domingo, 12 de maio de 2013

O APOCALIPSE TERÁ QUE ESPERAR?



A interessante matéria da Revista Veja, com o mesmo título do post de hoje, publicada em 12 de Maio de 2013, apresenta um tema que me agrada e muito.
A matéria comprova como já disse aqui diversas vezes, a total incapacidade de a ciência prever ou avaliar de forma correta e consistente a ocorrência ou não de determinados eventos..
Passados e futuros.
E, principalmente, a matéria demonstra o conflito humano entre o que é ou não ético, levando-se em conta os motivos dos autores de pesquisas científicas, os seus patrocinadores e os premiados pelas pesquisas...
Estamos SEMPRE falando APENAS de ciência ou existem outros, por que não dizer, diversos interesses outros não revelados e muitos outros aspectos a serem considerados?
Mas deixe-me organizar melhor o meu raciocínio...
A humanidade foi bombardeada na última década com a informação de que tínhamos chegado ao apocalipse, ao fim do mundo, como uma consequência da emissão desenfreada de CO2 por toda a humanidade.
E que o aquecimento global estava às portas, e que seria o fim.
Apresentavam seus argumentos fundamentados em modelos científicos, físicos, biológicos e matemáticos, prevendo o aumento de determinado número de graus na temperatura da terra, e que isso era a mais absoluta VERDADE DOS FATOS.
Uma verdade científica...
Uma "verdade inconveniente"...
E se eu pensar bem, se puxar pela minha memória, concluirei que a maior parte da comunidade científica daqueles dias, ou concordou com a tese, ou se calou diante destas afirmações apocalípticas.
Poucas vozes se levantaram contra.
Que eu me lembre...
Mas, lembro também que, muitas das vozes que se levantaram contra, foram acusadas de fazer o jogo dos “capitalistas”, dos “que se beneficiariam do progresso a qualquer custo”, e que, portanto, não deveriam ser levados a sério.
Obama foi duramente criticado por não ter assinado a proposta final de redução da emissão quando da renovação do Protocolo de Kyoto, bem como outras nações europeias que não se envolveram tanto assim com a necessária redução da emissão de dióxido de carbono conforme pauta da época...
Mas poucos anos se passaram...
E hoje, na matéria publicada pela Veja, vemos apresentado um cenário que parece invertido.
Somos informados sobre a publicação de um extenso relatório pela Universidade de Reading, da Inglaterra, de um estudo realizado pelo climatologista Ed Hawkins em todos os prognósticos climáticos feitos desde 1960.
Somos informados que, segundo este trabalho, muitos dos cientistas que divulgaram e os que concordaram com o cenário de aquecimento global estavam errados...
E até mesmo que, provavelmente, alguns queriam, inclusive, ganhar dinheiro, premiação e sucesso com o seus trabalhos sobre o tema.
Que a percentagem de erro que eles cometeram ficou na casa dos 95%!
Que as previsões eram equivocadas, e que na realidade, não há nada com que precisemos nos preocupar nos próximos 100 anos.
Não há um apocalipse batendo na porta da humanidade, e tudo vai bem.
Somos levados a considerar agora, a possibilidade de que o que altera o cenário climático da terra não é mais culpa do homem.
Que somos reféns de ciclos climáticos e de eventos que envolvem o sistema em que vivemos, e que não temos a menor influência sobre eles...
A matéria aborda, inclusive, a denúncia de que o celebrado cientista indiano Rajendra Pachauri, que recebeu um Prêmio Nobel da Paz por presidir um Instituto divulgador do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), é agora denunciado como alguém sem credibilidade e de advogar em causa própria.
Que sua previsão sobre o derretimento do Himalaia, que não aconteceu, foi motivada por investimentos recebidos...
Al Gore, vencedor do Oscar por seu documentário “Uma verdade inconveniente” é agora considerado como alguém que trabalhou contra o capitalismo, ou contribuindo para um “repúdio ao capitalismo”, de que são agora acusados os que propagaram uma redução da emissão de CO2.
A matéria nos quer levar a pensar, agora, que “é fato que o comportamento do clima ainda está longe de ser inteiramente compreendido pelos estudiosos”.
Que "não conseguem nem mesmo prever se irá chover no fim de semana” segundo opinião de alguns cientistas destacados pela matéria.
Mas em um espantoso contrassenso, a matéria nos quer fazer crer agora que os “ciclos de variações climáticas são naturais”.
Que mil anos atrás “a temperatura da terra era superior à atual”.
E que “estudos geológicos indicam que faz 50 milhões de anos que o planeta passa por um resfriamento, com queda de 20 graus em sua temperatura média desde então”!
Assim mais uma vez paro para pensar em como são insanos os homens e mulheres que rejeitam o que a Bíblia diz, e o fazem baseando-se nas afirmações da ciência...
Pergunto eu, modestamente, quem mediu a temperatura há 50 milhões de anos?
Quem acompanhou a evolução da “Era Glacial”?
Em que ano estes eventos ocorreram?
Quem e usando que termômetro mediu a queda de 20 graus em nossa temperatura média ao longo destes supostos e fantásticos 50 milhões de anos?
Você consegue mesmo acreditar nisso?
Você lança sua vida, sua eternidade, rejeitando o que a Bíblia diz por considerar o texto bíblico uma ficção religiosa, manipulação humana, enquanto confia cegamente nas explicações que este a ciência oferece em contrapartida?
Cientistas que, aparentemente, erraram sobre algo, redondamente, em APENAS dez anos?
Sim, em poucos anos, tudo o que a uma parte da comunidade científica do clima publicou, e influenciou aspectos da vida da humanidade em diversos setores, simplesmente ruiu...
Virou pó...
Mas ainda existem os que acreditam cegamente no que parte da comunidade científica nos diz que teria acontecido há bilhões de anos, no suposto início de todas as coisas, no famigerado Big Bang...
Bilhões e bilhões de dólares foram ganhos e perdidos no mercado futuro de carbono, planos de governo foram alterados, investimentos bilionários foram feitos, fundamentados nas informações científicas que naqueles dias eram absolutamente seguras...
Mas hoje, as mesmas “verdades” são ridicularizadas por outros cientistas de outras escolas de avaliação climática...
Como assim?
Não era a mais absoluta VERDADE alguns anos atrás.
E AGORA se mostra que foi uma TESE ABSURDA...
E a vida segue?
E que venham as novas previsões de que por cem anos, tudo vai estar bem, por que vamos aumentar apenas mais meio grau na temperatura da terra?
Quem pode confiar em algo assim?
E como ficam os que tomaram decisões de investimentos, discussões políticas e outras...
Receberão o que, um pedido de desculpas de todos os alarmistas do Aquecimento Global?
Bem, ainda assim, neste caso, é o que vai acontecer, mas...
E as pessoas que já morreram, e que optaram por confiar na ciência “infalível” para fundamentarem sua rejeição à Bíblia como VERDADE...
Quando do lado de lá da morte, tristemente se defrontaram, segundo a Biblia, com o TERRÍVEL ENGANO QUE COMETERAM?
Alguém da comunidade científica vai pedir desculpas a estes?
E se pudesse pedir...
Que diferença faria?
Agora...
Tudo isso, todo este raciocínio que desenvolvo até aqui, estou levando em consideração que esta Universidade inglesa está certa...
Que seus apoiadores são bem intencionados...
E que estes climatologistas ouvidos agora, estão certos...
E que, enfim, esta é a VERDADE.
Que não há nada a temer nos próximos anos, pois o aquecimento global foi uma farsa.
Ou melhor, um equívoco.
Será que agora teremos a verdade, ou daqui a dez anos alguém vai desmentir tudo isso novamente?
Bem, você que me acompanha há mais tempo sabe que sou um crítico feroz da ciência quando esta se interpõe entre o conhecimento da VERDADE bíblica e a avaliação do homem médio.
Este que, ao ser confrontado com questões espirituais e existenciais, se apoia na “suposta verdade científica” para se omitir de se posicionar quanto a questões “religiosas”, optando por confiar no que dizem os cientistas...
Rejeitando a VERDADE da Palavra de Deus.
Sou crítico deste tipo de ciência que substitui VERDADES bíblicas por FALSAS “verdades” científicas...
Cientistas que “se acham sábios, mas se tornam loucos”, segundo nos diz o apóstolo Paulo em Romanos 1...
Quero fazer ruir esta falsa sabedoria diante de seus olhos, demonstrando que temos conhecimento destas falhas de forma pública, mas que nem sempre as associamos a questões espirituais...
Meu objetivo aqui é demonstrar através de uma matéria secular, não cristã, os erros da ciência...
E tentar demonstrar que você NÃO PODE CONFIAR SUA ETERNIDADE na ciência que comete erros absurdos como este das mudanças climáticas...
Erro que foi, em tese, descoberto e denunciado por outro segmento da própria ciência contemporânea...
Que por ser humana, é ABSOLUTAMENTE FALÍVEL.
Seja bem intencionada, ou não...
Não é DIVINA, NÃO PODE SABER A VERDADE SOBRE TEMAS QUE NÃO SÃO SUA COMPETÊNCIA...
Quero questionar seus fundamentos para demonstrar que você não deve confiar mais na ciência do que na sua Bíblia...
Seja você alguém incrédulo na Bíblia, ou, pior, um cristão secularizado que nem sabe o que crê...
VOCÊ NÃO PODE E NÃO DEVE CONFIAR EM NADA MAIS DO QUE NA BÍBLIA!
A Única Fonte de Sabedoria é a Palavra de Deus, que trás revelação sobre todas as coisas...
Veja, por exemplo, o que o próprio Deus fala acerca de Si mesmo, em alguns dos aspectos desta “pesquisa científica”, sobre o clima, milhares de anos atrás, como registrado em Jó 38:1-38:

"Depois disso o Senhor respondeu a Jó dum redemoinho, dizendo:  Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento? Agora cinge os teus lombos, como homem; porque te perguntarei, e tu me responderás. Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Faze-mo saber, se tens entendimento. Quem lhe fixou as medidas, se é que o sabes? ou quem a mediu com o cordel? Sobre que foram firmadas as suas bases, ou quem lhe assentou a pedra de esquina, quando juntas cantavam as estrelas da manhã, e todos os filhos de Deus bradavam de júbilo? Ou quem encerrou com portas o mar, quando este rompeu e saiu da madre; quando eu lhe pus nuvens por vestidura, e escuridão por faixas, e lhe tracei limites, pondo-lhe portas e ferrolhos, e lhe disse: Até aqui virás, porém não mais adiante; e aqui se quebrarão as tuas ondas orgulhosas? Desde que começaram os teus dias, deste tu ordem à madrugada, ou mostraste à alva o seu lugar, para que agarrasse nas extremidades da terra, e os ímpios fossem sacudidos dela? A terra se transforma como o barro sob o selo; e todas as coisas se assinalam como as cores dum vestido. E dos ímpios é retirada a sua luz, e o braço altivo se quebranta. Acaso tu entraste até os mananciais do mar, ou passeaste pelos recessos do abismo? Ou foram-te descobertas as portas da morte, ou viste as portas da sombra da morte? Compreendeste a largura da terra? Faze-mo saber, se sabes tudo isso. Onde está o caminho para a morada da luz? E, quanto às trevas, onde está o seu lugar, para que às tragas aos seus limites, e para que saibas as veredas para a sua casa? De certo tu o sabes, porque já então eras nascido, e porque é grande o número dos teus dias! Acaso entraste nos tesouros da neve, e viste os tesouros da saraiva, que eu tenho reservado para o tempo da angústia, para o dia da peleja e da guerra? Onde está o caminho para o lugar em que se reparte a luz, e se espalha o vento oriental sobre a terra? Quem abriu canais para o aguaceiro, e um caminho para o relâmpago do trovão; para fazer cair chuva numa terra, onde não há ninguém, e no deserto, em que não há gente; para fartar a terra deserta e assolada, e para fazer crescer a tenra relva? A chuva porventura tem pai? Ou quem gerou as gotas do orvalho? Do ventre de quem saiu o gelo? E quem gerou a geada do céu? Como pedra as águas se endurecem, e a superfície do abismo se congela. Podes atar as cadeias das Plêiades, ou soltar os atilhos do Orion? Ou fazer sair as constelações a seu tempo, e guiar a ursa com seus filhos? Sabes tu as ordenanças dos céus, ou podes estabelecer o seu domínio sobre a terra? Ou podes levantar a tua voz até as nuvens, para que a abundância das águas te cubra? Ou ordenarás aos raios de modo que saiam? Eles te dirão: Eis-nos aqui? Quem pôs sabedoria nas densas nuvens, ou quem deu entendimento ao meteoro? Quem numerará as nuvens pela sabedoria? Ou os odres do céu, quem os esvaziará, quando se funde o pó em massa, e se pegam os torrões uns aos outros?"

Sim, os cientistas NADA sabem...
Se tivessem lido as Escrituras, não gastariam milhões de dólares para pesquisar sobre algo que NINGUÉM terá condições de saber nem de responder...
Deveriam ANTES perguntar ao CRIADOR para que Ele pudesse os ajudar a balizar a sua sabedoria passageira e limitada...
Saberiam que NADA sabem...
Mas talvez, muito melhor seria, poderiam responder como fez Jó, ao ser confrontado diante da tremenda sabedoria do CRIADOR, conforme relato em Jó 42:1-6:

"Então respondeu Jó ao Senhor: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Quem é este que sem conhecimento obscurece o conselho? por isso falei do que não entendia; coisas que para mim eram demasiado maravilhosas, e que eu não conhecia. Ouve, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me responderas. Com os ouvidos eu ouvira falar de ti; mas agora te veem os meus olhos. Pelo que me abomino, e me arrependo no pó e na cinza."

Por que o apocalipse “não terá que esperar por que cientistas erraram cálculos climáticos e ambientais”, mas, sim, por que AINDA “a misericórdia do Senhor está estendida para que ninguém se perca, mas todos cheguem ao arrependimento”...
Como o fez Jó, que se arrependeu diante da sabedoria do Senhor!
Por que SIM, a humanidade será julgada, entre outros pecados, por “destruírem a terra”, conforme está escrito em Apocalipse  11:18.
Veja o texto!

"Iraram-se, na verdade, as nações; então veio a tua ira, e o tempo de serem julgados os mortos, e o tempo de dares recompensa aos teus servos, os profetas, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra."

Sim, seremos recompensados nós, os servos do Senhor, mesmo os pequenos como eu, que procuro fazer parte com todos os que admoestamos para o que virá, os que pregamos a verdade...
Que não nos impressionamos com a suposta sabedoria da ciência, mas optamos por crer na Bíblia!
E estes que rejeitam, também segundo a Bíblia, lamentavelmente, serão destruídos, sim, entre tantos pecadores, naquele Dia, os que destroem a terra...
Deus os julgará!
Bem amigos deste Blog...
O Juízo vem.
A ciência, a sabedoria humana, as religiões, os achismos, tudo vai passar...
Até aquele Dia, dependendo de quanto tempo tivermos, a ciência ainda vai passar vergonha após vergonha quando procurar se ocupar de temas que não tem competência para tratar...
Pois o apocalipse não virá lastreado em uma avaliação científica do futuro, mas virá, sim, por que O Senhor, que reina, em determinado momento, a partir de seu Alto e Sublime Trono, dirá: “BASTA!”...
Que enquanto há tempo, você possa voltar-se para Ele, recebendo o Seu amor, manifesto na vinda, na morte, e na ressurreição de Jesus, O Cristo, O Único Caminho...
Enquanto isso...
Desconfie da ciência no que ela contradiz a Bíblia...
E...

Veja os sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário