quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O DINHEIRO DE JESUS (última parte)


Bom, se você leu a primeira parte, e voltou para ler a segunda, das duas uma:
Ou você acha que eu tenho uma certa razão no que digo, e quer saber qual a segunda parte...
Ou me acha um herege, e quer saber até onde eu posso ir com esta idéia diferente.
De qualquer forma, qualquer que seja o seu motivo, agradeço pelo seu retorno.
De minha parte, creio que tenho fundamento no que digo, e quero compartilhar com você, para que você decida.
Mas, confesso que quando converso com pessoas nos dias de hoje, que se dizem cristãs, ou melhor que crêem em Jesus como Salvador, e vejo a forma como entendem a Bíblia, me sinto como o Evangelista Felipe com o Eunuco no deserto, em Atos.
“Entendes tu o que lês?”
Cada vez mais as pessoas entendem menos o que lêem.
Lastreados em conhecimento de outros, permanecem alienados, repetem como papagaios o que ouvem, e, na verdade, não entendem o que lêem.
Não sabem o que crêem.
E assim, quando o anticristo se manifestar, se estiverem aqui, serão uma presa fácil.
Mas, lembre.
O espírito do anticristo já está aqui, e atua nos filhos da desobediência, segundo João.
Confundindo.
Mas naquele tempo futuro, serão enganados também pelos sinais e prodígios que fará... e serão contaminados pelo espírito do erro, como a Palavra nos adverte.
“Meu povo é destruído por falta de conhecimento..." diz O Senhor.
E meu objetivo aqui, é mostrar pela Palavra que temos recebido um ensino confuso acerca de Jesus.
Que lemos, mas não entendemos...
Se você veio aqui direto, recomendo que leia antes a primeira parte, no post anterior.

A Casa em Cafarnaum
Esta era a casa de Jesus!
Alguns dizem que era de Pedro, apenas para tentar acomodar sua confusão, mas não é o que está escrito:
Mateus 4: 13 E, deixando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulom e Naftali.
Marcos 2:1 E, alguns dias depois, entrou outra vez em Cafarnaum, e soube-se que estava em casa. 2 E logo se ajuntaram tantos, que nem ainda nos lugares junto à porta eles cabiam; e anunciava-lhes a palavra. 3 E vieram ter com ele, conduzindo um paralítico, trazido por quatro homens.
Era uma casa ampla, por que podia abrigar uma grande quantidade de pessoas.
Nesta passagem vemos que o paralítico é baixado pelo telhado na casa de Jesus!
Nesta casa, cabiam várias pessoas. Veja:
Lucas 5: 17 Ora, aconteceu que, num daqueles dias, estava ele ensinando, e achavam-se ali assentados fariseus e mestres da Lei, vindos de todas as aldeias da Galiléia, da Judéia e de Jerusalém. E o poder do Senhor estava com ele para curar.
Esta casa era de Jesus e não de sua família...
Por que sei?
Por que Maria e os outros irmãos de Jesus, claramente, não moravam nela, como podemos ver pelo texto.
Mateus 12:46 E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe seus irmãos, pretendendo falar-lhe. 47 E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. 48 Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? 49 E, estendendo a mão para seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos;
13:1Tendo Jesus saído de casa naquele dia estava assentado junto ao mar.
Mas foi nesta casa que anteriormente hospedou sua mãe, seus irmãos, e os discípulos. Como podemos ver, era bastante espaçosa!
João 2:12 Depois disto, desceu ele para Cafarnaum, com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias. 13 Estando próxima a Páscoa dos judeus, subiu Jesus para Jerusalém.
Os Discípulos provavelmente moravam junto com Jesus, ou passavam algum tempo com Ele:
Marcos 9:33  Tendo eles partido para Cafarnaum, estando ele em casa, interrogou os discípulos: De que é que discorríeis pelo caminho? 34 Mas eles guardaram silêncio; porque, pelo caminho, haviam discutido entre si sobre quem era o maior.

O Ministério de Jesus tinha dinheiro
Veja que na multiplicação dos pães e peixes, o dinheiro não era o problema!
Em momento algum os discípulos respondem: Mestre, somos pobres... não temos dinheiro!
Veja:
Mateus 14: 16 Jesus, porém, lhes disse: Não precisam retirar-se; dai-lhes, vós mesmos, de comer. 17 Mas eles responderam: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes.
Lucas 9: 13 Ele, porém, lhes disse: Dai-lhes vós mesmos de comer. Responderam eles: Não temos mais que cinco pães e dois peixes, salvo se nós mesmos formos comprar comida para todo este povo.
Se eles não tivessem dinheiro para comprar, por que consideraram esta possibilidade? Eles até calcularam quanto dinheiro seria necessário, mas em momento algum disseram que não tinham dinheiro.
Disseram apenas não ter onde comprar, mas sabiam que valor seria suficiente para dar de comer.
João 6:5 Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pães para lhes dar a comer? 6 Mas dizia isto para o experimentar; porque sabia o que estava para fazer. 7 Respondeu-lhe Filipe: Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço.
Como o objetivo de Jesus era demonstrar seu poder, experimentando a Felipe, perguntou onde comprariam pães. Este era o propósito deste momento.
Marcos 6: 7 Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Disseram-lhe: Iremos comprar duzentos denários de pão para lhes dar de comer? 38 E ele lhes disse: Quantos pães tendes? Ide ver! E, sabendo-o eles, responderam: Cinco pães e dois peixes.
Jesus queria ensiná-los a operar de forma sobrenatural, não natural.
Queria mostrar sinais, e não adminstração de recursos financeiros.
Além disso, eles viajavam constantemente...
Viajar era de graça?
Onde dormiam?
O que comiam?
Lucas 8:1 Aconteceu, depois disto, que andava Jesus de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus, e os doze iam com ele.
Além, provavelmente, do dinheiro que Jesus recebeu no início de sua vida, como vimos no primeiro post, Ele recebia recursos adicionais:
Lucas 8: 3 E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens.
Por que lhe dariam assistência financeira?
Por que ouviam seus ensinamentos, que eram dados como por quem "tem autoridade", ou seja, Seu ensino funciona! Isso era visto pelos sinais, milagres, prodígios, estilo de vida!
“Boa medida recalcada, sacudida e transbordante”
“100 vezes mais” como vimos no primeiro post.
Jesus demonstrou o que ensinava.
Além disso, Jesus fez muitas outras coisas... (João 21:25)
Se eles sempre viajassem sempre sem recursos, sem bolsa, SEM DINHEIRO, não faria sentido Jesus propor uma viagem sem nada, como se fosse uma novidade.
Eles diriam... “mas Jesus, nunca viajamos com nada... estamos sempre sem recursos... o que há de novo?”
E veja que a palavra bolsa usada aqui, no grego, é bolsa de dinheiro mesmo...
Lucas 10: 4 Não leveis bolsa, nem alforje, nem sandálias; e a ninguém saudeis pelo caminho.
A palavra bolsa aqui, é a palavra grega balantion. G905 (Strong) Βαλάντιον (Balantion  bal-an'-tee-on). Significa "usada como um depositório; uma bolsa (para dinheiro): sacola, bolsa".
Qual o sentido de Jesus mandar que não levassem bolsa com recursos se não os tivessem?

O Fator Judas
Agora, esta é uma marca importantíssima.
Ao longo de seu ministério Judas roubava continuadamente da bolsa.
Eu posso entender que tinha tanto dinheiro ali, que os discípulos não percebiam.
Imagine Pedro, percebendo que faltava dinheiro... ele literalmente apertaria o pescoço de Judas, não acha?
Mas ele, e nem ninguém percebeu que Judas roubava continuadamente...
Leia o texto abaixo!
Eu, pelo menos por enquanto, não preciso ter um tesoureiro, por que ainda não tenho dinheiro suficiente para isso.
E, se alguém levar algum, vou perceber imediatamente.
Vai fazer falta...
Você tem um tesoureiro?
Sabe quanto dinheiro tem?
Será que você tem alguém que te rouba e você nem percebe?
Ou para você, agora ainda não é o caso...
Entendeu o conceito?
Judas era um tesoureiro... que roubava... e ninguém percebia!
João 12: 4 Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, o que estava para traí-lo, disse: 5 Por que não se vendeu este perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres? 6 Isto disse ele, não porque tivesse cuidado dos pobres; mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, tirava o que nela se lançava.
Além disso, havia sempre dinheiro para fazer compras para uma celebração.
Para as festas. Para as ceias.
E Jesus também costumava ter dinheiro para dar para os pobres.
JESUS DAVA DINHEIRO PARA OS POBRES!
Isso fica claro no texto que relata o que os discípulos pensaram quando Judas saiu da última ceia, após ter sido confrontado por Jesus como aquele que O trairia.
Pense um pouco comigo...
Se não fosse algo comum, eles não teriam pensado nesta possibilidade.
Teriam pensado em qualquer outra coisa... que Judas tivesse um compromisso. Que tivesse ido embora...
Mas pelo raciocínio dos discípulos relatados no texto, entendemos que Jesus regularmente ou ainda que seja, eventualmente, fazia compras para festas e ofertava para os pobres!
João 13:27 E, após o bocado, imediatamente, entrou nele Satanás. Então, disse Jesus: O que pretendes fazer, faze-o depressa. 28 Nenhum, porém, dos que estavam à mesa percebeu a que fim lhe dissera isto. 29 Pois, como Judas era quem trazia a bolsa, pensaram alguns que Jesus lhe dissera: Compra o que precisamos para a festa ou lhe ordenara que desse alguma coisa aos pobres. 30 Ele, tendo recebido o bocado, saiu logo. E era noite.
Como fez aqui, para consumo, aparentemente, diário...
João 4:8
Pois seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.

Agora, imagino o que você deve estar pensando...
Uma questão ligada a um texto muito usado para perpetuar esta impressão de pobreza de Jesus deve estar pulsando em sua mente agora, se você conhece algo da Bíblia:
- "Mas Haroldo, a Bíblia diz que O Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça"!
É verdade, isso está escrito em Lucas.
E este é um texto muito usado para perpetuar esta impressão da pobreza de Jesus, porque o raciocínio é lógico: Se Ele não tinha onde reclinar a cabeça... morava na rua.
Mas, como acabamos de ver, Ele tinha sua casa em Cafarnaum...
O que fazer?
Vamos ler o texto completo que envolve esta frase.
Lembre-se que o povo de Samaria não se dava com os Judeus.
Lucas 9:51 E aconteceu que, ao se completarem os dias em que devia ele ser assunto ao céu, manifestou, no semblante, a intrépida resolução de ir para Jerusalém 52 e enviou mensageiros que o antecedessem. Indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos para lhe preparar pousada. 53 Mas não o receberam, porque o aspecto dele era de quem, decisivamente, ia para Jerusalém. 54 Vendo isto, os discípulos Tiago e João perguntaram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir? 55 Jesus, porém, voltando-se os repreendeu e disse: Vós não sabeis de que espírito sois. 56 Pois o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. E seguiram para outra aldeia. 57 Indo eles caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. 58 Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.
Fica claro aqui, que a declaração de Jesus dizia respeito à rejeição que havia sofrido nesta aldeia em Samaria, que, deixou furiosos os seus discípulos.
Creio que pessoa que Ele encontrou no caminho, saindo de Samaria, provavelmente, morava ali. Combina com o contexto.
Assim sendo, por que Jesus tinha uma casa em Cafarnaum, Ele não tinha onde reclinar a cabeça, na verdade, EM SAMARIA!
Ou aquela outra, também clássica:
“Jesus se fez pobre para que fossemos enriquecidos”
Sim, isso também é verdade. Mas este texto precisa ser compreendido no todo de Sua obra aqui.
Considere comigo:
Jesus passou a vida toda doente?
Ele venceu as doenças. Mas se fez enfermo.
Jesus viveu com dores?
Ele venceu as dores. Mas levou as dores.
Jesus viveu morto?
Ele venceu a morte. Mas levou a morte sobre si.
Viveu em pecado?
Ele venceu o pecado. Mas levou o pecado sobre si.
Viveu debaixo de maldição?
Ele venceu a maldição. Mas se fez maldito.
E Ele levou todas estas coisas sobre Si, na cruz, quando Ele as expiou.
Todas elas.
Por que “Se fazer pobre” seria diferente?
Por que significaria uma vida de pobreza?
Agora, que fique claro... qualquer padrão de riqueza da terra, por mais elevado que seja, é pobreza quando comparado ao padrão celeste. Nem que Ele fosse o homem mais rico do mundo, seria pobre perto da glória que deixou ao nascer aqui.
Tanto como saúde.
Tanto como bem aventurança.
Em TUDO Jesus perdeu ao vir para cá.
Em tudo Se esvaziou.
Em tudo Se fez pobre...

Bem, mas você pode estar pensando: onde eu quero chegar com isso?
Quero confrontar o que você crê.
Quero mostrar que, alguns textos acerca da vida de Jesus, você, talvez, nunca leu.
E, ainda, que você recebeu informações de outros, que criaram um a imagem de um Jesus pobre, de acordo com um interesse do inferno.
Para que você nem mesmo saiba quem Ele é, como falamos na primeira parte.
Conclusões
Não creio na HERESIA da "teologia da prosperidade".
Mas não creio HERESIA da "teologia da pobreza".
Creio que Deus supre as necessidades dos seus filhos.
Segundo nossa semeadura.
Segundo nosso coração.
Segundo a nossa obediência.
Segundo o nosso trabalho.
A prosperidade NÃO é um fim em si mesmo, mas é um MEIO nas mãos de Deus!
E Jesus operou assim em Seu ministério terreno.
Usou todos os recursos que o Pai providenciou para sua peregrinação aqui.
Nada lhe faltou...
Jesus ensinou que ninguém pode servir a dois senhores.
ELE NUNCA SERVIU AS RIQUEZAS!
Foi Senhor dos recursos que recebeu.
Muitos cristãos que prosperam, se tornam escravos de Mamom.
Jesus administrou com excelência os “talentos” que recebeu, e cumpriu o Seu ministério, conforme Seu próprio ensino.
Por este engano, muitos são levados a pensar da seguinte forma:
Se Jesus mal teve recursos para cuidar da Sua vida, como vai cuidar da minha?
Se Deus não proveu suprimento para Ele, por que proveria para mim?
Posso crer nas promessas bíblicas acerca de vida financeira?
E eu emendaria aqui uma pergunta: Quais são as outras coisas que você pensa sobre Jesus que apenas ouviu alguém dizer... e são FALSAS? E como isso tem interferido em sua vida?
Creio que você entendeu aqui que a pobreza de Jesus é uma MENTIRA...
Aí pergunto: em que tipo de informações você tem fundamentado as suas opiniões acerca de JESUS?
Como tudo isso tem afetado a sua fé e compreensão da Palavra de Deus?
SE o que JESUS diz é verdade, Ele disse que é o ÚNICO Caminho para o Pai...
Você crê nisso?
Você está seguro de que sabe para onde vou depois que morrer?
Em que tipo de informações você está baseando sua decisão quanto ao seu futuro eterno?
Muitos dizem que Jesus já voltou.
Ou que não vai voltar.
Ou que o mundo não vai acabar.
Que vai ser purificado.
Que o Reino de Deus será estabelecido aqui, e que vamos transformar todas as coisas.
Vamos ser elevados...
Não é o que a Bíblia diz.
"|Entendes tu o que lês?
Pare, pense, e volte-se para Jesus.
Que Jesus você está esperando?
Comecei a mostrar sua aparência atual no último post.
Veja agora mais uma descrição:
Apocalipse 19:11 E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça. 12 Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia sabia senão ele mesmo. 13 Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus. 14 Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. 15 Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso. 16 No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Esqueça a imagem do Jesus sofredor.
Já é passado.
Conheça o Jesus Glorioso.
Esta é a atual.
Que reina e vem para reinar.
Este é o futuro!
DEFINITIVAMENTE E ETERNAMENTE, AMÉM!
Leia a Bíblia e confira suas conclusões com respeito a Jesus, pela Palavra de Deus.
Nunca mais fique apenas no “ouvi alguém dizer”...
E prepare-se!
Jesus está voltando!
Veja os Sinais!

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Um comentário:

  1. Amigão, claro que Jesus utilizou o dinheiro, o problema é o foco que Ele deu aí dinheiro e o que as "religiões" são! Não adianta você querer usar versículos isolados tentando validar uma doutrina antic-cristã e capitalista!

    ResponderExcluir