quarta-feira, 28 de novembro de 2012

O INFERNO VISTO DE MARTE...


Confesso que me decepcionei muito lendo a entrevista à Veja desta semana do pseudo-pastor evangélico Rob Bell. Tinha ouvido falar dele, do nome ridículo, mas interessante, de sua igreja, e de um crescimento impressionante de seu ministério, que hoje identifico apenas como um trabalho religioso humano.
Acho o nome "exótico", mas, pensando bem, coerente, pois a “Igreja Bíblica das Colinas de Marte”, aponta para um evangelho vindo mesmo de marte, não de Deus, não da Palavra do Deus, que revela Jesus, O Cristo.
Pelo contato que tive com seus "ensinos" na entrevista, fico com a impressão que ele ou nunca leu a Bíblia, ou é um brincalhão inconsequente, ao se permitir emitir opiniões sobre temas controversos, de forma tão contrária à Bíblia, que, percebo, ele desconhece.
Ficaria mais preocupado se ele respondesse torcendo textos ou criando interpretações difusas para verdades eternas com eloquência ou ardis mais inteligentes...
Mas não.
Sua fala é absolutamente rasa para confundir quem conhece um mínimo da Bíblia.
Para mim, ele é apenas mais um destes “falsos profetas” ou “falsos mestres” que proliferarão em larga escala nos últimos dias.
E que já proliferam...
Assim, este senhor acaba por cumprir, provavelmente sabendo ou talvez sem saber, a profecia da Bíblia que desconhece, ao se enquadrar, perfeitamente, no perfil dos personagens que a Palavra de Deus apresenta para serem reconhecidos nos últimos dias.
Mas reconhecidos apenas pelos que conhecem sua Bíblia, e tem neurônios para manterem uma visão crítica do que se apresenta, e não recebem as coisas apenas por que nos empurram “goela abaixo”. Judas 1:4-8

"Porque se introduziram furtivamente certos homens, que já desde há muito estavam destinados para este juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de nosso Deus, e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo. Ora, quero lembrar-vos, se bem que já de uma vez para sempre soubestes tudo isto, que, havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram; aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno. Contudo, semelhantemente também estes falsos mestres, sonhando, contaminam a sua carne, rejeitam toda autoridade e blasfemam das dignidades.”

Lendo sua entrevista nas famosas páginas amarelas da revista, encontro logo no início do texto, a chamada “piada pronta”, ao sermos informados que ele deixou a igreja para se associar ao produtor da conhecida série “Lost”, (Perdido), para produzir seu programa “espiritual” que irá ao ar na rede ABC nos Estados Unidos.
Sim, ele está mesmo perdido...
Quando ele tenta fazer uma exegese sobre a palavra inferno usada na Bíblia, argumenta de maneira tosca, ao dizer que Jesus ao ensinar sobre o inferno usou a palavra grega Geena para inferno, estava falando do Vale de Hinon, local conhecidíssimo por seus ouvintes, em que o lixo era incinerado.
Cujo fogo não parava nunca.
Assim, segundo seu entendimento, Jesus não estava usando uma figura de linguagem como sempre usou em suas pregações para ilustrar o inferno.
Estaria sendo literal, falando sobre o Vale.
Posso inferir então, que o seu entendimento é que Deus não condenaria as pessoas ao inferno, mas, sim, a serem lançados naquele lugar...
Então, ao lermos o texto de Mateus 23:33 “Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno?” devemos entender que Jesus estaria então, provavelmente,  condenando aqueles religiosos incrédulos a serem condenados a ficar no Vale de Hinon, em meio ao lixo queimando...
Você acha que isso faz o algum sentido?
Risível é a sua frase “Vamos pelo menos ser honestos. Ninguém sabe o que acontece quando morremos. Não tem fotografia, não tem vídeo”.
Não dá para acreditar que alguém considere este sujeito um pastor evangélico.
Ou o repórter torceu todas as suas palavras, ou ele fala algo incompatível com a Bíblia.
Então, se ele causou constrangimento entre os cristãos históricos ou fundamentados na Palavra dos EUA, vou partir do princípio que ele deve falar coisas parecidas. 
E eu vou pensar que ele não conhece a Bíblia!
Sim, claro, nos dias de Jesus não havia máquina fotográfica, nem filmadora.
Aliás, Jesus quando se encontra com Tomé após Sua ressurreição pergunta: Por que viste creste? E declara : Mais bem aventurado aquele que não viu, mas creu!
Portanto, sua afirmativa infantil ignora o fato de que Jesus pregou o evangelho por arrependimento, da graça, pela fé.
A fé é a certeza das coisas que se esperam, e a convicção de fatos que não se veem, como lemos em Hebreus 11:1.
Mas ainda assim, há um relato claro acerca do rico e do mendigo Lázaro, cujo nome significa o Senhor é o meu socorro, e, na Palavra de Deus, os nomes das pessoas dizem muito acerca de quem são.
Alguns equivocadamente acreditam que aqui Jesus ensinava por parábola... eu desafio alguém a encontrar outra parábola em que o Senhor tenha dado o nome da pessoa envolvida...
Eu creio, por este motivo, que Jesus ensinava sobre pessoas conhecidas dos ouvintes, e que tinham morrido por aqueles dias.
Entretanto, ainda que fosse uma parábola, não muda o fato de que Jesus apresenta “uma fotografia ou um filme” do que acontece após a morte!
Após a morte de ambos, ficamos sabendo que o rico foi para o hades, em tormento, e Lázaro foi levado pelos anjos ao paraíso.

Lucas 16:19-31
"Ora, havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo, e todos os dias se regalava esplendidamente. Ao seu portão fora deitado um mendigo, chamado Lázaro, todo coberto de úlceras; o qual desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as úlceras. Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado. No hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio. E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia-me Lázaro, para que molhe na água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro de igual modo os males; agora, porém, ele aqui é consolado, e tu atormentado. E além disso, entre nós e vós está posto um grande abismo, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós. Disse ele então: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham eles também para este lugar de tormento. Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos. Respondeu ele: Não! pai Abraão; mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender. Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos".

Neste texto fica claro também que “nem que alguém ressuscitasse dentre os mortos” faria com que pessoas viessem a crer.
Portanto, segundo a vontade de Deus, e contra a vontade do "pastor" Rob Bell, sem máquinas fotográficas, nem filmadoras...
Mas o “pastor” Rob Bell é sincero, ao declarar na página 22 que “não sabe o que acontece quando morremos, mas acha que a melhor história possível, é acreditarmos é que no fim, todos vão ser conquistados por Deus...”
Mas entende que “toda pessoa decente, com um coração no peito, deve acreditar nisso”, ou seja, que todos serão salvos...
Sim, se fosse uma pessoa que decidisse crer contra a Palavra.
E veja que eu tenho pessoas muito queridas e preciosas para mim, que, aparentemente, não creem no Evangelho...
Não sou portanto insensível e indiferente ao risco da eternidade sem Deus.
Não desejo para ninguém...
Mas creio que Deus tem um coração no peito muito mais amoroso e gracioso que o meu...
Mas voltando, penso que Ron Bell desconhece o texto bíblico de II Pedro 3:9 “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se”.
Concordo com a declaração dele de que que poucos sabem mesmo o que é efetivamente salvação, que inclui várias coisas para os dias de hoje, como escrevi no meu outro BLOG... 
Concordo que os cristãos negligenciam o cuidado de órfãos, viúvas, pobres e estrangeiros.
Concordo que muitas pessoas sem o Espírito Santo fazem coisas socialmente maravilhosas e dignas de honra e reconhecimento, para vergonha nossa....
Mas Deus, embora não queira que ninguém se perca, fará com que TODOS compareçam, no Dia do Juízo, diante do grande Trono Branco, relatado em Apocalipse 20:11-15:

"E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras. E a morte e o hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo".

Claro que é um texto duro.
Terrível.
Não estou aqui para explicar estes textos hoje, mas para demonstrar que este senhor não é , aparentemente, pastor de nada próximo do evangelho de Jesus apresentado na Bíblia pelo fato de que ele não conhece o básico para alguém ser considerado pastor.
A Bíblia.
Mas eu concordo com ele quando diz na mesma página 22 que está havendo uma “mudança radical no cristianismo”... e que líderes religiosos que ele encontrou, dizem que está sendo “difícil as pessoas se identificarem com a pregação atual”... ou ainda que existem líderes religiosos (cujos nomes ele não dá) que tem feito as mesmas perguntas.
Concordo por que, novamente, sem saber, este senhor cumpre a Palavra de Deus para os últimos dias...
Esta mudança radical vai acontecer, ou, na verdade já está acontecendo, e levará os que estarão debaixo do engano, para os braços dos falsos cristos por agora...
E, em breve, do próprio anticristo.
Mudança ou reforma trágica.

II Timóteo 4:1-4

"Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino; prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas".

I Timóteo 4:1 e 2
"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada".

Como você pode perceber, este senhor está fazendo parte, voluntaria ou involuntariamente, do cenário dos últimos dias, que já está adiante de nós, e que faz parte do conteúdo deste BLOG.
Este é o motivo, pelo qual estou dando importância para esta entrevista apresentada na Revista Veja.
As pessoas vão adorar este tipo de pregação.
"Não existe inferno".
"Está tudo bem... no fim tudo dá certo".
"Viva como quiser, não precisa nem mesmo se preocupar..."
"Tente seguir seu coração, que é bom..."
"Viva tranquilo por que Deus está obrigado a alcançar a sua vida no final..."
Mas claro, segundo o próprio Rob Bell, ninguém volta para falar...
Assim, os pobres coitados que morreram debaixo de seu ensino, que não existe inferno, não podem voltar para denunciar estas mentiras...
E ele é claro ao dizer na página 23 que não se preocupa com o sistema doutrinário do evangelho.
Esta declaração é muito interessante à luz de I Timóteo 6:3-6, lemos que:

Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro; e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento.

Assim, se ele não se importa com a sã doutrina, sim, ele é soberbo, nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras...
Ele diz ainda, na mesma página 23 que o Deus que Jesus apresenta não seria capaz de ferir alguém... outra vez fala algo contra a Bíblia.
Afinal, o próprio Jesus diz em Mateus 10:28 "E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo".
Ele falava acerca do próprio Deus, que é Quem pode fazer isso com todos aqueles que recusam a Sua solução para a vida eterna...
Sobre isso falarei no final deste post...
Mas ele piora ainda mais a sua demonstração de que prega outro evangelho que não o bíblico, ao declarar que a evolução faz parte do processo criativo, e que o debate ainda não acabou...
Sim, o debate sobre a evolução ou criação ainda não terminou.
Terminará no Dia do Juízo...
Enquanto isso, eu prefiro CRER que Deus criou todas as coisas segundo sua própria Palavra.
Fora isso, a evolução também não é ciência, mas em alguns momentos precisa “acreditar” que determinadas coisas teriam acontecido da forma que esperam, já que também não há evidências científicas de todas as etapas da evolução...
Mas esta conversa também é para outro dia...
Concordo com a sua crítica, justa, ao evangelho de resultados quando diz que existem pastores que precisam dar “mais resultados de crescimento em um ano em relação ao ano anterior”...
Qualquer líder de ministério sério sabe que “a Porta é estreita e o Caminho é apertado” e que o Caminho para a salvação é difícil.
E que, nos últimos dias, o amor vai esfriar e a apostasia virá...
Portanto, será impossível ter um crescimento do evangelho desta forma, medida por resultados de crescimento.
Seja sincero...
Se fôssemos mesmo 40 milhões de evangélicos no Brasil, nosso país estaria como está?
Mas concluindo a entrevista do “pastor”...
Gandhi!
Se o senhor Bell disse mesmo que Gandhi foi salvo por “ter sido um grande homem, profundamente comprometido com a verdade e o florescimento da humanidade”.
Bem, neste caso, isso seria possível apenas segundo o evangelho do senhor Bell.
Segundo o Evangelho de Jesus, não.
Veja as palavras do próprio Jesus:

João 3:17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Como não tenho acesso a nenhum registro de Gandhi "se arrependendo publicamente de seus pecados (sim, ele também era pecador, embora fosse bom) nem confessando que Jesus é seu O Senhor", não tenho como crer na sua salvação por suas obras sociais e sua pregação pública.
Posso entretanto, reconhecer a dimensão das suas obras humanitárias, impressionantemente acima da média.
Obras maiores do que muitos homens ao longo de milênios...
Obras merecedoras de todo o destaque que sua memória merece.
Filmes, biografias, nomes de ruas, estátuas e tudo o mais.
Um ser humano fora da curva, mesmo...
Entretanto, para Deus, obras humanas não valem absolutamente nada diante da Sua própria Santidade, e do Seu padrão de avaliação.
Lemos em Efésios que:

Efésios 2:8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; 9 não vem das obras, para que ninguém se glorie.

Portanto, ninguém será salvo por obras para que não “se ache”...
Toda a glória deve ser dada unicamente a Jesus, O Cristo, O Senhor e Salvador.
O Único, segundo a Bíblia.Mas voltando à obra de Jesus...
O amor de Deus é incompreensível, manifesto não na falsa liberdade, ou libertinagem, dos que desejam viver como querem para serem salvos no fim...
Mas o amor de Deus se manifesta no fato de que Jesus morreu por todos nós quando nós éramos ainda pecadores...
E, SE todos pudessem ser salvos no final.... sempre me pergunto...
POR QUE JESUS MORRERIA DA FORMA COMO MORREU?
Se no fim todos serão salvos por Deus de qualquer maneira... "por amor"...
Por que teria Deus moído Seu próprio Filho, e isso sim, por amor?
Não não teria...
E esta é a essência da mentira que lúcifer tem plantado no mundo, e, nos últimos dias, no meio da própria igreja.
Salvação universal...
Misericórdia...
Não, não desejo que ninguém vá para o inferno...
Mas não posso crer que Deus minimize, ou pior, eliminte a maravilhosa obra de amor que Jesus realizou na cruz do Calvário...
Salvação gratuita para TODO aquele que nEle crê.
Qualquer um.
Não, não é monopólio da "religião dos crentes"...
Na "religião dos crentes" tem muita gente que também vai estar separado de Deus para sempre por que nunca se converteu.
Mas a salvação é pela graça, pela fé, para qualquer um que crer unicamente em Jesus. 
Bem, amigos e amigas deste BLOG.
Você que leu até aqui este texto...
A existência de pessoas como este pseudo pastor faz parte dos últimos dias.
Assim como de pseudo apóstolos, pseudo bispos e outros...
Alguns deles pregarão um evangelho até mesmo mais bem estruturado biblicamente do que o pobre conteúdo deste senhor, e enganarão a muitos.
Minha pergunta é simples...
Como tenho falado aqui... você sabe MESMO no que crê?
Sabe, o evangelho tem se tornado um ato de seguir pessoas...
As pessoas não querem “gastar” tempo lendo, estudando, conhecendo as escrituras...
Preferem seguir cegamente uma pessoa que é, supostamente, um líder sério.
Carismático.
Eloquente.
Poderoso...
E assim, quando este líder começa um desvio à direita ou à esquerda, pouquíssimos percebem e se manifestam e posicionam...
Entretanto, parecerão loucos já que o líder é inquestionável...
E muitos vão continuar seguindo...
E... nos últimos dias, exatamente estes vão levar multidões de cristãos para os braços de uma religião única e global...
E todos vão achar maravilhoso!
Sem barreiras, sem discussões teológicas, sem pecado.
Sem céu, nem inferno...
Cuidando da “Mãe Gaia”, do próximo... em amor...
Amor... ah, este falso e estranho amor...
E quando perceberem o engano, será tarde.
Bem, sei que muitos vão ficar irritados comigo.
Dirão que eu sou radical.
Acha mesmo que sou?
Sim, sou.
Quero ser, e preciso ser.
Radical, é quem tem raízes...
E eu quero muito ter.
No evangelho verdadeiro, na Palavra de Deus.
Quero lançar minhas raízes para o Ribeiro de águas de Salmo 1.
Águas que saem do Trono de Deus...
Quero ter minhas raízes ali...
Que Deus me abençoe.
Quero que você tenha suas raízes ali.
Que Deus o abençoe.
Quero discutir aqui todos os sinais que apontam para os últimos dias.
E... para ser sincero, homens como este senhor Rob Bell apontam para o fim também.
Como você pode perceber neste texto de hoje.
Bem, se não gostou, não precisa tentar me fazer mudar de opinião.
Esta é a minha posição definitiva acerca da salvação e rejeito todas informações, idéias, e novidades acerca do tema.
Só em Jesus.
Com arrependimento, mudança genuína de vida.
Transformação.
Se você está cansado de evangelhos falsificados, misturados, aguados... vamos juntos.
Eu estou cansado do falso evangelho midiático, televisivo, e talvez, fim dos tempos mesmo, em breve até "Global"...
Quero o autêntico.
O original...
Enquanto isso, faça como eu...

Veja os Sinais!

SHALOM!

Haroldo Maranhão

PS Se quiser saber mais sobre o que a Bíblia ensina sobre o inferno, recomendo a leitura do livro Apagando o Inferno, de Francis Chan, da Editora Mundo Cristão.
Conheça mais sobre o livro clicando aqui.

PS 2 Atualizado em 29/11/2012 Se quiser ler algo melhor escrito, mais bem fundamentado e com mais profundidade bíblica, recomendo o BLOG O Tempora. O Moris com o post "O inferno em que Rob Bell se meteu", que me foi enviado pelo Lucas. Uma ótima leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário