perseguição a pastores, missionários e igrejas que pregam Jesus Cristo.
Também encontramos em outras, pouca ou nenhuma liberdade para se pregar o evangelho.
Ameaças, prisões e até mesmo mortes.
O crime? Crer em Jesus e pregar o evangelho...
Assim, estes povos seriam, em nossa perspectiva, “povos não alcançados”!
E pelo fato de que encontramos tamanha dificuldade de se penetrar nestas nações com missionários, Bíblias, igrejas constituídas, e tudo o mais, muitos creem que é necessário ainda muito tempo para que esta palavra de Jesus se cumprisse.
Na verdade, ainda faltaria MUITO tempo para a volta de Jesus, pelas palavras de Sua própria boca, pois não dá nem para imaginar quanto tempo levaria para estas nações serem evangelizadas...
Mas pare para pensar um pouco comigo... Será que é esta a ideia do texto mesmo?
Indiscutível é a necessidade de cobrir aquela região de oração.
Indiscutível é a necessidade de manter todas as estratégias missionárias na “Janela 10/40” onde for possível.
Indiscutível é a necessidade de investir recursos para suporte de tudo o que está sendo feito ali, seja em sustento dos missionários, das estruturas físicas, equipamentos e materiais.
Indiscutível que precisamos buscar assegurar que todas as pessoas possam ouvir o evangelho de Jesus, em nossos dias, de uma maneira livre e poderosa.
Assim como indiscutível é a necessidade de se pregar o evangelho a todos... Afinal, a ordem de Jesus Cristo “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” está em vigor!
Entretanto, independente da admirável dedicação de tantas e tantas pessoas, conhecidas e anônimas (na terra, não no céu), que sofreram e até mesmo morreram em tantas destas nações para que o evangelho fosse ali pregado em nossos dias, por amor a aquelas pessoas que lá vivem, vejo que há um equívoco no “ângulo de observação” de quais são os povos não alcançados hoje.
Pelo menos em relação à ideia de indicadores de tempo quanto a necessidade de o evangelho ser pregado a todas as nações até Sua vinda, o  entendimento pode estar errado.
Digo isso porque o “epicentro” desta análise de "povos não alcançados", bíblica e literalmente, não pode ser os Estados Unidos da América, o Brasil, ou outros países que nem haviam sido "descobertos" ainda quando Jesus fez esta afirmação.
Se lermos com atenção as últimas Palavras ditas por Jesus, que estão registradas em Atos 1:6-11 vamos entender o que proponho como reflexão para hoje:
“Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor será este o tempo em que restaures o reino a Israel? Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade; mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos. E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”.
Bem, se observarmos texto, "o epicentro do mundo", segundo as palavras de Jesus, é Jerusalém!
Isso é indiscutível!
Nesta perspectiva, as nações não alcançadas que estavam "nos confins da terra" naquela época, eram as que nem haviam sido descobertas ou constituídas.
Os confins da terra são considerados a partir de Jerusalém! As nações não alcançadas TAMBÉM!
Assim, o Evangelho JÁ foi pregado em Jerusalém, Judéia, Samaria, em todas as nações ao redor de Israel.
Os apóstolos, e posteriores pastores, mestres, evangelistas, profetas JÁ espalharam o evangelho naquelas nações, até que chegassem até nós... nos últimos dois mil anos, isso já aconteceu!
E pensando assim,  vendo o mapa, ficará claro que, na verdade,  as primeiras nações evangelizadas estão na Janela 10/40!
Naquela época, para que o evangelho saísse e se espalhasse como aconteceu, necessário foi alcançar estas nações no em torno...
A pé, de cavalo, camelo...
Depois de algum tempo, por navios...
Apenas no mundo contemporâneo dos últimos tempos é que temos avião, TV, Internet e outros meios para pregar de uma maneira ainda mais intensiva a todo o mundo.
Portanto, considerando a evolução da pregação do Evangelho de Jesus desta forma fica claro que posso hoje, facilmente, incluir o Brasil ou os Estados Unidos da América como “confins da terra”, na perspectiva bíblica do texto que lemos...
E assim, posso entender que o evangelho "chegou aos confins da terra" APENAS nos últimos 500 anos, ou menos!
Aliás, não por acaso, o novo líder da Igreja Católica, o senhor Francisco, ao ser eleito no último conclave, se apresentou como “O Papa do fim do mundo”, em interessante jogo de palavras, que pode (e creio, DEVE) ser entendido como do “fim do mundo” literal.
Ou “dos confins da terra”, ou “do fim do mundo”, pela distância da Argentina, no caso, a Roma...
E se pensarmos em relação a Jerusalém, teremos o mesmo efeito.
Sim, meu querido, minha querida...
Eu não consigo mais crer que aquelas nações da Janela 10/40, do oriente médio e adjacências, são nações não alcançadas com o Evangelho, mas, creio sim, que são nações que já ouviram exaustivamente o evangelho de 2.000 anos atrás para agora.
Creio que ouviram e muito nos primeiros anos “’pós-Pentecostes”...
E creio que, nacionalmente, a maioria delas REJEITOU a Jesus, O Cristo como Senhor e Salvador! Optaram nacionalmente por outras práticas, outras religiões, outros ídolos e outros deuses... falsos.
Mas escolheram!
E creio, portanto, que o evangelho já foi pregado a todas as nações, tomando por ponto de partida o derramamento do Espírito Santo para este fim em Pentecostes, em Jerusalém, conforme lemos em Atos.
E creio, com base neste entendimento, que a qualquer momento poderemos ter a conclusão do assim chamado “tempo da plenitude dos gentios”, ou ainda, da “época da graça”, desencadeando a sequência dos eventos que antecedem a volta de Jesus e O Juízo.
Porque O Senhor Jesus não precisa esperar, talvez, mais uma década para que aquela região seja evangelizada...
Por que JÁ FOI!
Entende o que digo?
Isso é muito importante, porque O Senhor realizará diferentes níveis de Juízo naquele Dia!
Biblicamente, Ele vai julgar as nações, os homens, Israel e até mesmo a Sua igreja.
E a base do julgamento é como se posicionaram a respeito de Jesus, O Cristo, e Sua Palavra, as obras realizadas, e como tratam Israel. Além, claro, dos pecados nacionais.

As nações:
Salmos 96:13: ... “na presença do SENHOR, porque vem, vem julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, consoante a sua fidelidade”.
Salmos 98:9: ... “porque ele vem julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, com equidade”.
Isaías 2:4: "Ele julgará entre os povos e corrigirá muitas nações; estas converterão as suas espadas em relhas de arados e suas lanças, em podadeiras; uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra".
Sim, O Senhor Deus trata as nações coletivamente, e os homens individualmente...
Assim, nas nações da Janela 10/40, que O rejeitaram nacionalmente, encontramos centenas ou milhares de pessoas justificadas em Cristo. O que não muda o fato da condenação da nação.
O que não muda a realidade da salvação de todo aquele que nEle crê! Em qualquer nação!
Mas também não muda o fato que a pregação do evangelho também é para condenação!
Não sabia?
João 3:18-20 “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do Unigênito Filho de Deus. O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras”.
II Coríntios 2:14-16 “14 Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento. 15 Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. 16 Para com estes, cheiro de morte para morte; para com aqueles, aroma de vida para vida. Quem, porém, é suficiente para estas coisas”?
Aliás, O Senhor vai julgar também o mundo espiritual nacional, ou seja, os principados territoriais que agem sobre nações através de seus governantes!
Veja o texto de Isaías 24:21: “Naquele dia, o SENHOR castigará, no céu, as hostes celestes, e os reis da terra, na terra”.
Este capítulo de Isaías registra eventos do fim, e podemos entender que a maneira como as nações serão julgadas está ligada ao tipo de pecado nacional predominante.
Tanto isso é verdade, que na "inauguração" futura do Milênio, Satanás será proibido de enganar as nações!Leia em Apocalipse 20:1-3 "Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo".Nações têm características espirituais diferentes, se é que você não percebeu.
Algumas nações são conhecidas por feitiçaria, como algumas nações africanas, o Brasil, por exemplo, é claramente conhecido mundialmente por sua corrupção e prostituição...
Mas a Suíça, por exemplo, é conhecida pela lavagem de dinheiro “em grande estilo e sofisticação”, bem como outros países também são conhecidos como “paraísos fiscais”, de maior ou menor monta...
Os Estados Unidos, por exemplo, por exportar a pornografia e patrocinar guerras...
E assim seguem os pecados nacionais, que podem até estar errados em nossa perspectiva, mas serão justamente julgados por Deus.
E também, regionalmente, a quantidade de sinais realizados, ou o tempo de pregação oferecido, afetam a forma dEle exercer Seu Juízo! 
Veja o que Jesus diz em Lucas 10:13-16 “Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom, se tivessem operado os milagres que em vós se fizeram, há muito que elas se teriam arrependido, assentadas em pano de saco e cinza. Contudo, no Juízo, haverá menos rigor para Tiro e Sidom do que para vós outras. Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno. Quem vos der ouvidos ouve-me a mim; e quem vos rejeitar a mim me rejeita; quem, porém, me rejeitar rejeita aquele que me enviou”.
Entretanto, independentemente dos pecados nacionais ou regionais, a maneira mais importante de juízo para as nações diz respeito a seus posicionamentos com relação a Israel.
A bênção proferida por Deus a Abraão e seus descendentes em Gênesis 12:3 não pode ser desprezada: “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra”.
Sim, há uma bênção para a forma como relacionamos todos com Israel, até hoje...
O Juízo tem por motivo, entre outros, o fato de as nações dividirem Israel.
Dividirem a terra que O Senhor considera como Sua! E veja que, embora nem todos creiam ou saibam, isso não mudou!
Veja Joel 3:1-4: “Eis que, naqueles dias e naquele tempo, em que mudarei a sorte de Judá e de Jerusalém, congregarei todas as nações e as farei descer ao vale de Josafá; e ali entrarei em juízo contra elas por causa do meu povo e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre os povos, repartindo a minha terra entre si. Lançaram sortes sobre o meu povo, e deram meninos por meretrizes, e venderam meninas por vinho, que beberam. Que tendes vós comigo, Tiro, e Sidom, e todas as regiões da Filístia? É isso vingança que quereis contra mim? Se assim me quereis vingar, farei, sem demora, cair sobre a vossa cabeça a vossa vingança”.
Sim, a relação das nações com Israel é base para O Juízo do Senhor, que vem julgar as nações:
Apocalipse 19:15-16 "Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo- Poderoso. Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES".
Sim, O Senhor Se levantará para vencer a guerra por Israel, quando as nações se levantarem para cercar Jerusalém em um momento futuro:
Zacarias 14:12 "Esta será a praga com que o SENHOR ferirá a todos os povos que guerrearem contra Jerusalém: a sua carne se apodrecerá, estando eles de pé, apodrecer-se-lhes-ão os olhos nas suas órbitas, e lhes apodrecerá a língua na boca. 13 Naquele dia, também haverá da parte do SENHOR grande confusão entre eles; cada um agarrará a mão do seu próximo, cada um levantará a mão contra o seu próximo".
Sim, as nações serão julgadas pelos seus pecados, por suas atividades associadas a demônios que influenciam seus governantes, serão julgadas por sua posição em relação a Israel.

E seus cidadãos serão julgados com relação ao que fizeram quanto a Jesus, O Cristo!

Os homens:

Eclesiastes 3:17: "Então, disse comigo: Deus julgará o justo e o perverso; pois há tempo para todo propósito e para toda obra".
Até a última hora há esperança para os homens e mulheres de qualquer nação. Todos, na verdade, são chamados a se livrarem do Juízo, pois, quem está em Jesus, nem é julgado para a salvação! Lemos em João 3:18: “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”.

Israel:
Hebreus 10:30: “Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo”.
Na verdade, o período dos últimos dias, da Grande Tribulação é chamado “o tempo da angústia de Jacó” pelo Senhor! Jeremias 30:7 “Ah! Que grande é aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela”.
Embora ao final O Senhor vá livrar Israel, o cenário será tenso e de angústia para Israel.

A Igreja:

I Pedro 4:17-19: “Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E, se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem”.
Sim, é pouco falado acerca de que o tempo do juízo começa pela igreja.
Nem é tão claro o ensino mas, se tomarmos por base as sete cartas de Jesus para a Sua Igreja em “sete endereços distintos”, podemos entender que há algum peso e algum confronto para nós, que precisamos como lemos em cinco das sete cartas, de arreendimento para que não nos sobrevenha algo. Tribulação, perseguição, falsos apóstolos, sinagoga de satanás misturada, Jezabel influenciando, Balaão e Nicolaítas...
Sim, tudo isso, eu creio, faz parte do juízo do Senhor em Sua casa... e algo mais.
Se você não leu as cartas contidas em Apocalipse 2 e 3, recomendo...

