quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

ISRAEL, EGITO E O CENÁRIO PROFÉTICO

O impressionante movimento de um milhão de pessoas nas ruas do Egito aponta para o cumprimento de um cenário profético muito importante para os nossos dias.
O povo do Egito, ao clamar por uma real democracia e pelo fim da continuidade de um governo de 30 anos, põe lenha na fogueira do cenário dos últimos dias, ao  possibilitar uma mudança geopolítica regional que afeta Israel.
O Egito, um inimigo antigo, desde os tempos bíblicos, tornou-se um país amigo ao longo dos últimos anos.
Um longo tratado de paz, entre os dois países, e o alinhamento do Egito com os Estados Unidos, amigo de Israel de longa data, pelo menos até o governo de Obama, trouxeram paz naquela fronteira de ambos os países.
Entretanto, o risco de uma troca de governo com uma deposição de Mubarak, pode gerar um alinhamento com extremistas ligados ao mundo islâmico.
Se viermos a ter este cenário estabelecido veremos um aumento da tensão em toda a fronteira entre ambos os países, colocando Israel em uma situação política ainda mais delicada.
E profética!
Se além disso, a Jordania seguir pelo mesmo caminho, Israel estará literalmente cercado pelos seus inimigos por todos os lados, e espremido em direção ao mar.
Se este for o cenário final deste turbilhão de revolta no Oriente Médio, será um acontecimento profético impressionante!
Por que?
Por que estaremos vendo diante de nossos olhos o cumprimento de profecias literalmente!
Leia comigo:
Salmos 83:1 Ó Deus, não guardes silêncio; não te cales nem fiques impassível, ó Deus. 2 Pois eis que teus inimigos se alvoroçam, e os que te odeiam levantam a cabeça. 3 Astutamente formam conselho contra o teu povo, e conspiram contra os teus protegidos. 4 Dizem eles: Vinde, e apaguemo-los para que não sejam nação, nem seja lembrado mais o nome de Israel. 5 Pois à uma se conluiam; aliam-se contra ti .
Sabe quais são as nações elencadas na profecia de Asafe relatada na Bíblia?
Salmo 83:6 as tendas de Edom e os ismaelitas, Moabe e os Hagarenos, 7 Gebal, Amom e Amaleque, e a Filístia com os habitantes de Tiro. 8 Também a Assíria se ligou a eles; eles são o braço forte dos filhos de Ló.
Vamos atualizar estas nações:
Edom, Ismaelitas, Moabe, Hagarenos e Amon todos se referem a área ocupada presentemente pela Jordania.
Gebal e Tiro refere ao atual Líbano (governo que o Hezbollah está tentando tomar).
A Assíria é a atual Síria, e a Filistia é a atual Faixa de Gaza (controlada pelo Hamas).
Por fim, Amaleque é o atual Egito!
Como você pode ver no mapa acima, todos estes territórios são vizinhos que fazem fronteira direta com Israel.
Da mesma forma, todos estes territórios são inimigos de Israel, exceto Egito e Jordania.
Se isso mudar agora...
Além disso, nos próximos dias, de 4 a 6 de fevereiro, ocorrerá a reunião do assim chamado Quarteto.
Este grupo formado por União Européia, Nações Unidas, Rússia e Estados Unidos promoverá mais uma rodada de negociações para ressuscitar negociação pela paz entre Israel e Palestinos.
A teunião em Munique terá como anfitriã a Chancer Angela Merkel, e terá a presença da Secretária de Estado Hillary Clinton, Ministro de Exterior Sergei Lavrov, pela União Européia Catherine Ashton e o Secretário Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon.
Claro, Mahmoud Abbas e Benjamin Netanyahu.
A discussão atual começou no ano passado, quando não chegaram ao acordo quanto a congelar a ocupação por assentamentos por 10 meses em Jerusalém.
Dado o impasse, esta reunião gera grande expectativa.
O que podemos esperar?
Uma divisão de Jerusalém para termos a capital do Estado Palestino, aprovado por diversas nações, incluindo o Brasil?
Um acordo que permita a reconstrução do Templo?
Nenhuma das anteriores?
O que sei é que nestas horas lembro de meu falecido pai.
Tantas coisas que ele lia e conhecia sobre o cenário profético, fariam com que ele estivesse com os olhos ligados em todos estes acontecimentos no Oriente Médio.
Estamos as portas de um isolamento de Israel, com os Estados Unidos, aliado de tantos anos lavando as mãos, caminhando para uma tensão geopolítica como nunca antes se viu.
Que fará, quando as coisas piorarem ainda mais, com que Israel levante seus olhos para os céus, buscando ajuda nAquele que é O Único que poderá salvá-lo com Seu Braço Forte!
O Senhor dos Exércitos, este é Seu Nome...
E este dia se aproxima, rapidamente.
Mas, de minha parte, neste dia, espero, estarei longe daqui...
Por que este será um cenário demais dentro da última semana de anos profética, qualquer que  seja sua posição quanto ao arrebatamento da Noiva.
Quanto a você, continuo com meu convite de sempre:
Leia sua Bíblia.
Veja os Sinais.

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário