sexta-feira, 2 de setembro de 2011

SARKOZY, A UNIÃO EUROPÉIA E ISRAEL...

Confesso que nunca entendi por que a União Européia decidiu usar a figura de uma mulher vestida de escarlata montada em uma besta como uma imagem institucional da Europa reunida.
Ou entendi?
Esta mesma imagem foi usada para fixar o conceito na capa da Revista Der Spiegel, em sua edição de Maio de 2000.
Por que acho esta imagem perturbadora?
Por que com tantos símbolos disponíveis, com tantos animais disponíveis, com tantas cores disponíveis, decidiram usar justamente uma imagem bíblica.
Profética.
Apocalíptica!
Apocalipse 17:4 A mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada de ouro, pedras preciosas e pérolas; e tinha na mão um cálice de ouro, cheio das abominações, e da imundícia da prostituição; 5 e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra. 6 E vi que a mulher estava embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Jesus. Quando a vi, maravilhei-me com grande admiração.
De alguma forma, estão profetizando que fazem parte deste sistema da Babilônia.
Não quero aqui entrar mais profundamente na questão da Babilônia, mas apenas, por hoje, na questão de que a Europa em sua "União Européia", um provável Império Romano redivivo, faz, sim, parte de um sistema.
Que será julgado.
Que já foi julgado.
Por que, em Nome de Jesus, já caiu a Grande Babilônia.
Mas isso é uma questão de tempo.
Vamos ver seu cumprimento em breve.
Mas por que a Europa?
E o que tem a ver com Israel?
E Sarkozy?
Bem, como já disse aqui , neste mês de Setembro teremos a 66º Assembléia das Nações Unidas.
Um dos temas principais será a questão do Estado Palestino sendo estabelecido, obrigando Israel a retornar a suas fronteiras anteriores a 1967 e, além disso, Jerusalém dividida ao meio para abrigar a capital de Israel e também, a capital do Estado Palestino.
Vários países como a China, a maioria óbvia do Oriente Médio, vários países da América Latina incluindo o Brasil, já declararam apoio ao estabelecimento do Estado Palestino.
Mas para este BÇOG, e para você acompanhar os próximos movimentos quanto a Europa, Sarkozy fez declarações importantes quarta feira última, repercutidas ontem, quinta feira, no jornal Jerusalém Post, que a Europa tem que ter a sua voz ouvida neste momento.
Como uma única voz!
Que o papel dos Estados Unidos é importante, mas que uma Europa forte é fundamental neste momento.
Os 27 Estados membros da União Européia devem se manifestar em bloco, disse ele, na abertura de uma reunião anual dos embaixadores da França.
E Caterine Ashton, Secretária de Assuntos Exteriores, que assumiu a cadeira que já foi de Javier Solana (também considerado um dos "candidatos" a um papel de líder mundial de plantão - será que volta no lugar de Ashton?), vai promover uma reunião para conversas informais nesta terça feira, dia 2 de Setembro, com os ministros de relações exteriores dos países membros.
O objetivo é conseguir esta posição em bloco, embora, até agora, estes países prefiram aguardar para ter contato com o texto final que será votado na Assembléia do dia 20.
O que isso tem a ver com este BLOG?
Tem a ver, como já falei que, com este movimento tão forte, em bloco da Europa, aumenta a pressão para a decisão que será tomada na Assembléia.
Se as Nações Unidas aprovarem esta decisão, que parece, cada dia mais, que já foi tomada pela maioria, vão deixar Israel "isolado" do mundo.
Não sou especialista, mas acho muito difícil Israel aceitar pacificamente uma decisão como esta, de diminuir seu tamanho e dividir sua capital, Jerusalém, ao meio.
E, em algum tempo, vão perceber que a terra do Senhor ao meio, será um grande erro:
Joel 3:1 Pois eis que naqueles dias, e naquele tempo, em que eu restaurar os exilados de Judá e de Jerusalém, 2 congregarei todas as nações, e as farei descer ao vale de Jeosafá; e ali com elas entrarei em juízo, por causa do meu povo, e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre as nações; repartiram a minha terra.
Acho, portanto, que esta decisão vai precipitar este cenário predito pelo Senhor.
Acho que o mundo vai se voltar contra Israel que não vai aceitar uma decisão como essa.
Acho que, ao se sentir isolado, Israel vai precisar desesperadamente de alguém que defenda sua causa.
E creio que um líder mundial e carismático poderá se levantar neste momento.
Propondo um acordo de paz para a região.
Usando de uma sabedoria fora do convencional.
Tão convencional que será considerado, por Israel, como o próprio Messias!
E por muitos outros, como o líder que o mundo precisava...
Na verdade, um deus... ou um filho dos deuses.
Que depois, trairá Israel, cessando a oferda de manjares.
Quebrando este acordo.
Liderando uma tentativa de destruir Israel ao fim, que será impedida pelo próprio Deus.
Zacarias 12:1 A palavra do Senhor acerca de Israel: Fala o Senhor, o que estendeu o céu, e que lançou os alicerces da terra e que formou o espírito do homem dentro dele. 2 Eis que eu farei de Jerusalém um copo de atordoamento para todos os povos em redor, e também para Judá, durante o cerco contra Jerusalém. 3 Naquele dia farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a erguerem, serão gravemente feridos. E ajuntar-se-ão contra ela todas as nações da terra. 4 Naquele dia, diz o Senhor, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles. Mas sobre a casa de Judá abrirei os meus olhos, e ferirei de cegueira todos os cavalos dos povos. 5 Então os chefes de Judá dirão no seu coração: Os habitantes de Jerusalém são a minha força no Senhor dos exércitos, seu Deus. 6 Naquele dia porei os chefes de Judá como um braseiro ardente no meio de lenha, e como um facho entre gavelas; e eles devorarão à direita e à esquerda a todos os povos em redor; e Jerusalém será habitada outra vez no seu próprio lugar, mesmo em Jerusalém. 7 Também o Senhor salvará primeiro as tendas de Judá, para que a glória da casa de Davi e a glória dos habitantes de Jerusalém não se engrandeçam sobre Judá. 8 Naquele dia o Senhor defenderá os habitantes de Jerusalém, de sorte que o mais fraco dentre eles naquele dia será como Davi, e a casa de Davi será como Deus, como o anjo do Senhor diante deles. 9 E naquele dia, tratarei de destruir todas as nações que vierem contra Jerusalem.
Bem, é impressionante a precisão da profecia bíblica.
A sabedoria do Senhor.
Quem pode compreender a Sua Mente?
O Seu poder?
A autoridade da Sua própria Palavra?
Cumprida fielmente, por aqueles que nem mesmo O conhecem?
Nem conhecem a Sua Palavra?
Que servem outros deuses?
A verdade é uma só: O Senhor reina!
Aleluia.
Mas quanto a nós, vamos assistindo ao desenrolar da história, segundo o que Ele registrou por Seus profetas.
O que Setembro nos reserva?
Vamos aguardar.
Acompanhar os noticiários.
Vigiar e orar, como nunca.
Deus abençoe.

SHALOM

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário