quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

COMO CLONAR UM MAMUTE...

Está em curso um experimento científico para se clonar um mamute.
Que será gestado por uma fêmea do elefante africano, o ser biologicamente mais próximo.
Embora isso já tenha sido tentado algumas vezes nos últimos anos, a partir de mamutes encontrados completamente congelados na região da Sibéria, esta experiência é a que está em foco hoje.
Os responsáveis, liderados pelo cientista japonês Akira Iritani, Professor da Universidade de Kyoto, esperam ter um mamute filhote "nos braços" até o ano de 2016.
Esta tentativa para mim, é emblémática de um momento em que os cientistas têm rompido barreiras rumo ao desconhecido como nunca antes.
Não importando aqui, se serão bem sucedidos ou não.
O que importa é um conjunto de situações e iniciativas.
Isso está acontecendo no CERN, ao tentar reproduzir o suposto Big Bang, que, segundo a Bíblia não aconteceu da forma como eles acreditam... portanto, em relação à revelação de Deus, estão mexendo com algo que não sabem, embora acreditem que sabem.
Ou não?
Enfim, de acordo com a Palavra de Deus, estão no caminho errado.
Tratei do CERN também em um post anterior.
Isso acontece nas manipulações genéticas de embriões, nas manipulações de sementes e alimentos transgênicos, em experimentos como este, de clonagem de animais extintos e outras.
Será que no futuro teremos também soldados modificados geneticamente?
Seria o objetivo militar, também?
Ou apenas?
E, por que não falar sobre bactérias que foram congeladas há milhares(?) de anos sobre as quais não se sabe nada.
E se ao manipularem tais bactérias liberarem doenças desconhecidas do nosso tempo?
Sem querer?
As pestes descritas no livro de Apocalipse, que dizimarão um terço da humanidade?
Estariam eles enganados fazendo experimentos supondo ter certeza do que vão encontrar?
E se não souberem tudo o que envolve o que tentam fazer, até por que seria impossível saberem antes?
Mas... e se pensarem que sabem?
E se estiverem alguns deles deliberadamente mexendo em coisas proibidas por Deus, inspirados por alguém ou algo?
Para encontrar algo desejável para alguém ou algo?
Bem, os avanços científicos bem sucedidos são publicados em revistas especializadas, e na grande mídia manipulada.
Trazem bem estar e conforto para a humanidade.
Ganham prêmios.
Afetam nossas vidas para o bem.
Os mal sucedidos, nem ficaremos sabendo, por que não foram publicados.
Servem apenas de inspiração para filmes de terror/ficção científica de Hollywood.
Talvez possam até mesmo afetar nossas vidas para o mal...
Ficaremos sabendo?
Para exemplificar, você que tem um pouco mais de idade, lembra da Dolly, simpática ovelinha (interessante a escolha não?) clonada.
O primeiro sucesso da ciência em clonagem de animais.


Mas... e os resultados das dezenas de tentativas que deram errado?
Geraram o que?
Estão aonde?
Portanto, se forem bem sucedidos ao clonarem mamutes, não tenha dúvidas, tentarão outros animais extintos.
O Jurassic Park é aqui...
Eu pergunto: por que não clonar pessoas estratégicas de tempos antigos, como por exemplo, faraós egípcios mumificados ou pessoas congeladas de quem se possa extrair um DNA perservado?
Ou alguém da Babilônia?
E mais.
Somente aqui no Brasil existem 8.000 embriões humanos congelados, que não foram utilizados por seus  responsáveis biológicos.
O que será deles?
São pessoas?
São o que?
Matéria prima para mais experimentos genéticos em que os que manipulam não sabem o que fazer em situações como estas... que não foram previstas?
Ou apenas "lixo" biológico?
Não tenha dúvidas.
Muitas coisas que nem sabemos ou imaginamos podem estar acontecendo ainda hoje, em oculto.
Claro está, falo do risco deste conhecimento nas mãos de pessoas inescrupulosas.
Meu ponto é que hoje estão acontecendo mais coisas no que cientificamente se denomina transhumanismo do que sabemos e podemos imaginar.
O que seria isso?
Um portal?
Para a volta dos nephilins?

Veja os sinais...

SHALOM

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário