domingo, 22 de maio de 2011

21 DE MAIO PASSOU... E VEIO UM NOVO DIA!


E amanheceu o dia 21 de maio...
E já se foi.
Percorreu de forma absolutamente normal, como já se esperava.
Como eu falei aqui, não seria nesta data.
Publiquei isso em 7 de fevereiro e depois em 7 de abril, e finalmente, em 19 de maio.
Teria sido muito bom, se fosse verdade...
Mas ainda não era o tempo de Deus.
E assim, iniciamos um novo dia...
Ou não?
Muitas pessoas ao redor do mundo festejam.
Respiram aliviados...
Outros zombam.
Escancaradamente.
Piadas, claro.
Escarnecem diante do Senhor...
Nada aconteceu!
Por incrível que pareça, o mesmo acontece em muitas "igrejas evangélicas".
Das virgens loucas.
De Laodicéia.
Dos servos negligentes.
Afinal, ainda há tempo para "curtir a vida" e aguardar o momento de ser "surpreendido" em um futuro distante.
Sim, ainda há tempo...
Para enterrar os pais.
Para comprar um campo.
Para testar um carro novo.
Para sapatos novos.
Para viagens.
Para casamentos...
Tudo lícito, sim.
Claro que sim.
Afinal, "ninguém sabe o dia nem a hora".
E o erro teológico ganha força.
E a má compreensão das palavras de Jesus aumenta.
Se fortalece nos corações.
Melhor não andar na luz.
Melhor andar em trevas.
Para não saber o dia.
Portanto, temos um novo tempo agora, diante de nós.
Nada de ameaças de arrebatamento.
Nada de ameaças de fim do mundo...
Comamos e bebamos...
Pois amanhã não morreremos.
E a vida segue.
E o pecado cresce.
E a indiferença continua.
E o amor esfria...
E a apostasia vem!
E a misericórdia do Senhor se renovou mais um dia...
Até quando?

"Quando o Filho do Homem vier, porventura achará fé na Terra?"

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário