quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

ALGUNS "MITOS BÍBLICOS" DO NATAL...


Bem amigos, todos os anos quando chegamos nesta época eu percebo o quanto muitos sabem cada vez mais MENOS sobre o natal de Jesus, O Cristo. O Messias. O Emanuel.
Aquele que era, que é, e que há de vir...
Não que a Bíblia nos mandasse guardar esta data de natal como um memorial... não...
Não há um único texto que nos diga para fazer isso.
Na verdade, Jesus nem mesmo nasceu no dia 25 de dezembro, mas isso pouco importa.
O que importa, sim, é que Jesus nasceu!
Mas entenda que O Evangelho aponta para fatos passados, e fatos futuros.
Sim, Jesus nasceu em Belém, e isso é bastante lembrado. É um fato universal irrefutável, embora os que não creem, queiram transformar em uma fábula...
Sim, Jesus morreu e ressuscitou. É um fato universal irrefutável, embora os que não creem, queiram transformar isso em uma fraude...
E sim, Jesus em breve voltará. Isso é uma promessa. Mais que isso...
Na realidade, Sua volta é um FATO futuro...
Embora muitos dos que creem em Jesus quanto aos quesitos anteriores, tenham dificuldades em tratar deste tema com o mesmo interesse. Estranho, não?
E o que tem acontecido em nossos dias é que o Natal de Jesus tem sido transformado em um fato “politicamente incorreto”, pois como pessoas de outras "religiões" se sentem ofendidas por isso, cada vez mais “Papai” (não meu...) Noel, duendes, gnomos, renas, e outros personagens ridículos, estes sim, oriundos de fábulas, povoam o dia 25 de dezembro.
Que sim, não é o dia em que Jesus nasceu... Apenas celebramos neste dia.
Comparo esta situação ridícula do Noel no natal, com a situação hipotética de que no aniversário do presidente da república de um país, a população fosse ao zoológico cumprimentar o macaco.
Qual a lógica de a data ser para celebrar o fato de Jesus ter nascido e as pessoas pensarem mais no (intruso) Noel do que nEle?
Qual a lógica de cristãos (?) ficarem mais ofendidos (?) quando se discute se é razoável ter ou não ter árvores de natal em casa ou na igreja (!), ter imagens do (intruso) Noel em suas casas, do que ficam quando Jesus é esquecido e substituído nesta data?
Para mim, a lógica manifesta é de que há uma clara atividade das trevas em curso para suprimir estas informações da memória das pessoas...
Afastando da mente das novas gerações a informação da VERDADE que Jesus nasceu.
Não há mais presépios, há não mais a lembrança do fato do nascimento de Jesus...
Aliás, em muitos lugares é quase que proibido desejar “Feliz Natal”, que deve ser substituído pela frase “politicamente correta” de “Boas festas”...
E ninguém nem mesmo se pergunta quem define o que é politicamente correto ou incorreto...
E sim, isso acontece justamente por que estamos vivendo os últimos dias.
Dias em que cada vez mais as pessoas mudam a verdade de Deus em mentira...
(Romanos 1:25 “Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém”.)
E dias quando pessoas tem coceira nos ouvidos para ouvir coisas assim... fábulas!
(II Timóteo 4:3-4 “Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, juntarão mestres para si mesmos, segundo os seus próprios desejos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para as fábulas”.)
E dias em que os que creem não sabem mais o que creem.
Ou não querem ter conflito, para não serem “politicamente incorretos”...
E aceitam até mesmo algumas fábulas acerca do natal, ou mitos como pus no título do post, por que nem mesmo sabem realmente o que creem, pois não conhecem A Palavra... ficam confusos com o que acontece por aí.
Vou exemplificar com quatro afirmações sobre o Natal, que, talvez, você pensava exatamente o contrário da verdade... por que nunca foi checar nas Escrituras.

1.       Jesus não nasceu na manjedoura porque era pobre.
2.       A configuração do presépio está errada.
3.       Os anjos não proclamaram “Paz na terra aos homens de boa vontade”.
4.       Não devemos mais adorar ao “Jesus menino”.

1.     Lucas 2:1-7 “Naquela época, César Augusto publicou um decreto, convocando para um recenseamento, todos os moradores das terras dominadas por seu império. Este foi o primeiro cadastramento da população de todo o império romano, quando Quirino era governador da Síria. E todos seguiam para as cidades onde haviam nascido, a fim de serem arrolados. Por isso, José também viajou da cidade de Nazaré da Galiléia para a Judéia, até Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à descendência de Davi. E partiu com o propósito de alistar-se, juntamente com Maria, sua esposa prometida, que estava grávida.  Enquanto estavam em Belém, chegou o momento de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o com tiras de pano e o colocou sobre uma manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria”.

Sim, não houve lugar para Jesus no Seu nascimento, como não há agora no coração de milhões de pessoas... Não haver lugar naqueles dias profetizava o que acontece até agora...
Mas, o que o texto diz, é que não havia lugar para eles na hospedaria. José foi para uma hospedaria. O texto não diz que eles não tinham recursos para se hospedarem. Diz que todas as cidades estavam recebendo visitas de diversas pessoas de outros lugares, e, por este motivo, tudo estava lotado. Este foi o real motivo de Jesus nascer na manjedoura: Não havia lugar para Ele! 

2.     Lucas 2:15-20 “Quando os anjos partiram e foram para os céus, os pastores combinaram entre si: “Vamos até Belém, e vejamos este acontecimento que o Senhor nos deu a saber”.  Então correram até o local e chegando, encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado numa manjedoura. E depois de o contemplarem, comunicaram a todos o que lhes fora revelado a respeito daquele menino. Ao ouvirem o que os pastores relatavam ficaram sobremodo assustados. Maria, contudo, observava silenciosa todos os acontecimentos, e refletia sobre eles em seu coração. Os pastores retornaram glorificando e louvando a Deus por tudo quanto tinham visto e ouvido, assim como lhes fora predito”.

Mateus 2: 9-12 Depois de ouvirem o rei, eles seguiram o seu caminho, e a estrela que tinham visto no oriente foi adiante deles, até que finalmente parou sobre o lugar onde estava o menino. Quando tornaram a ver a estrela, encheram-se de júbilo. Ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra. E, tendo sido advertidos em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram a sua terra por outro caminho. 

Sim... APENAS os pastores estiveram na ESTREBARIA, pois foram avisados e instruídos por anjos a procurar Jesus na MANJEDOURA. Sem estrela alguma aqui. Leia Lucas 2 inteiro...
Já os magos, estiveram em uma CASA de Belém, e viram Jesus com Maria. Foram dirigidos por uma estrela, sinal astronômico que eles entenderam corretamente, mas, equivocadamente, foram até o palácio de Herodes. Como entenderam pela estrela que um rei havia nascido, o mais lógico era procurar no palácio! Apenas quando os sacerdotes e escribas foram chamados por Herodes que ficou alarmado com o nascimento de um Rei, é que ficaram sabendo que Jesus estaria em Belém! Eles NUNCA estiveram na manjedoura, nem a estrela apontou para aquele lugar... Leia Mateus capítulo 2 inteiro...

3.     O texto que alguns pensam que os anjos cantaram “paz na terra aos homens de boa vontade” não existe neste sentido. Veja as traduções abaixo:

Nova Versão Internacional - NVI: “Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”. 
Revista e Atualizada - RA: “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem.”
Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH: “Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem”!
Edição Contemporânea – EC: “Glória a Deus nas maiores alturas, paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem”. 
King James – KJV: “Glória a Deus nos mais altos céus, e paz na terra às pessoas que recebem a sua graça!”

Não, Jesus não veio trazer “paz na terra”. Não, não existem “homens de boa vontade”...
Houve sim, a boa vontade de Deus, o Seu favor, o querer bem de Deus quanto à humanidade, a Sua graça manifesta na vinda de Jesus!
Existem homens pecadores, mais amantes dos prazeres que de Deus, que amaram mais as trevas por que suas obras eram más. Naturalmente desobedientes, incrédulos, com o coração inclinado para o mal. Desviados como ovelhas. Sem "boa vontade"...
Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19:10). 
Ele veio para o que era Seu, e os Seus não o receberam... (João 1:11).
Esta compreensão errada do cântico dos anjos leva as pessoas a crerem que Jesus veio para todas as pessoas que tenham “boa vontade”, e na verdade, as pessoas nem mesmo param para pensar o que seria esta tal “boa vontade”...
Se você tem dúvidas leia a frase de Jesus, que SABIA que diriam algo assim sobre Sua vinda...  
Mateus 10:34 “Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada”.
Bem, talvez precisemos mesmo rever tudo o que pensamos acerca do que cremos, não?
Para muitos, abraçar o evangelho de Jesus significa ter sérios problemas em casa. Pode ser que aqui no Brasil isso não faça o menor sentido para nós, e por isso, ficamos confusos com esta frase, mas, HOJE, no Oriente Médio, em muitos países, alguém se converter a Jesus significa que A Espada entrou na sua casa.
Muitos são deserdados, expulsos de casa pelos próprios pais.
E muitos são mortos!
Não é por que não temos confronto aqui, que significa que o evangelho não traga confronto. Aliás, fico me perguntando se não deveríamos incomodar mais com nossa forma de viver o evangelho...
Mas PRECISO deixar algo bem claro: o Evangelho de Jesus não é uma “religião” de ódio, mas sim, de amor...
A espada de que Jesus fala é a que virá contra os que nEle creem...
Não há base bíblica para se agredir ou intimidar alguém em nome do Evangelho de Jesus... 
O que não significa não chamar de pecado o que a Bíblia diz ser pecado...
Por que junto com a revelação do pecado, há uma solução dada por Deus gratuitamente...
João 15:19-21 “Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: Nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês. Tratarão assim vocês por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou”.

4.     Apocalipse 22:12-16 “Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Felizes os que lavam as suas vestes, e assim têm direito à árvore da vida e podem entrar na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.  “Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã.”
Apocalipse 19:11-19 “Vi os céus abertos e diante de mim um cavalo branco, cujo cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro. Ele julga e guerreia com justiça. Seus olhos são como chamas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas e um nome que só ele conhece, e ninguém mais. Está vestido com um manto tingido de sangue, e o seu nome é Palavra de Deus. Os exércitos dos céus o seguiam, vestidos de linho fino, branco e puro, e montados em cavalos brancos. De sua boca sai uma espada afiada, com a qual ferirá as nações. “Ele as governará com cetro de ferro.” Ele pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus todo-poderoso. Em seu manto e em sua coxa está escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES”.

Sim, não há mais um “Jesus menino”... isso é passado. Foi necessário para que Ele aqui viesse...
Mas hoje, Ele está irreconhecível,  se você ainda pensa em um "Jesus menino"...
Sua apresentação pessoal atual é tremenda. Poderosa. Vitoriosa.
Ele vem para julgar, para pisar o lagar do vinho do furor da ira de Deus contra o pecado, contra a impiedade.
Ele é Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, e quem ainda brinca com Ele, com Seu Nome, precisa imediatamente se arrepender, e mudar seus caminhos...
Não se confundam os que zombam hoje, e, aparentemente, nada acontece...
Porque Ele não manda ninguém "fazer justiça" por Ele, pois Ele não precisa que ninguém cuide de "Sua imagem pessoal atual", mas quando Ele mesmo for tratar dos que zombam de Seu Nome... 
Bem, talvez você saiba disso tudo...
Mas talvez você comprava alguns destes “mitos” como se fossem verdadeiros. Meu objetivo aqui é desafiar você a comparar o que crê com o que a Bíblia diz.
Este texto termina aqui com um convite a conhecer melhor sua Bíblia, e aprofundar sua revelação acerca de Jesus, O Cristo.
Digo isso porque entre tantas coisas estranhas hoje em dia, a pior é um cristão não conhecer a Bíblia que trás a revelação do que crê...
Não acha?
São tantos sinais...
Não consegue ver?
Meu convite hoje é...  Leia a Bíblia!
Saiba o que crê...
Jesus está voltando.
Reflita sobre isso neste natal.
Deus abençoe...

Haroldo Maranhão

2 comentários:

  1. Ótimo texto querido. É importante verbos o rumo da sociedade e da cultura secular á luz da bíblia e dos cumprimentos proféticos destes últimos dias. Deus continue te dando graça e revelação da sua verdade. Shalom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente as coisas vão mudando rapidamente.
      Fico muito feliz e grato a Deus quando percebo mais pessoas como você que estão entendendo o que acontece por trás do óbvio.
      Grato pela palavra de encorajamento e conto dom suas orações.
      Shalom!

      Haroldo Maranhão

      Excluir