Bem, amigos aqui do Blog...
Reconheço que este ponto é polêmico, mas não posso deixar de propor para reflexão.
As nações da Janela 10/40 já ouviram, e já rejeitaram o Evangelho nacionalmente.
Mas entenda, e quero ser muito claro!
Aquelas nações precisam de missionários agindo lá para converter as pessoas...
Precisam de nossas orações para que haja conversões naqueles lugares.
Precisam de nossa compaixão quanto ao que acontece lá, que é terrível.
Não estou sendo indiferente ao que está acontecendo lá, com nossos irmãos...
Quem me conhece, sabe muito bem disso.
Mas eu creio, conforme fundamentei neste post, que estas nações até já estão debaixo de Juízo, que se agravará até o fim... Enquanto nações.
Creio também que as nações aqui do Ocidente, dos confins da terra, dia após dia, mudança de leis após mudança de leis, também caminham para oficialmente rejeitar A Palavra do Senhor, por abraçarem uma agenda oficialmente contrária aos princípios da Palavra.
E aqui incluo Estados Unidos e Brasil...
O meu ponto é que creio que aquelas nações JÁ FORAM evangelizadas, JÁ REJEITARAM o evangelho nacionalmente, e que, portanto, O Senhor Jesus não precisa esperar que elas sejam novamente alcançadas ou evangelizadas... Já foram.
Aquelas nações estão inclusive, oprimindo Israel ainda mais. Ameaçando ou ignorando ameaças.
Se todas aquelas nações já foram evangelizadas, como creio, e estão rejeitando nacionalmente o Evangelho, Jesus não precisa aguardar o esforço missionário que está sendo realizado em nossos dias para que Ele venha.
E muitas nações, aliás, estão se posicionando claramente de uma maneira ainda mais contrária em relação ao Evangelho! 
Estão proibindo ainda mais sua pregação, estão retirando ainda mais os direitos à liberdade de pregação, e em muitos lugares fechando igrejas, perseguindo e matando os que praticam sua fé em Jesus...
Estão inclusive fechando os olhos para movimentos extremistas que incendeiam igrejas e praticam barbaridades contra cristãos. Homens, mulheres, idosos e crianças. Repito!
Meu post não é para nos despreocuparmos daquelas nações.
NÃO!
MAS LEMBRE QUE SÃO NAÇÕES JÁ ALCANÇADAS, QUE POSSUEM CIDADÃOS NÃO ALCANÇADOS! NÃO RETIRE UM DÓLAR DO QUE INVESTE LÁ. NÃO DIMINUA UM MINUTO DO QUE ORA PELOS POVOS DE LÁ... EXISTEM PESSOAS QUE PRECISAM DE JESUS E LÁ É DIFÍCIL OUVIR.
EXISTEM CRISTÃOS PREGANDO, SOFRENDO E MORRENDO. SÃO CORPO DE JESUS COMO NÓS.
Mas reflita... a manifestação de Jesus, a Sua vinda e o Juízo que virá não depende destas nações serem totalmente evangelizadas.
Então, se assim for, para acontecer a Sua Vinda não falta mais tanta coisa assim...
Este post é apenas um alerta para que, se você é um dos que estava esperando o evangelho ser ampliado lá para começarem os últimos dias, bem... recomendo que repense sua posição.
O Juízo virá em breve e, algumas daquelas nações da "Janela 10/40" farão parte, inclusive, das principais manifestações contra Israel profetizadas para se manifestar nos últimos dias...
Mas aqui não há espaço para tratar destes textos hoje.
Fica para outro dia...
Mas fica o convite: Observe as nações!
Aliás, observando o movimento espiritual que está sobre muitas delas, ficará cada dia mais claro que o que a maioria das nações está fazendo já é absolutamente contrário à Palavra de Deus.
E elas estarão trazendo cada vez mais condenação sobre si.
Você não percebe?
Não consegue ver?
Veja os Sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão

8 comentários:

  1. Irmao Haroldo, ha um tempo atras havia descoberto o seu blog, e li muito dos seus textos que foram bencaos pra mim, que me ajudou a compreender tantas coisas que ainda no meu entendimento nao estavam claras. Acabei esquecendo do seu blog, havia perdido. Mas, Louvo ao Deus de Israel, e do Espirito Santo que me fez voltar a memoria sobre o seu blog, e desde entao venho lendo os seus textos e acompanhando sempre. Nao tenho duvida que Deus te levantou para ajudar aos irmaos "bebe" na fé ainda, como eu, entender as verdades concernentes ao fim do mundo, que esta a porta, mas, como muitos estao cegos,nao conseguem perceber.
    Oro à Jesus que ele continue te usando, com o Espírito da Verdade, para nos instruirmos e deixarmos alertas quanto aos sinais da volta de Jesus! Que o Deus de Israel Todo Poderoso seja contigo e sua familia!

    ResponderExcluir
  2. Olá querido. Que alegria receber sua mensagem.
    Grato pelas orações, e conto mesmo com elas.
    Agora não esqueça de "salvar" o link do Blog hein?
    Deus abençoe e o conduza a toda a verdade, para estar preparado para encontrar com Jesus.

    Abraço,

    Haroldo Maranhão

    ResponderExcluir
  3. Interessante esse ponto de vista e pensando por esse lado realmente faz mais sentido com a realidade dos fatos que temos vivido hoje , só pra constar hoje 15/02/2015 saiu essa noticia em vários veículos de comunicação . http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2015/02/15/netanyahu-convoca-judeus-a-retornarem-a-israel-para-fugir-da-ameaca-terrorista/ lembrei logo desta passagem de Ezequiel 37. Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu tomarei os filhos de Israel dentre os gentios, para onde eles foram, e os congregarei de todas as partes, e os levarei à sua terra.
    E deles farei uma nação na terra, nos montes de Israel, e um rei será rei de todos eles, e nunca mais serão duas nações; nunca mais para o futuro se dividirão em dois reinos.

    Ezequiel 37:21-22 Ou seja como podemos concluir o tempo das profecias estão se acelerando como nunca e todas de uma só vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Altamir.
      Grato pela contribuição e por acompanhar o Blog.
      Ore por nós aqui.
      E, como você disse, vamos acompanhando dia a dia este movimento cada vez mais acelerado... e de uma só vez.
      Deus abençoe!

      Haroldo Maranhão

      Excluir


  4. DEPOIS DE 5 DIAS DE ORAÇÃO NA MADRUGADA NO MONTE,DEUS REVELOU A MIM E A MAIS UMA PESSOA PRESENTE NESSES 5 DIAS ,ATRAVÉS DE UM SERVO,QUE JESUS VIRIA MAIS CEDO DO QUE NÓS ESTÁVAMOS PENSANDO,E QUE FALTAVAM APENAS DUAS PESSOAS NO MUNDO.

    ou seja 2 nações como consta em Mateus 24:14
    E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

    ResponderExcluir
  5. Desde que entendi o que são Missões nunca me convenci dessa janela 10x40. Também acredito que o evangelho já foi pregado em todo o mundo em várias épocas passadas. Após o arrebatamento ainda ficarão pessoas que não ouviram o evangelho e terão uma segunda chance para se arrependeram, ou seja, o arrebatamento ainda não será o fim pois creio que o que será pregado é o evangelho do Reino e não o da graça. O fim vira mesmo quando Israel ouvir esse evangelho e se arrepender, fato que se dará após o arrebatamento. Isso não nos isenta de precários o evangelho a toda criatura mas isso não é fator relevante para que necessariamente Jesus venha e declare o fim de tudo.

    ResponderExcluir
  6. Eu já tinha ouvido alguém falar exatamente sobre isso, mas não me lembrava mais, até agora, qdo pesquisando na net, cheguei no seu blog. Creio de fato que estamos vivendo os últimos dias nessa terra. Jesus está definitivamente voltando. E vejo a maioria da igreja desapercebida. Outro dia uma irmã da igreja, líder de célula, inclusive, argumentou muito comigo sobre isso, dizendo que Ele não voltaria agora pq ainda falta muita gente pra ouvir a Palavra. Glória a Deus por sua vida, irmão Haroldo. Nos vemos a dia na Glória! 😉

    ResponderExcluir
  7. Gente, a figuira já floresceu. Leiam sobre. Ou vejam este vídeo.https://youtu.be/h6IgL1SXazY o arrebatamento é eminentemente.

    ResponderExcluir