domingo, 9 de janeiro de 2011

QUAL É A SUA CONFISSÃO?


O post de hoje é a palavra deste domingo, no culto da noite.
Fui compelido pelo Espírito Santo a publicar aqui.
Creio de coração, que será bênção na vida de muitos, em Nome de Jesus.
Eu também publiquei no outro BLOG que tenho com minha esposa, o Vinho Novo.
Que fala de transformação de relacionamentos através de uma transformação de vida.
Quando der, faça uma visita.


QUAL É A SUA CONFISSÃO?

TEXTO BASE:
I Timóteo 6:11 Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão. 12 Peleja a boa peleja da fé, apodera-te da vida eterna, para a qual foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. 13 Diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que perante Pôncio Pilatos deu o testemunho da boa confissão, exorto-te 14 a que guardes este mandamento sem mácula e irrepreensível até a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo; 15 a qual, no tempo próprio, manifestará o bem-aventurado e único soberano, Rei dos reis e Senhor dos senhores; 16 aquele que possui, ele só, a imortalidade, e habita em luz inacessível; a quem nenhum dos homens tem visto nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.
ESTAMOS TODOS DIANTE DE TESTEMUNHAS
Hebreus 12:1 Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, 2 fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.
Nós normalmente somos chamados a, pelo gozo, ou prazer, de uma satisfação pessoal imediata e momentânea, negociar o que somos ou o que cremos.
A conseqüência futura sempre é de dor durável.
Jesus para manter quem era, e seu propósito de vida, sem negociar nem uma vírgula, suportou a dor, o horrível sofrimento imediato da morte na cruz.
A conseqüência futura e eterna, para Ele, é prazer durável.
QUAL FOI A CONFISSÃO DE JESUS DIANTE DE PILATOS?
A trama, a fraude, a traição... enfim, tudo o que levou Jesus até Pilatos para ser condenado e crucificado, iniciou-se na casa de Anás, e em seguida, Caifás.
O sumo sacerdote dos judeus.
Subornaram testemunhas para que acusassem a Jesus de algo que O pudesse condenar de alguma forma, pela Lei.
As testemunhas não conseguiram.
Provavelmente, pelo fato de que a Autoridade de Jesus as constrangia.
Lembre que mesmo quando Judas chegou liderando um grupo de pessoas armadas para prender Jesus, quando Ele “apenas” declarou “sou eu – de fato, uma derivação da verdade EU SOU” - pelo poder de Sua Palavra, TODOS CAÍRAM NO CHÃO!!
João 18:3 Tendo, pois, Judas tomado a coorte e uns guardas da parte dos principais sacerdotes e fariseus, chegou ali com lanternas archotes e armas. 4 Sabendo, pois, Jesus tudo o que lhe havia de suceder, adiantou-se e perguntou-lhes: A quem buscais? 5 Responderam-lhe: A Jesus, o nazareno. Disse-lhes Jesus: Sou eu. E Judas, que o traía, também estava com eles. 6 Quando Jesus lhes disse: Sou eu, recuaram, e caíram por terra.
Ou seja, Jesus não precisava nem mesmo ser preso, se não quisesse, tamanho o Seu poder.
Muito menos ser condenado pelo testemunho de falsas testemunhas.
Mas na seqüência da conversa, por fim, Jesus mesmo Se condena pela verdade que diz:
Mat 26:63 Jesus, porém, guardava silêncio. E o sumo sacerdote disse- lhe: Conjuro-te pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho do Deus. 64 Respondeu-lhe Jesus: É como disseste; contudo vos digo que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu. 65 Então o sumo sacerdote rasgou as suas vestes, dizendo: Blasfemou; para que precisamos ainda de testemunhas? Eis que agora acabais de ouvir a sua blasfêmia.
Lucas 22:69 Mas desde agora estará assentado o Filho do homem à mão direita do poder de Deus. 70 Ao que perguntaram todos: Logo, tu és o Filho de Deus? Respondeu-lhes: Vós dizeis que eu sou. 71 Então disseram: Por que ainda temos necessidade de testemunho? pois nós mesmos o ouvimos da sua própria boca.
Por conta desta Sua declaração, auto condenatória pela Lei dos Judeus, Jesus foi por estes levado a Pilatos para que pudesse ser executado. Por estarem os Judeus debaixo do governo de Roma, não podiam executar ninguém pelas suas leis. Estavam sujeitos a Roma, e portanto, precisavam que Roma homologasse sua decisão pela lei romana.
Interessante que a denúncia que os judeus apresentaram a Pilatos para que Jesus fosse condenado foi que Ele era o Rei dos Judeus.
Em assim sendo, como apenas César reinava, deveria ser morto pela Lei Romana.
César, inclusive, se considerava um filho dos deuses... como alguém que aparecerá em nosso cenário político global, em breve...
Por ser esta declaração de suma importância, todos os evangelistas a registram:
Mateus 27:11 Jesus, pois, ficou em pé diante do governador; e este lhe perguntou: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: É como dizes.
Marcos 15:2 Pilatos lhe perguntou: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: É como dizes.
Lucas 23:3 Pilatos, pois, perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: É como dizes.
Jesus até mesmo interpela a Pilatos perguntando se este O considerava Rei dos Judeus, ou se tinha sido induzido a pensar nisso por outros.
E João, por que tinha acesso a casa do sumo sacerdote, tinha mais informações acerca deste diálogo:
João 18:33 Pilatos, pois, tornou a entrar no pretório, chamou a Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus? 34 Respondeu Jesus: Dizes isso de ti mesmo, ou foram outros que to disseram de mim? 35 Replicou Pilatos: Porventura sou eu judeu? O teu povo e os principais sacerdotes entregaram-te a mim; que fizeste? 36 Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; entretanto o meu reino não é daqui.
(Como já disse antes, Jesus não precisava nem mesmo ser preso pois tinha poder, autoridade e recursos para evitar. Os homens não o prenderam. Ele, deliberadamente Se entregou por amor a mim e a você. Mateus 26:53 Ou pensas tu que eu não poderia rogar a meu Pai, e que ele não me mandaria agora mesmo mais de doze legiões de anjos?)
37 Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz. 38 Perguntou-lhe Pilatos: Que é a verdade? E dito isto, de novo saiu a ter com os judeus, e disse-lhes: Não acho nele crime algum.
Quero deixar claro que não falo grego, nem entendo, mas gosto de pesquisar na ferramenta do STRONG, autoridade em grego e hebraico, que ajuda a aprofundar o conteúdo das palavras originais da Bíblia.
Assim, segundo este comentarista, a palavra traduzida para o grego, usada por Jesus ao dizer que veio dar testemunho, é a palavra martureo.
TESTEMUNHO: G3140 μαρτυρέω martureō De G3144; ser uma testemunha, ou seja, testificar (literalmente ou figuradamente): - carregar, dar [evidencia], gerar registro, ter (obter) bom (honesto) relatório, dar boa declaração de, testificar, dar (ter) testemunho, (ser, gerar, dar, obter) testemunho.
Desta palavra vem a palavra mártir, que significa alguém que morre ou sofre por sua palavra, por sua confissão, por sua causa, por seu ideal.
Ou seja, neste momento, SE JESUS NEGASSE QUEM ELE ERA, ELE TERIA SAÍDO LIVRE. PILATOS NÃO TERIA INSTRUMENTO LEGAL PARA CONDENÁ-LO. ELE MORREU POR SUA CONFISSÃO. ELE MORREU POR SEU TESTEMUNHO DA VERDADE.
Aqui Jesus fez a Sua confissão, referida por Paulo no texto que lemos inicialmente, que vou parafrasear abaixo:
Foi para isso que Eu nasci, que vim ao mundo.
Sim, sou Rei, mas não daqui.
Tenho outro Reino.
Mais alto que este.
Ao qual este se subordina.
E vim dar testemunho.
Vim buscar e salvar o que se havia perdido.
Ou seja, vim morrer por isso.
Vim pela Verdade.
Pilatos fica atemorizado com tudo o que está vendo. Mais ainda ao ouvir os judeus dizerem que Jesus se fez Filho de Deus.
E se fosse mesmo?
Então Pilatos pergunta a Jesus de onde Ele era...
João 19:7 Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei, e segundo esta lei ele deve morrer, porque se fez Filho de Deus. 8 Ora, Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou; 9 e entrando outra vez no pretório, perguntou a Jesus: Donde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta. 10 Disse-lhe, então, Pilatos: Não me respondes? não sabes que tenho autoridade para te soltar, e autoridade para te crucificar? 11 Respondeu-lhe Jesus: Nenhuma autoridade terias sobre mim, se de cima não te fora dado; por isso aquele que me entregou a ti, maior pecado tem. 12 Daí em diante Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamaram: Se soltares a este, não és amigo de César; todo aquele que se faz rei é contra César. 13 Pilatos, pois, quando ouviu isto, trouxe Jesus para fora e sentou-se no tribunal, no lugar chamado Pavimento, e em hebraico Gabatá. 14 Ora, era a preparação da páscoa, e cerca da hora sexta. E disse aos judeus: Eis o vosso rei. 15 Mas eles clamaram: Tira-o! tira-o! crucifica-o! Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso rei? responderam, os principais sacerdotes: Não temos rei, senão César. 16 Então lho entregou para ser crucificado.
Jesus fez uma declaração surpreendente aqui.
Deus estava na posição de Autoridade sobre tudo o que estava acontecendo.
Ele mesmo deu autoridade a Pilatos para que condenasse a Jesus.
TODA AUTORIDADE VEM DELE.
Todas cumprem o Seu propósito!
Mesmo as más...
Falei mais sobre isso em um post sobre as eleições do ano passado.
Jesus veio para morrer pelos nossos pecados.
E os judeus disseram que se Pilatos soltasse a Jesus seria inimigo de César.
Que eles não tinham Jesus como rei, mas sim César!
Que declaração triste e infeliz.
Que maldição.
E assim se fez.
Jesus foi condenado e morto.
E esta foi a sua CONDENAÇÃO, DESCRITA PARA FINS LEGAIS E PÚBLICOS:
João 19:19 E Pilatos escreveu também um título, e o colocou sobre a cruz; e nele estava escrito: JESUS O NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. 20 Muitos dos judeus, pois, leram este título; porque o lugar onde Jesus foi crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, latim e grego. 21 Diziam então a Pilatos os principais sacerdotes dos judeus: Não escrevas: O rei dos judeus; mas que ele disse: Sou rei dos judeus. 22 Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi.
Mas Jesus ressuscitou.
Subiu aos céus.
Está assentado a destra de Deus Pai.
E em breve voltará.
Ele que é O Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão.
Agora, é o nosso momento.
Qual é a nossa confissão?
Qual é o nosso testemunho? Martureo?
Quão firmes estamos em nossa confissão?
Quão abaláveis estamos na nossa confissão?
O que significa confissão?
Segundo o comentarista Strong, a origem grega veio a dar na palavra homologar.
G3670 ὁμολογέω homologeō De um composto da base de G3674 e G3056; assentir, ou seja, aliança, reconhecer; confirmar; admitir, confessar; atestar o recebimento de: - confessar (professar), confissão é feita, dar graças, prometer.
Portanto, confessar é concordar, entrar em aliança, reconhecer. Confirmar, admitir, e todas estas acima.
Homologar.
Veja os textos:
Hebreus 3:1 Pelo que, santos irmãos, participantes da vocação celestial, considerai o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus, 2 como ele foi fiel ao que o constituiu, assim como também o foi Moisés em toda a casa de Deus.
Hebreus 4:14 Tendo, portanto, um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou os céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
Hebreus 10:23 ... retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa;
QUAL PROMESSA?
Apocalipse 3:5 O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Se você e eu confessamos aqui, e vencermos, perseveramos na nossa confissão, Ele confessará nosso nome diante do Pai!
Ele, no exercício pleno de Sua Autoridade adquirida e constituída por Sua própria confissão e testemunho, exercerá um ato mais alto, de exomologeo, homologar com autoridade.
G1843 ἐξομολογέω exomologeō Reconhecer; confirmar; admitir, confessar; atestar o recebimento de ou (por implicação, assentir) concordar plenamente: - confessar, professar, prometer.
Ele confirmará que nossa confissão tem valor.
E o faz diante do Pai, o Reto Juiz.
I João 2:23 Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; aquele que confessa o Filho, tem também o Pai.
O último texto que quero ler consuma este entendimento. Está em Mateus e dividi em negrito, para que você possa acompanhar o sentido das palavras e ler meus comentários:
Mat 10:32 Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens,
Aqui, a palavra homologeo tem a preposição em. Se fossemos trazer para o português de uma forma mais precisa, seria uma confissão que trás descanso. Que nos põe em uma posição de descansar. Confiança.
G3670 ὁμολογέω homologeō Assentir, ou seja, aliança, reconhecer; confirmar; admitir, confessar; atestar o recebimento de: - confessar (professar), confissão é feita, dar graças, prometer.
G1722 ἐν em Uma preposição primária denotando ou fixando uma posição (em lugar, tempo ou estado), e (por implicação) instrumentalidade (mediando ou construtivamente), ou seja, uma RELAÇÃO DE DESCANSO
também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Aqui temos uma composição que trás Jesus para uma posição de tomar iniciativa. Forte. E de reciprocidade. Se você fez, eu faço da mesma forma.
G3670 ὁμολογέω homologeō Assentir, ou seja, aliança, reconhecer; confirmar; admitir, confessar; atestar o recebimento de: - confessar (professar), confissão é feita, dar graças, prometer.
G2504 κἀγώ, κἀμοί, κἀμέ kagō kamoi kame Na forma dativa e acusativa; de G2532 e G1473; e (ou também, mesmo) Eu, (para) mim: - (e até mesmo) Eu (também, da mesma forma), ambos, eu também.
Mat 10:33 Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.
A mesma palavra foi usada.
Negar.
G720 ἀρνέομαι arneomai Contradizer, ou seja, negar, repudiar; desaprovar; desautorizar, condenar, rejeitar, renegar: - negar, rejeitar.
Agora chego ao ponto mais importante deste texto.
Minha pergunta é:
Qual é a sua confissão?
Você vive de acordo com ela?
Você seria capaz de morrer por ela?
Ou ainda... aliviando... perder amigos por ela?
Perder popularidade? Ser ridicularizado? Humilhado?
Manter a confissão significa que Jesus confessará seu nome diante do Pai.
Negar a confissão, significa negar a Jesus. E ele negará seu nome diante do Pai.
A escolha é sua.
Ainda há tempo.
Leia a Bíblia.

Veja os Sinais.

SHALOM

Haroldo Maranhão

Aproveitando!
Visite o site da igreja...
Aqui, você vai encontrar o áudio de ministrações minhas, em 5 partes sobre o Apocalipse.
Você poderá também baixar um pdf com as minhas anotações, gratuitamente.
É necessário apenas acessar aqui...
Além das minhas ministrações vai encontrar de outros pastores da igreja, e do Apóstolo.
Deus abençoe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário