terça-feira, 3 de julho de 2012

BRINCANDO DE DEUS...


"Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos..."

Romanos 1:22

Uma das marcas mais terríveis da humanidade contemporânea é o desejo de brincar com o desconhecido.
“Brincar de ser Deus”.
Afinal, conhecemos alimentos geneticamente modificados.
Animais geneticamente modificados.
E a declaração...
"Regulamentado por determinado órgão, de determinado governo, não apresenta riscos para o consumo humano"...
Já viu algo assim?
Muitos de nós consumimos verduras, legumes, frutas, carnes, e alimentos que nem mesmo sabemos mais o que são...
Modificados nas sementes...
Em laboratórios...
Ou no processo de crescimento...
E achamos normal.
Alimentos transgênicos...
Na moda, né?
E eu pergunto...
Como alguém que mexe com algo que apenas “aprendeu a modificar” há pouco tempo, ainda pode ousar afirmar que NÃO CAUSA MAL ALGUM?
Não há histórico de longo prazo para fazer tal afirmação...
Eu pergunto ainda...
Baseado no que?
Em que informação?
Em que literatura?
Em que critérios?
Em que base de indivíduos ao longo de quanto tempo para transformar em verdade científica?
Lembre-se que "eles" já descobriram, e tiveram que nos informar posteriormente, que determinadas embalagens fazem mal, e são cancerígenas...
Lembra de determinadas ligas de plástico para mamadeiras de bebezinhos?
Que determinados medicamentos fazem mal, geram deformidades, e inclusive a morte.
Lembra da talidomida?
Que determinados produtos utilizados na produção de bens ou equipamentos fazem mal a saúde.
Lembra do amianto?
São apenas alguns exemplos que me veem à mente rapidamente, mas, se você fizer uma pesquisa mais detalhada, verá que “eles” já erraram...

E muito...
E para mim é claro que, no início, “supostamente”, ninguém quis fazer mal para quem quer que seja...
Nem mesmo desejaram ter um “lucro excessivo” a qualquer preço...
Ou não?
Bem, meu ponto é, e vou repetir, que se alguém quiser realmente pesquisar, vai perceber que já erraram.
E MUITO!
E causaram tragédias para muitas pessoas ao longo da história...
Mas agora, nestes últimos dias, parece que decidiram cruzar a fronteira final.
Seres humanos geneticamente modificados.
Que, óbvio...
Declaram que não há qualquer problema...
Pelo contrário...
Vai gerar uma "melhoria" na espécie...
Afinal, o Criador... bem, o Criador, "se é que existe algum"...
Errou...
Ou "não era tão sábio quanto nós"...
Que loucura...
Veja esta notícia:


Pesquisadores americanos criam 30 bebês humanos geneticamente modificados

(NaturalNews) Pesquisadores de fertilidade dos Estados Unidos do Institute for Reproductive Medicine and Science of Saint Barnabas, em Nova Jersey criaram 30 bebês saudáveis ​​que foram geneticamente alterados. (!!!!)

Foi confirmado que duas dessas crianças têm o DNA de três pais (!!!!!!). Os bebês foram criados quando as mulheres fizeram tratamento para infertilidade pelo professor Jacques Cohen e sua equipe. Seus óvulos tinham defeitos em estruturas minúsculas em suas células chamadas mitocôndrias. Os cientistas obtiveram mitocôndrias a partir de óvulos doados, e inseriram estes óvulos, bem como o DNA de células de esperma.

As mitocôndrias contêm DNA e, portanto, introduziram o DNA do doador para dentro do óvulo. Os bebês vão agora passar essa mudança genética para seus filhos quando se reproduzirem. Professor Cohen é considerado um pioneiro polêmico, mas brilhante, no mundo da medicina reprodutiva. Seu trabalho em ajudar os casais inférteis resultou em avanços na capacidade de ajudar homens inférteis têm a sua própria descendência, através da inserção de material genético do esperma em óvulos de modo que esperma de um doador não é necessário.

No entanto, muitos entendem que alguns aspectos de sua pesquisa, e algumas de suas iniciativas, são um passo longe demais, como a alegação de que ele poderia clonar crianças.

Alteração inútil e perigosa

Lord Winston, do Hospital Hammersmith, em West London, disse à BBC ontem: "Quanto ao tratamento da infertilidade, não há evidências de que esta técnica valha a pena de ser realizada... Estou muito surpreso que ele tenha feito algo assim nesta fase do processo. Ele certamente não teria permissão para fazer algo assim aqui na Grã-Bretanha”.

Um porta-voz da Fertilização e Embriologia Humana (HFEA) concordou que, devido à possibilidade de alterar a linha germinal humana, que não iria licenciar a técnica na Grã-Bretanha. No entanto, as regras menos rígidas sobre o tratamento de fertilização em outros países significa que este tipo de tecnologia pode permitir modificações no conjunto de genes em todo o mundo. Enquanto estes são os primeiros bebês "saudáveis" que foram geneticamente modificadas, os efeitos a longo prazo de mudança de DNA a partir de três pais não é conhecida. A técnica utilizada poderia permitir que os pais de uma criança possam escolher um terceiro pai, com características que eles desejem que seus filhos tenham, como ser mais alto(!!!!), e abriria todo um debate sobre a ética para design de bebês.

Como espécie, temos que ter muito cuidado para que as nossas invenções, como esta técnica, não venha a causar danos aos genes dos nossos futuros descendentes.

Aqui, o artigo original em inglês...
Bem amigos, eu já falei um pouco aqui no BLOG, bem por cima, sobre transhumanismo...
Assunto que em breve vai dominar as questões sobre a busca do homem por vida eterna...
Bem, esta experiência genética é apenas a ponta do iceberg.
Não tenha ilusão...
Para divulgarem este tipo de informação, agora, é por que já existem centenas... ou mesmo milhares de experiências em outros países menos controlados...

Até por que precisam de milhares de experimentos para algo assim "dar certo"...
Lembra da Dolly?
Imagine então as que deram errado...
Seres gerados que nem mesmo há condições de saber se são humanos...
Já assistiu Hollywood nos avisando sobre coisas assim?
Bem, se a publicação deste tipo de experiência não nos mostra o quão longe já fomos...
O quão perto de uma sociedade do fim do mundo chegamos...
Não sei mais o que vai sensibilizar alguém...
Você está sensibilizado?

Veja os sinais!

SHALOM!

Haroldo Maranhão




Um comentário:

  1. Olá Haroldo, paz !
    Os recentes filmes "PROMETHEUS" e "AMAZING SPIDER-MAN" estariam fazendo uma espécie de "propaganda" ou preparação mental para nos acostumarmos com as "incríveis" possibilidades vinculadas a alteração genética ?

    No filme "spider-man", existe até mesmo uma frase dita pelo chefe do laboratório de pesquisa genética refrindo-se a divulgar ao público apenas como "vacina para gripe".

    Ring any bells ?

    Um abraço

    Pr. Walter

    ResponderExcluir