domingo, 3 de março de 2013

OS REIS, OS PAPAS, OBAMA, ISRAEL E MAIS COINCIDÊNCIAS...


Estamos mesmo vivendo em um tempo com tantas e tantas coincidências, que, quando fico sabendo de mais e mais novidades, sinto até mesmo um frio no estômago...
Vejo tantas situações que parecem combinar com diversos textos bíblicos, que me sinto tremendamente abençoado por viver neste tempo, embora saiba que, talvez, possa ser um tempo bem difícil para se viver logo mais.
Bem, se você leu meu último post sobre os Oito Reis e a profecia de Apocalipse 17, percebeu que temos muitas coincidências ocorrendo, relacionadas com a renúncia do Papa Bento XVI, e que abriram a porta para o surgimento do oitavo Papa, que é o oitavo Rei.
Se você não leu, recomendo que confira este meu post clicando aqui.
Mas se tiver mais meia hora, recomendo também que você assista a um vídeo bem produzido sobre o assunto, com belas imagens sobre esta profecia, que traz mais informações sobre o oitavo rei, clicando aqui.
Este vídeo foi enviado por um precioso e querido amigo meu, que mora nos Estados Unidos.
Foi produzido antes da renúncia, mas também previa um papado curto para Bento XVI.
Vejo, entretanto, que eles pensavam que o desencadeamento destes fatos seria em um momento mais avançado do cumprimento das profecias de Apocalipse, o que acabou não acontecendo.
Sei também que quem vai entender melhor o que quis dizer com esta observação, é quem já estudou profecias bíblicas mais detalhadamente, e tem em sua mente algum roteiro de como será a sequencia dos fatos do fim.
Como já disse aqui, diversas vezes, creio que estamos aprendendo profecia bíblica dia a dia.
Precisamos sempre atualizar os principais textos para conferir o que estamos vendo nas notícias do dia a dia.
Estamos vendo já alguns cumprimentos, e também um desencadeamento de fatos que, muitas vezes, aparentemente, estão ocorrendo em uma ordem diferente da que entendíamos antes, embora em nada contrariem a Palavra de Deus.
Creio que Deus, em Sua Sabedoria infinita, conseguiu esconder eventos que vemos acontecer diante de nossos olhos, nos próprios textos que inspirou e nos deixou como guia profético.
Sua eterna Sabedoria manifesta e a forma como reina sobre TUDO e sobre TODOS, faz com que cada dia mais aumente meu amor e minha adoração a Ele, bem como aumentam a minha segurança e fé em Sua Palavra.
E também, embora não entenda plenamente como isso funciona, sei que faço parte de Sua “aula” que está sendo dada nesta dispensação a principados e potestades, pois Ele tem revelado o que esteve oculto em Deus, através da Igreja como lemos em Efésios 3:8 a 12:

“A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar aos gentios as riquezas inescrutáveis de Cristo, e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou, para que agora seja manifestada, por meio da igreja, aos principados e potestades nas regiões celestes, segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor, no qual temos ousadia e acesso em confiança, pela nossa fé nele”.

Não é maravilhoso?
Mas vamos tratar das novas e impressionantes coincidências que estão em curso...
Com cumprimento em poucos dias...
Mais precisamente, antes do final do mês de março...
Exatamente em meio ao impacto da renúncia do Papa e do início do conclave que apontará o próximo Papa que será o oitavo rei, vai acontecer uma visita de Barack Hussein Obama a Jerusalém, que já tinha sido agendada bem antes...
Imagino que alguns de vocês vão achar que agora eu surtei, por que, aparentemente, não há a menor correlação entre uma coisa e outra.
Pode não ser bem assim...
Mas reforço que, como sempre, estou tratando do tema no campo das hipóteses.
Muitos sites e blogs americanos que eu acompanho há alguns anos, e que discutem profecia, creem que Obama tem desempenhado um papel que pode leva-lo a uma posição central no cenário global.
O de ser o anticristo.
Sim, muitos americanos creem que ele é.
Eu tinha muita dificuldade com esta proposta quando a ouvi pela primeira vez, e ainda tenho.
Mas sempre acompanho o raciocínio deles a distancia, com reservas, pois procuro fazer o que recomendo que você faça...
Eu acompanho sempre os argumentos bíblicos proféticos de pessoas que pensam diferente de mim, desde que eu respeite a seriedade com que estas pessoas fundamentam o que creem.
Isso é muito importante para fortalecer o que eu creio, pois precisamos cada vez mais ter segurança bíblica nestes dias tão proféticos em que vivemos, e, mesmo, para me levar a mudar algum ponto do que creio quando perceber que estava enganado.
Vamos ver fatos sobre o presidente americano com nome mais muçulmano da história.
O primeiro ponto do argumento deles é que Barak Hussein Obama, que é queniano, nasceu na região do planeta em que nasceu Ninrode, que foi um tipo do anticristo, e este povo esteve ligado aos que destruíram Jerusalém, cumprindo assim a profecia de Daniel 9:26, em meio ao clássico texto das Setenta Semanas de Daniel:

"E depois de sessenta e duas semanas será cortado o ungido, e nada lhe subsistirá; e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até o fim haverá guerra; estão determinadas assolações".

Alguns estudiosos creem que havia soldados de povos oriundos da região da Assíria, que estava sob o domínio do Império Romano, nas fileiras do exercito romano que destruiu Jerusalém e o Templo.
Assim, o “príncipe que há de vir” (que será o anticristo), deveria ser oriundo de nações que faziam parte do domínio romano e de seu exército.
Esta é uma das maneiras de interpretar este texto, e eu a considero respeitável, e é um dos argumentos usados pelos que creem que o presidente americano se enquadra no perfil.
Tenho reservas.
O segundo ponto, é que Obama recebeu um prêmio discutível e incompreensível...
No início de seu primeiro mandato, ganhou o Prêmio Nobel da Paz!
Alguns creem que ele estaria se credenciando como um príncipe da paz falso. Ninguém consegue entender como ele pode ser premiado.
Você acha que faz sentido ele ter sido premiado para algum propósito futuro?
Acho as duas coisas.
Absurdo ele ter sido premiado, e também um pouco de exagero neste ponto.
Mas a questão que realmente me perturba quanto a Obama, que me faz refletir mais acerca do que os que creem neste papel propõe, é o fato de que ele, aparentemente, não é um cidadão americano!
E se isso for verdade, não poderia ocupar a cadeira que ocupa.
Antes de você achar que isso não faz sentido, entenda que se você não acompanha mídia alternativa, você nunca ouviu falar disso.
Este tema foi banido dos principais meios de comunicação, de uma forma incompreensível.
Ou, para quem entende como nossa forma de pensar é manipulada pelos bastidores dos que controlam o mundo, nada mais compreensível.
Eu já vi na internet a certidão de nascimento que ele apresenta, e fica claro que é um documento que, aparentemente, não é verdadeiro, e já escrevi sobre isso aqui e aqui.
Existem muitas pessoas nos Estados Unidos que questionam, e, creia, ele nunca apresentou um documento autentico para provar que é mesmo um cidadão americano e, se você fizer uma pesquisa na internet, vai encontrar muita coisa.
Optou pelo caminho da justiça para se proteger de apresentar tal documento...
Acho tudo isso, no mínimo, estranho.
E isso me deixou mais atento ao raciocínio destes que assim pensam.
Observo que ele sempre foi associado a imagens messiânicas, e sua vitória para a reeleição foi saudada pela influente revista Newsweek como uma “segunda vinda”.


Até "descendente de Jesus" ele já disse ser...
Bem, tendo tudo isso em mente, eu convido você a me acompanhar na observação das impressionantes coincidências de sua viagem a Jerusalém...
Ele pode não ser o anticristo, mas parece que está, propositadamente associando a si próprio com uma data bíblica importante da vida de Jesus, com uma data ocultista.
Pagã.
Babilônica...
Pronto...
Agora pirou, não?
Tenha paciência comigo, por favor, e deixe-me organizar o raciocínio que tenho desenvolvido em minhas andanças pela web, por que tenho tantas coisas para mostrar, de tantos lugares que li que preciso ser bem claro...
A data escolhida para a viagem de Obama foi muito precisa, e, claro que quem a escolheu, prestou muita atenção.
Foi como se diz, "escolhida a dedo".
Obama chega em Jerusalém no dia 10 de Nissan, segundo o calendário judaico, que é exatamente o dia 20 de março, que é o dia do Equinócio da Primavera.
Segundo os ocultistas, este é um dia importante e praticamente sagrado, pois é, considerada a data em que o dia e a noite, luz e trevas, portanto, têm um perfeito equilíbrio.
Este o motivo de ser bastante importante para os ocultistas e os de nova era, remetendo, claro, para a Babilônia e o paganismo...
Assim, entendendo o peso ocultista da data, vamos para a coincidência bíblica.
A primeira, é que foi no 10 de Nisan, quando Jesus fez sua entrada triunfal em Jerusalém!
Confira o texto completo de João 12:1 a 33, e se você pesquisar no Google qual a data exata deste texto, verá que foi exatamente 10 de Nisan.
Que foi o exato dia em que o povo cruzou o Jordão, como lemos em Josué 4:19, ou seja, foi o dia em que o povo entrou na Terra Prometida...

"O povo, pois, subiu do Jordão no dia dez do primeiro mês, e acampou-se em Gilgal, ao oriente de Jericó".

Foi o dia em que Josué foi honrado pelo Senhor à vista de todo o Israel, como lemos em Josué 3:7:

"Então disse o Senhor a Josué: Hoje começarei a engrandecer- te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, serei contigo".

Conforme você pode conferir na CNN, se você lê inglês, coincidentemente neste mesmo dia, Obama será o primeiro presidente no exercício de seu mandato a ser condecorado com a Medalha de Distinção Presidencial, pela sua “contribuição significativa e única ao fortalecimento da segurança do Estado de Israel e de seus cidadãos”.
Ou seja, ele será honrado perante Israel, por uma contribuição para paz ou segurança...
Mas entenda um pouco mais a importância desta data...
Esta importante combinação de datas do calendário judeu com esta data pagã segundo o calendário Gregoriano aconteceu pela última vez em 1899...
E a próxima vez em que irá acontecer será apenas em 2089...
Impressionante a coincidência desta data para ele estar em Jerusalém não?
Mas tem mais.
Jesus entrou em Jerusalém montado em um burrinho ou jumentinho...
Sabe qual é um dos símbolos do partido Democrata?



Sim... este animal... 
Mas tem mais.
E, para mim, esta é a principal coincidência...
A viagem de Obama tem uma logomarca, criada especificamente para a ocasião.
Veja abaixo...

“Aliança inquebrável”...
Assim, quando vi em minhas pesquisas a matéria em inglês no jornal Arutz Sheva que nos informa que o nome em hebraico para esta visita é "Brit Amim", que significa aliança entre as nações...
Eu fiquei passado...
Este é, pelo menos para mim, o ponto principal...
Nem precisava dos outros de pano de fundo, embora todos façam parte de um cenário de coincidências...
Ao longo de muitos anos de estudo sobre profecia bíblica, os atentos estudiosos têm aguardado que o anticristo faça uma “aliança” com muitos, que inclua Israel e um plano de paz.
Esta é a figura profética mais comentada, estudada e aguardada acerca do anticristo, pois, segundo o estudo clássico de profecia bíblica, esta aliança apresentada em Daniel 9:27 daria início ao período de sete anos da “grande tribulação”.

"E ele (o anticristo) fará firme aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador; e até a destruição determinada, a qual será derramada sobre o assolador".

Esta é, com certeza, a grande coincidência desta viagem que salta aos meus olhos.
Seria esta viagem o embrião de um grande acordo de paz que envolveria Israel, a criação do Estado Palestino, as ameaças do Irã?
Seria Jerusalém dividida em um acordo capitaneado por Obama, em duas capitais, do Estado Judeu e do Estado Palestino, acordo este que permitiria a reconstrução do Templo?
O terceiro?
Na agenda da visita, entre outras coisas, Obama irá visitar uma maquete do segundo Templo...
E visitará, claro, a Mesquita de Al Aqsa...
Importante ainda lembrar que neste ano, mais precisamente no dia 13 de Setembro, ou seja, 09/13/13 no modelo americano de data, o vigésimo aniversário da clássica foto em que Bill Clinton celebra o aperto de mãos na Casa Branca entre Yitzakh Rabin e Yasser Arafat, devido à assinatura do Tratado de Oslo.
Não bastasse uma viagem com conteúdo tão apocalíptico assim, ela acontece em meio a todas outras situações importantíssimas...
O conclave para a escolha do novo Papa, o oitavo...
A visita acontece exatos seis dias antes da Pascoa cristã...
Poucos anos do importante ano de 2017, que será, por coincidência, um ano de Jubileu...
Poucos anos do ano de 2017, que será, por coincidência, um ano em que se completarão exatos setenta anos do reestabelecimento do Estado de Israel.
Segundo lemos em Salmo 90:10 a vida dura setenta anos, embora alguns possam viver pouco mais...

"A duração da nossa vida é de setenta anos; e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, a medida deles é canseira e enfado; pois passa rapidamente, e nós voamos".

E Jesus nos disse em Mateus 24:32 a 34 que a geração que viu o ressurgimento de Israel, que na Bíblia é representado pela Figueira, não passará até que aconteçam todas as coisas que Ele disse que ocorreriam...

"Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram".

Bem amigos deste Blog...
Espero que você concorde que temos tido coincidências demais nos últimos tempos.
Não acha?
Estou marcando datas?
Claro que não.
Estou apontando um ciclo de tempo profético?
Claro que sim...
Estou dizendo que Obama é o anticristo?
Claro que não.
Mas estou dizendo que temos muita coisa que observar nos próximos 30 dias?
Claro que sim...
Portanto...
Por favor...
Veja os sinais...

SHALOM!
Haroldo Maranhão

3 comentários:

  1. Olá, Haroldo. Tudo bem? Vc viu que piorou(mais uma vez - parece novela mexicana) as relações entre Coréia do Norte com USA e Coréia do Sul. Os norte coreanos até ameaçaram os americanos desta vez e também disseram que uma segunda guerra contra os vizinhos e irmãos sul coreanos é inevitável. Na minha opinião, esse confronto desecadeará uma 3 guerra mundial. Uma vez que China é forte aliada da Coréia do Norte. O que vc acha? Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Don Vitto,
      Sim, creio que já está pior.
      Creio que teremos sim, uma terceira guerra mundial, cumprindo o cavalo vermelho de Apocalipse 6:4, e, sim, aguardo um importante protagonismo da China no cenário profético.
      Realmente, é um prato cheio não?
      Vamos acompanhar...
      Deus abençoe,

      Haroldo Maranhão

      Excluir
  2. E SE OBAMA FOSSE ASSASSINADO NA PALESTINA?Caso queira, Barack Obama poderá passear tranquilamente por Tel Aviv. Já em Beit Lehem a situação é bem mais complicada.Árabes da Judeia e Samaria hostilizam presidente norte-americanoBARACK OBAMA VISITA ISRAELPouco depois das 12 horas desta quarta-feira, horário de Jerusalém, a fortaleza voadora Air Force One pousou no Aeroporto Internacional Ben Gurion, nas proximidades de Tel Aviv. Lá estavam o Presidente de Israel, Shimon Peres e o Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu para receber o Presidente dos Estados Unidos Barack Obama.Na saudação de boas vindas, Shimon Peres disse: “Sr. Presidente, sua visita é uma demonstração de orgulho da profunda relação que existe entre nossas duas nações. Um mundo sem a liderança dos Estados Unidos, sem a sua voz moral, seria um mundo mais escuro. Um mundo sem a amizade dos Estados Unidos suscitaria agressões contra Israel. Do fundo do nosso coração, ‘todá rabá’ Sr. Presidente. Obrigado! Seja bem-vindo Sr. Presidente!”Quanto a Benjamin Netanyahu, o calor das palavras não foi diferente. “Na primeira viagem internacional do seu novo mandato o senhor escolheu Israel como destino”, frisou o premiê, “obrigado Sr. Presidente por estar apoiando Israel neste momento de mudança histórica”.Ao ver tudo o que se passava no Ben Gurion, emocionado, Obama agradeceu “ao povo de Israel pela recepção incrivelmente calorosa”, acrescentando, em hebraico: “É bom estar em Israel novamente!” Depois, completou: “Vejo esta visita como uma oportunidade de reafirmar o vínculo indissolúvel que une nossas nações, para reafirmar o compromisso inabalável da América com a segurança de Israel e de falar diretamente com o povo de Israel e com os seus vizinhos”. E, logo depois, acrescentou: “Estou confiante em declarar que a nossa aliança é eterna, é para sempre”.Num momento de descontração, o Primeiro Ministro disse ao Presidente dos Estados Unidos que, caso fosse do seu interesse, o serviço de segurança de Israel tem total condições de estabelecer um perímetro em torno dele e da sua equipe para que possam caminhar livremente por Tel Aviv. A proposta de Netanyahu deve-se ao fato de que Obama comentou, numa entrevista no início desta semana, que tinha vontade de conhecer melhor a segunda mais importante cidade israelense. Falando ao Canal 2, o presidente disse que “gostaria de colocar um disfarce e passear por Tel Aviv”.Na quinta-feira o presidente Barack Obama vai passar a maior parte do dia na Judeia, que está temporariamente sobre domínio árabe e cuja segurança está à cargo da Autoridade Palestina. Será que eles podem dizer o mesmo? O que aconteceria se Barack Hussein Obama fosse assassinado na Cisjordânia?CLIMA PESADO NA JUDEIA E SAMARIA – CLIQUE AQUI E VEJA VÍDEO.

    ResponderExcluir