segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A APOSTASIA E O IBGE


Bem amigos,
A apostasia predita na Palavra para os últimos dias, vem sendo sentida em nosso meio.
Em meus contatos diários com toda a sorte de pessoas, percebo, cada vez mais, um desencanto com uma série de questões ligadas à igreja local.
E, por isso mesmo, vejo um forte desejo de "ser livre"!
Sem igreja, sem pastor, sem regras, sem ter que lidar com os irmãos complicados, sem ter que contribuir, sem ter que ter horários nem compromissos.
Um evangelho genérico, do "eu sozinho".
Em casa.
"Do meu jeito".
"Eu e Deus"...
Uma distorção do conceito verdadeiro de que o "Reino é maior que a igreja", que leva muitos a não fazerem parte da igreja local, por que "fazem parte da igreja invisível".
Do Reino de Deus.
De um sistema "sem placa".
Lindo na tese.
Sutil no engano.
Perverso nos resultados.
Pessoas que não se submetem, que trocam de líderes como trocam de camisa.
Descompromissados.
Vivendo uma vida claudicante, abraçando o mundo, mas permanecendo, supostamente, em Jesus.
Fundamentando suas decisões não no que a Bíblia diz, mas no que "senti em meu coração", e, pior, "Deus me falou"...
Seria muito interessante saber que Deus fala algo no coração que é contrário à Sua Palavra...
Muitos caem neste engano por que não conhecem a Bíblia.
Aliás, muitos destes não lêem a Bíblia regularmente.
Na verdade, muitos nunca leram a Bíblia.
Pior, muitos ouviram alguém pregando uma heresia, e, por não checarem na Palavra, foram enganados...
Querem apenas que alguém ore por elas.
Que alguém lhe imponha as mãos...
Que lhes ministrem "a unção", e, sem ter qualquer trabalho, qualquer esforço, qualquer dedicação, qualquer compromisso...
Recebam tudo o que precisam apenas através de uma ministração de poder.
Não que eu não creia nesta ministração de poder.
Creio, recebo, ministro.
Vivo.
Mas sei que "apenas" isso não faz diferença.
Tem que haver mudança de vida.
Arrependimento.
Transformação.
Consagração.
Santidade.
Palavra.
Vida no Espírito!
Mas, nos últimos tempos, tenho visto esta migração acontecer...
Antes lentamente.
De uma maneira quase imperceptível.
Mas agora, nos últimos tempos, de uma forma mais acelerada, diante de nossos olhos.
Pessoas buscando um outro evangelho.
O que prega: seja feliz, seja vitorioso, seja abençoado, fique rico, viva a vida, venha para nós, seja um "sócio contribuinte", pague seu "carnê" em dia e receba as bênçãos de Deus.
E a pessoa se torna um número estatístico, perdida na multidão do ministério.
E ninguém a pastoreia, ama, suporta, mas também exorta, corrige e repreende.
Os cristãos da nova era tornam-se apenas "clientes de um Deus de balcão".
Na verdade, quase que nem precisam ir pessoalmente.
Podem receber pela TV e pela internet...
No conforto do lar.
Consomem serviços espirituais, sem qualquer compromisso de dar e receber.
Por que, na verdade, querem apenas receber.
Ou frequentam reuniões mais espaçadas, em que precisam "apenas" ir.
E, claro, quando não recebem o que gostariam, mudam de fornecedor.
Afinal, o "freguês" tem sempre razão...
Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta.
E em breve, será criado o "código de defesa do consumidor gospel"...
E...o que eu já observava em meu "microcosmo", agora foi medido pelo próprio IBGE, e, talvez, quando sair o resultado do Censo de 2010, seja ainda pior...
Crescendo dia a dia.
O evangélico sem igreja fixa.
Talvez. algo como crente não praticante!!!
Misericórdia.
Foi exatamente isso o eu que li agora há pouco no UOL, em link para a Folha de São Paulo.
Aqui e aqui.
E esta é uma marca importante dos últimos dias.
A apostasia!
Conforme já tinha inclusive escrito aqui, que o amor de muitos vai esfriar nos últimos dias...
Texto este que se tornou o sétimo post mais lido neste ano e meio que estou por aqui.
Bem, querido, esta é uma tragédia contemporânea.
Mas também, uma marca clara de que estamos nos últimos dias.
Venho aqui para fortalecer sua vida.
Para exortar, se me permite.
Para encorajar, se me for possível, pela graça de Deus.
Para profetizar que você seja dos que "perseveram".
Fique firme em sua igreja local.
Faça parte.
Leia a Bíblia.
Ouça os pastores,  apóstolos e líderes que Deus levantou sobre sua vida.
Abençoe e influencie outras pessoas.
Não fique em casa, mas saia para congregar.
Faça parte.
Envolva-se.
Seja frutífero, faça a diferença, ajude a fortalecer os que fraquejam...
Faça isso por que agora falta tão pouco em nossa corrida...
Estamos quase chegando...
Não permita que o diabo o leve para fora, para que, ao se esfriar, você seja uma presa mais fácil.
Em Nome de Jesus, não fique de fora do arrebatamento da Noiva.
(Recomendo que você leia o texto no blog o meu pastor, Apóstolo Arles, sobre o sistema de casamento judaico que inspira a forma como Jesus vem buscar Sua Noiva, clicando aqui.)
Não queira conhecer o anticristo nem o seu sistema.
Seja achado digno de escapar das coisas que virão.
Deus abençoe sua  vida.
Deus o fortaleça.

Veja os sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário