terça-feira, 30 de agosto de 2011

OS EDIFICADORES E A PEDRA DE ESQUINA - UMA PARÁBOLA


Existem ao longo da história pessoas que trabalham como edificadores.
E os edificadores mais bem sucedidos sempre trabalham de uma forma bastante organizada.
Cada nível hierárquico da estrutura trabalha de forma autônoma, mas sempre subordinada.
Cumpre todos os desígnios estabelecidos pelos superiores, mas. normalmente, desconhece o todo da obra.
Para isso, conhecer o todo, é necessário subir na estrutura.
Enquanto isso, cada um trabalha em seu nível.
Sabe exclusivamente tudo o que faz parte de sua atribuição atual, e transfere parte do que sabe aos seus subordinados.
A parte que lhe convém passar, e a que convém, aos subordinados, saber.
Assim é aferida a sua competência na estrutura.
Em sua capacidade de preservar segredos e em obter os resultados esperados, conforme sua responsabilidade.
Os subordinados de todos os níveis saberão quase tudo do todo, parte do todo ou quase nada do todo que está sob sua responsabilidade.
Conforme seu nível de conhecimento.
Os que forem mais capazes, que tiverem potencial para serem recrutados e promovidos, saberão mais dos segredos de níveis superiores.
E assim, todos trabalham juntos para esta construção.
Seja ela de governo ou de mercado.
Seja este mercado de extração de bens primários, serviços, entretenimento, tecnologia, religião...
Qualquer que seja o segmento, esta mesma estratificação se reproduz.
E todas se sobrepõem, pois, embora nem todos saibam, edificam a mesma obra.
Cada um no seu quadrado...
Como um tabuleiro.
Todos edificando o que se convencionou chamar de pirâmide!
Interessante figura geométrica...
Perceba que todos os indicadores, de tudo o que diz respeito à nossa sociedade, é sempre apresentado em gráficos que, predominantemente apresentam uma pirâmide.
Pirâmide econômica, social, de mercado, de governo, populacional...
Coincidência?
E nunca é possível o acesso ao real topo desta pirâmide.
Os que habitam ou trafegam ali são quase sempre pessoas sem rosto.
Ou rostos conhecidos, embora quando conhecidos, dissociados de sua posição real.
Em alguns casos, podemos até conhecer o presidente da companhia, mas não conhecemos os controladores.
Em outros, podemos conhecer os controladores, mas não os investidores.
O Conselho.
O que quer que seja.
Na perspectiva da maioria, sempre fica faltando alguém.
O topo da pirâmide em muitos casos parece até mesmo um lugar vago.
Muitos até mesmo tem uma denominação interessante: "Entidade" controladora!
Parece também, em muitos casos, um lugar que está sendo preparado para aguardar alguém que se assentará no topo dela.
Prosseguindo, os dominadores passam apenas parte do que sabem aos subdominadores por um motivo.
Por que, como sabemos, informação é controle.
Conhecimento é controle!
Interessante constatar que ao perceberem a obra que está em curso, muitos líderes ou pessoas influentes de outros segmentos, até então alheios a esta construção, passam a desejar fazer parte desta obra.
Alguns, por sua competência fora do edifício acabam mesmo por serem recrutados antes de conhecê-la.
Outros, por esbarrarem em paredes ou sombras do edifício, buscam uma oportunidade para participar.
Talvez, por este motivo, até mesmo líderes evangélicos, que não sabem realmente quem são.
Que neste caso, com certeza, não têm nem mesmo certeza de quem Deus é.
Que talvez, nem mesmo creiam em Deus...
E nem mesmo conheçam a Jesus.
Ou conheçam... mas não querem.
Estes portanto, infelizmente, sabem quem são realmente.
Deliberadamente.
E muitos destes também passam a desejar fazer parte da construção deste edifício.
O edifício errado...
Trazendo consigo os seus trabalhadores...
Enganados ou não, da mesma forma.
Pensando nesta construção, podemos analisar melhor o que acontece à nossa volta.
Vemos, por exemplo,que o mercado tem comprado ao longo do tempo, cada vez mais, os denominados "mercados futuros".
O futuro sendo vendido a valor presente.
Importa cada vez mais realizar os lucros hoje.
Provavelmente para pagar o que precisa ser pago, hoje.
Por que amanhã pode não interessar mais...
O que precisaria ser pago hoje,com tanta urgência?
Não sou economista nem abalizado para comentar sobre isso.
Apenas um observador isento.
E percebo que, por exemplo, as Copas do Mundo de 2018 e 2022 já foram vendidas!
Um exemplo simples... quase tolo.
Campeonatos futuros.
Olimpíadas futuras...
Direitos de televisão.
Contratos comerciais.
Agendas futuras.
Ouro futuro.
Dólar futuro.
Índices futuros...
Penso no auge da minha falta de conhecimento sobre o tema...
Qual a necessidade REAL de se fazer isso?
Por que precisamos nos acostumar com venda do futuro?
Por que precisamos comprar e vender eventos e contratos com tantos anos de antecedência?
Se há um longo futuro adiante de nós, para se edificar a pirâmide da humanidade, qual a urgência?
Qual a emergência?
A não ser que os controladores precisem acelerar os processos por que existe uma data limite para a entrega desta obra que apenas eles conhecem...
Parcialmente...
E esta data faz com que os controladores tomem medidas aparentemente incompreensíveis...
Pelo menos aos meus olhos simplistas e leigos...
Se o mercado continuar a se globalizar e verticalizar nos níveis e velocidade que estamos vendo, em algum lugar no futuro, em breve, teremos pouquíssimas pessoas, proporcionalmente, trabalhando em pouquíssimas mega corporações.
Tantas fusões e aquisições.
Incorporações.
Isso vai gerar, aparentemente, gigantescas massas de desempregados globais.
Como já começamos a ver.
Desempregados que não terão renda para comprar os produtos e serviços produzidos por estas gigantescas corporações.
Qual é a lógica?
Massas gigantescas de pessoas que vão se tornar dependentes, talvez, dos programas sociais dos governos.
Ou dependentes, talvez, dos programas sociais Do governo.
Ou talvez, pior, nem mais estejam necessitando destes programas sociais...
Principalmente se a data limite, conhecida pelos controladores, incluir informações sobre alguma suposta destruição em larga escala.
A chegada de um corpo celeste, em determinada data.
Transformações geológicas. Atmosféricas. Climáticas. Vulcânicas.
Celestiais. Cósmicas.
Espirituais.
Que venha, justamente, a produzir redução populacional em larga escala.
Para um número de pessoas próximo do descrito nas Pedras da Georgia.
Neste caso, é absolutamente necessário vender o futuro para comprar o presente, mesmo que com algum deságio.
E será um ótimo negócio ter vendido este futuro atual, pois, talvez, para muitos, não haverá futuro.
Portanto, para outros será ótimo ter vendido, e ter recebido a valor presente.
Mesmo que com  deságio...
E será importantíssimo, enquanto isso, manter todos trabalhando para produzir as riquezas, para desenvolver e adquirir as novas tecnologias que permitirão fazer que o futuro continue para muitos, não para todos.
Nanotecnologia. Telecomunicações wireless. Reposição de membros de corpos humanos. Implantes. Alimentos geneticamente modificados. Medicamentos de última geração. Seres humanos geneticamente modificados. "Aperfeiçoados" para viverem uma vida eterna artificial...
Tecnologia para controle.
Para cumprir esta agenda, importa que as lógicas que governam o mercado de forma geral e pública, incluindo sua legislação, tenha informações ocultas escondidas em seus processos.
Conhecidas por bem poucos.
E importa que todos os que trabalham, estejam trabalhando felizes.
Mas bastante ocupados.
Sobrecarregados.
Vida de gado.
E os desempregados, sob controle.
Seja por programas sociais.
Seja pela opressão.
Seja pela distração.
Todos os que não fazem parte, devem estar sob controle.
Pelo entretenimento.
Pela alienação.
Pela cultura.
Por Hollywood.
Pela TV.
Pela TV a cabo.
Pelos videogames.
Pelas artes.
Pelo futebol.
Pelo álcool.
Pelas drogas.
Pelo cocaína.
Pelo crack.
Pela prostituição.
Pela religião.
Pela política.
Qualquer que seja a forma que os escravize e vicie.
Que os impeça de pensar.
Que ocupe todo o seu tempo.
Que ocupe todo o seu pensamento.
Que os impeça de olhar a sua volta.
Que os impeça de entender realmente o que está a sua volta.
Até que seja tarde.
Até que a pirâmide esteja pronta.
Ou melhor, na verdade, quando pronta, incompleta.
Até que chegue o dia.
O dia da revelação do conhecimento que os níveis superiores esconderam por centenas de anos.
O dia da revelação do conhecimento parcial que os níveis imediatamente abaixo conheciam há décadas.
O dia da revelação do conhecimento que os níveis mais inferiores nunca ouviram falar.
E quando ficarem sabendo, será tarde.
Será também o dia da revelação do topo da pirâmide.
Do olho que desejaria tudo ver, mas que não vê.
Pois, em pouco tempo, será sucedido pelo Dia da Revelação dAquele que TUDO vê.
Que TUDO sabe.
Que TUDO pode.
E estes dias estão chegando...
O dia da separação entre a salvação falsa e A Verdadeira e Única!
O dia em que os Verdadeiros Trabalhadores, devidamente contratados, receberão seu pagamento!
O dia em que os Trabalhadores da Última Hora, entre os quais anseio muito ser incluído, receberão seu pagamento.
Das mãos Do Verdadeiro Contratador.
Do Verdadeiro Dono da Vinha.
Do VERDADEIRO CRIADOR DO UNIVERSO!
O ÚNICO DEUS, SALVADOR.
ATRAVÉS DA VIDA DE JESUS, O CRISTO, O SENHOR.
EDIFICADOR ATRAVÉS DA PEDRA QUE ESTES CONSTRUTORES REJEITARAM, MAS A QUAL ELE FEZ SENHOR E CRISTO!
A Pedra de Esquina.
A Rocha que, sem auxílio de mãos humanas, destrói os falsos reinos, e estabelece o SEU VERDADEIRO E ETERNO REINO.
Que nunca mais terá fim...
Bem, este dia se aproxima.
E é muito importante você entender claramente para quem trabalha.
Ninguém pode servir a dois senhores.
O joio é muito parecido com o trigo.
O falso sistema tem muita inteligência no sistema de sua edificação.
Uma pirâmide bastante inteligente está sendo edificada.
Veja que até mesmo as comunicações institucionais estão publicando informações se declarando “compliance”, como no "bug do milênio".
Perceba quantas logomarcas com mensagens subliminares estão aparecendo nas comunicações institucionais...
Como que anunciando que estão prontas.
Controladas.
Edificadas...
Diante de nossos olhos...
Você não consegue ver?
Abra bem os seus olhos!

Leia a Bíblia! (Como nunca leu!)

Veja os Sinais... (Eles estão cada vez mais expostos...)

SHALOM! (Cada vez mais, precisamos...)

Haroldo Maranhão

Um comentário:

  1. Um dos mais apocalípticos que já li. Parabéns!

    Que Deus continue a lhe dar a sabedoria e a graça necessárias para levar a mensagem de Cristo nestes últimos dias.

    Shalom

    ResponderExcluir