domingo, 21 de abril de 2013

A APOSTASIA, O PAPA E A PERSEGUIÇÃO

 
 
Um dos temas mais assustadores acerca dos últimos dias, para mim, enquanto cristão, é A Apostasia.
Profetizada em II Tessalonicenses 2:3 especificamente, mas também apresentada na forma de que o amor se esfriará, da igreja de Laodicéia que era morna, de pessoas procurando para si mestres que preguem o que desejam ouvir.
Estes conceitos para mim apresentam um cenário apostata na igreja dos últimos dias...
Não bastasse isso, vejo que tudo isso e um pouco mais já acontece diante de nossos olhos.
Associada á Apostasia, vejo também a declaração de Pedro que o Juízo começa pela Casa do Senhor.
Isso também é assustador pelo fato de que não fica bem claro se estamos falando de um juízo às portas dO Juízo, ou se estamos falando DO Juízo.
Dependendo de sua posição escatológica, você poderá tratar deste conteúdo de uma ou de outra forma...
Mas é inegável que em breve vamos descobrir isso...
Entretanto, já hoje podemos dizer que temos visto e vimos muitos ministérios grandes passando por momentos sérios em suas histórias, com escândalos, problemas, perdas, enfermidades e toda sorte de circunstancias terríveis.
Embora seja uma tragédia passar por alguns ou todos estes itens, eu lhes traria uma palavra de encorajamento pois, segundo o texto de Hebreus 12:8, o Senhor disciplina os Seus filhos e, os que estão fazendo coisas erradas, mas estão sem correção, são bastardos e não filhos.
Assim, vejo também, por outro lado, ministérios pregando e praticando heresias e mundanismo...
“Mamonismo”... no sentido de culto a Mammon (riquezas segundo relato em Lucas 16:13) mesmo...
E como nada lhes acontece, posso pensar que, eventualmente, sejam bastardos e não filhos...
Será?
Bem, não estou aqui para julgar ninguém.
Eu sei o quanto luto para permanecer na fé, fugindo do pecado e do maligno, mas, acima de tudo, de minha própria carne.
Meu velho homem.
Minha velha natureza que nunca se converte,que, pelo contrário, será destruída.
O que é “mortal se revestirá da imortalidade, e o que é corruptível da incorruptibilidade” como Paulo ensina em I Coríntios 15:53 e 54.
Esta é a verdadeira manifestação da vitória que nos é dada por Jesus Cristo.
Regeneração, e vida eterna, para sempre, com Ele.
Incompreensível, não?
Mas pela fé, vislumbramos.
Mas voltando...
A apostasia está entre nós.
A igreja evangélica nunca foi tão confusa, tão secularizada, tão mundana, tão condescendente com o pecado, tão ecumênica, tão errática.
E digo isso correndo o risco de ser considerado por outros irmãos como um destes, por muitas posições que posto aqui, até mesmo este texto de hoje... sei lá...
Mas, sem tratar de valor, quero aqui justamente tratar a título de ilustração de dois ícones do mundo evangélico com amplo destaque na mídia hoje.
Os pastores Marco Feliciano e Silas Malafaia.
Não quero e nem posso julgar o que falam ou o que fazem.
Não fui chamado por Deus para fazer isso...
Nossa luta é contra satanás e seus demônios, mas, infelizmente, muitos cristãos preferem bater em irmãos primeiro, em dar crédito mais à mídia do que a palavra de irmãos...
E, pior, dão mais crédito à mídia e seus “especialistas” do que à Palavra de Deus...
Não quero nunca ser um destes...
Mas sim, quero tratar da questão destes dois irmãos demonstrando que há uma grande confusão acerca do que pensamos sobre eles e sobre nós mesmos.
Na verdade, há muito maniqueísmo.
Somos quase que obrigados a tomar uma posição que represente ou concordar com tudo o que dizem, ou a discordar de tudo o que dizem.
Se formos obrigados a fazer algo assim o que faremos?
Concordamos discordando?
Discordamos concordando?
E agora esta nova bobagem...
Eles “me representam” ou “não me representam”?
Já entrei nesta bobagem inicialmente, mas agora repensando, por que deveriam ou não me representar?
Ninguém me representa na vida pública para falar em meu nome...
Ninguém me representa quando se envolve em polêmicas por decisão própria.
Eu falo por mim mesmo, e assumo o que falo.
E acerto e erro.
E assumo as consequências disso...
Mas sim, eles me representam, APENAS E TÃO SOMENTE, pelo menos a meu ver, quando pregam O Evangelho de Jesus!
E neste caso, sim, mesmo que possamos ter divergências doutrinárias, na forma de expressarmos nossas convicções doutrinárias.
Se pregam Jesus, estamos junto!
Me representam...
Mas na verdade, quem sou eu para alguém ficar preocupado com quem eu digo que me representa?
Quem sou eu, ou o que eu represento para discutir se alguém me representa?
Muitos de nós estamos “nos achando”, não?
Mas, indo ao meu ponto...
Esta divisão entre nós, este monte de textos públicos, discutindo publicamente as divergências existentes na Igreja de Jesus...
Este monte de bobagens, muitas vezes escritos por pessoas que pouco fazem pelo evangelho, ou outros que poderiam deixar passar, mas pelas luzes da mídia se arvoram em porta vozes do evangelho sem o terem sido assim constituídos...
Bem, a confusão opera.
Muitos se aproveitam...
Enquanto muitos ficam confusos, e tropeçam.
Enquanto muitos abandonam a fé.
Ficam escandalizados...
Outros começam a nem mesmo querer ouvir o evangelho verdadeiro, o de Jesus, por que julgam que já o conhecem pela TV, pelas confusões, e até mesmo pelas páginas policiais...
Misericórdia.
E assim, A apostasia é alimentada.
Fortalecida.
Não por este contexto do conflito envolvendo os dois pastores, mas por todos os que se envolvem em questões estranhas ao evangelho.
Da política, das leis, dos dossiês, de se trazer para a política palavras que são dadas nos púlpitos...
E vice versa.
Mas ainda assim, temos diversas opções dentro da igreja ou do assim chamado meio evangélico ainda.
Você pode não se sentir confortável com a opinião de determinado ministério, e muda para outro...
Se não concorda com a visão de determinado pastor, procura outra que pregue a Palavra de uma maneira que lhe acrescente à luz da Bíblia...
Existem muitas pessoas sérias pregando o evangelho pelo Brasil.
Existem muitas igrejas saudáveis...
Mas, a questão de nossas mazelas...
Por exemplo, desta ênfase exagerada dada ao dinheiro por determinadas igrejas...
Da confusão gerada pelos nossos cantores que cantam em meio a mulheres “rebolantes” do Faustão, e abraçados com padres cantores...
Bem, segundo minha forma de avaliar este cenário, tudo isso contribui para abrir as portas para o movimento ecumênico, que virá.
Abre as portas para o fortalecimento da Igreja Católica, da qual saímos, profeticamente, em Lutero...
Por que creio, isso sim é profético, e sim, é o conteúdo normal deste Blog...
Sim, toda esta confusão sobre as lideranças evangélicas ao longo dos últimos anos, e não apenas aqui no Brasil, abre a porta para um cenário estranho e novo.
Entenda... posso estar falando algo ainda um pouco fora de tempo, mas, creio, tudo isso abre as portas para líderes estrategicamente posicionados ao longo dos anos, se manifestarem neste momento, em público, para apontar um caminho de aproximação com a Igreja Católica...
Por diversos motivos.
Questões políticas e sociais, discussões válidas sobre questões polêmicas como o aborto, de gênero, de liberdade de culto...
Buscando, eventualmente, aplacar e acalmar setores da sociedade que tem discutido estas questões trazidas a público quanto aos posicionamentos de Feliciano e Malafaia...
Você não percebeu?
Quase que parece algo de filme.
A igreja evangélica em crise...
Cantores cristãos famosos abraçando padres em programas de TV.
“A adoração a Deus (qual Deus?) nos une”...
Determinadas agendas são comuns...
E tudo isso em meio ao surgimento de um papa desprendido de dinheiro, de fama, de ostentação...
Que possui em sua biografia trabalhos sociais relevantes.
Falando coisas que deveriam estar nas bocas da grande maioria dos nossos pastores midiáticos...
Que são flagrados discutindo assuntos distantes das pregações dos púlpitos...
Que apresentam programas de televisão que nada falam da salvação pela graça, por meio da fé, pela obra redentora de Jesus, O Cristo.
Sim, O Evangelho de Jesus, de “arrependei-vos e crede no Evangelho”, está quase que sendo substituído por indulgências, as quais criticamos no catolicismo medieval...
E neste exato momento, coincidentemente, surge um papa como o papa Francisco.
Um papa vindo do "fim do mundo" segundo suas próprias palavras...

Carismático, pregando simplicidade, e humildade.
E subitamente, percebemos que emergem até mesmo pastores confusos falando que “ele é o cara”!
Os evangélicos atrapalhados...
Se Rick Warren já tinha chamado um jejum pela eleição do papa, como postei aqui, imagine agora!
Em breve alguém ainda vai dizer que o papa ser assim é resultado deste jejum...
Luis Palau, um dos grandes evangelistas das décadas passadas, considerado um “Billy Graham dos latinos”, aparece em um vídeo propondo uma aproximação com este papa que "prega Jesus Cristo e lê a Bíblia todos os dias"...
Marcos Witt, da mesma forma...
Vários cantores cristãos da América Latina no mesmo movimento em direção à Igreja Católica, de uma forma sem precedentes...
E por serem estas pessoas carismáticas e midiáticas, muitos cristãos que nem mesmo sabem mais o que creem, serão confundidos por estes "crentes famosos" em suas posições absurdas...
E a Apostasia que se estabelece em nosso meio conduzirá multidões ao ecumenismo...
Você não percebe?
Se você é cristão e tem de alguma forma um interesse no tema, entenda...
Não há comunhão entre a Igreja de Jesus Cristo e a Igreja Católica Romana...
Você pode, e DEVE ter amigos católicos, e ser um bom amigo para ele.
Eu tenho bons amigos católicos, espíritas, e de outros matizes religiosos.
Gosto deles sinceramente.
Mas prego o evangelho sempre que posso.
Falo de Jesus...
Respeito cada um deles na diferença de fé...
Mas creio que não há salvação em nenhum outro nome que não seja Jesus, O Cristo!
Isso é inegociável para mim...
Não abro mão disso para agradar a ninguém, por que me importa mais agradar a Deus...
Mas se não sou forçado a abrir mão, se posso andar junto, andarei...
Aí você que me acompanha pode pensar...
Mas Haroldo...
O que há de tão errado com os católicos?
Com os católicos, nada...
São ótimas pessoas procurando sinceramente um relacionamento com Deus.
Com a Igreja Católica, muito!
Como posso dizer isso?
Por que, professando crer na Bíblia, praticam coisas contrárias à Palavra de Deus.
Exemplos?
Darei...
Aliás, vou tratar deste tema com mais calma em textos próximos, se Deus quiser...
Este texto inicial ficou muito grande...
Mas voltando...
Nada contra respeitar o líder de outra religião...
Mas aproximar?
Concordar?
Buscar pontos em comum?
O único ponto em comum que teríamos seria se Jesus fosse considerado por eles como O Único Senhor e Salvador.
Apenas Jesus.
Porque?
Por que este ponto é o CENTRO DA PREGAÇÃO DO EVANGELHO.
O único ponto inegociável, indiscutível que há na Palavra de Deus.
No mais, até mesmo nós, evangélicos divergimos em muitos pontos...
Divergimos se o batismo é por imersão ou aspersão.
Divergimos se fomos predestinados ou usamos livre arbítrio.
Divergimos se falamos ou não em línguas.
Divergimos se somos ou não batizados, selados, marcados ou o que quer que seja, com o precioso Espírito Santo de Deus...
Se nossos cultos são silenciosos ou barulhentos...
Mas cremos e confessamos que não há salvação em nenhum outro...
Mas isso já não acontece com os católicos.
Creem na salvação pelas obras...
Ou após pagar determinadas penas no purgatório...
Ou recebendo extrema unção...
Ou encomendados pela missa de sétimo dia, ou de trinta dias, com reforço na de um ano...
"Tudo com Jesus, e nada sem Maria"...
Vou apresentar as diferenças de forma organizada aqui em breve.
Mas, entenda...
Nada contra eles manterem suas crenças, afinal, estamos em um país de livre expressão religiosa...
E nós podemos e devemos manter e expressar as nossas...
Mas nós não podemos nos abraçar a eles para expressar espiritualidade, adoração, ou qualquer outra forma de unidade espiritual, por que o que eles praticam é frontalmente contrário à forma como entendemos a Palavra de Deus...
Discordamos por que a salvação não é pelas obras, mas sim, pela fé!
Fé única e exclusivamente depositada em Jesus Cristo, que veio em carne.
Por estes motivos entre diversos outros, não há comunhão espiritual entre um cristão genuíno e um católico sincero...
Não há comunhão de fé...
Por isso não podemos adorar a Deus junto em um culto.
Por isso não podemos dizer que "somos todos um na adoração"...
Não...
Falta doutrina bíblica aí.
Nós apenas nos tornamos um quando estamos em Jesus!
E assim A Apostasia se espalha...
Sutilmente.
Mas o cerne da questão, no que diz respeito ao conteúdo deste Blog, é que a Igreja Católica lidera, na pessoas do papa, não de hoje, uma proposta de uma unidade religiosa global.
Este o meu ponto central.
Vou publicar algo mais organizado sobre isso em breve.
João Paulo II começou a dar força a este movimento.
Bento XVI prosseguiu...
E ao que parece, Francisco vai dar mais força a isso...
Ele, na verdade, já se move...
Inicialmente, já quer uma reforma da Igreja Católica...
De onde para onde?
E já começou até mesmo a dizer que apenas a Igreja Católica podeinterpretar a Biblia!
Ban Ki Moon já declara que o Papa é o líder espiritual do mundo!
Observando estes movimentos do pontífice, esta fala de Ban Ki Moon, e analisando o que vejo na igreja evangélica...
Avaliando a posição de determinados cristãos midiáticos abraçando a igreja católica, percebo que sim, a profecia do oitavo rei parece que está se cumprindo...
Creio que sim, em breve, muitos “cristãos influentes” vão propor movimentos de unidade entre os grupos “espirituais”...
E aí, o cenário fecha!
Vão censurar todos os que vão se levantar para se opor...
Entre os quais, humildemente, estarei eu.
Entre os “anônimos opositores” como já ouvi alguns dizerem quando questionados...
O conflito entre os influentes e os anônimos...
Será uma batalha inglória...
E assim, provavelmente, a igreja se dividirá...
E poucos permanecerão no Evangelho original...
E parecerão estar errados...
Certamente, em algum momento, o movimento ecumênico florescerá acentuadamente, subitamente, impulsionado por algum motivo externo e público...
Em breve...
E todas religiões se reunirão...
Provavelmente, em Jerusalém...
Provavelmente, com a bênção do presente papa, como, eventualmente o seu líder.
E fico pensando...
Neste momento, onde você vai estar?
De que lado vai ficar?
O que você vai decidir neste momento?
Por que você se posicionaria de um lado ou de outro?
Sua decisão será motivada pelas pessoas que se posicionarão?
As pessoas influenciarão sua decisão?
Ou por que você vai entender o que está acontecendo?
Você concordará discordando?
Você discordará concordando?
Bem, o tempo se encurta.
O dia se aproxima.
As coisas mudam rapidamente...
Reflita sobre este texto.
Ore a Deus, e estude o que você crê...
Veja os sinais...

SHALOM

Haroldo Maranhão

6 comentários:

  1. Glória a Deus por sua vida. É isso mesmo. Até o fim, sem hesitar. O Foco é Jesus. Abraço,

    ResponderExcluir
  2. Pr. Haroldo, ótimo post! Que revelação...é muito bom saber que compartilhamos estes pensamentos. Assim não me sinto sozinho e louco. Me sinto sim, muitas vezes, enojado por tudo isto que esta acontecendo e o pior que muitos de nós realmente estão se perdendo...em sutilezas do inimigo! Peço a misericórdia de Jesus sobre minha vida todos os dias, pois sei o quanto o Espírito Santo se entristece e não quero tomar parte da ira do Pai...que virá um dia sobre estes, principalmente que conhecem a verdade! Nestes dias tenho pedido mais e mais...VEM SENHOR JESUS!!! Volta logo!!! Grande abraço. Pit

    ResponderExcluir
  3. Amém !!! Que Deus fortaleça a nossa fé para permanecermos firmes na Sua Palavra!!
    Sola Scriptura, Solo Cristo, Sola Gratia, Sola Fidi, Soli Deo Gloria !!

    ResponderExcluir
  4. Irmão Vejo que a igraja em sua maior parte esta dormindo para os sinais do fim pois despresaram o dom da verdadeira profecia e como esta escrito não havendo profecia o povo se corompe eu não sou adventistas mas não posso negar a realidade que eles são um dos poucos que estão como igreja atentos para oque esta para vir

    Papa Francisco diz que apenas a Igreja é capaz de interpretar escrituras

    Declaração foi dada no seu 1° discurso ante o Comitê da Bíblia do Vaticano.Para o Papa, 'há uma unidade indissolúvel entre Escritura e Tradição'.



    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/04/papa-francisco-diz-que-apenas-igreja-e-capaz-de-interpretar-escrituras.html

    ResponderExcluir
  5. Pr. Haroldo, eu quero expressar minha gratidão a Deus por tua vida, pela tua visão profética, contundente, mas, antecipando-se (em Nome de Deus), aos caminhos que podem ser evitados por muitos que atentamente ouvirem a Voz de Deus. É impossível que a apostasia não chegue, o que podemos evitar é que chegue em nossa casa. Obrigado, amado irmão, que O Eterno te abençoe e te guarde, e que você brilhe como as estrelas no firmamento! Pois a muitos você tem conduzido à Justiça. Shalom. Paulo de Tarso, seu amigo.

    ResponderExcluir
  6. E a Apostasia que se estabelece em nosso meio conduzirá multidões ao ecumenismo... PELO QUE PUDE PERCEBER O MISSIVISTA É VISCERALMENTE CONTRA O ECUMENISMO. SÓ PARA LEMBRAR: muitos dizem que Jesus foi o primeiro comunista, e os religiosos de um modo geral odeiam o comunismo como fariseus e saduceus odiaram Jesus. E a questão do ecumenismo? JESUS FOI O PRIMEIRO ECUMÊNICO! Tinha diálogo com judeus e com samaritanos, sem falar nos outros diálogos. O ecumenismo é obra final de Deus, separando o trigo do joio em toda sua obra, quer no catolicismo quer entre os evangélicos. O catolicismo da Teologia da Libertação representa esse trigo, unido ao evangelho espiritual dos evangélicos formam então o REINO DE DEUS! Adamir Gerson.

    ResponderExcluir