sexta-feira, 12 de novembro de 2010

ATEUS, GRAÇAS A DEUS!

A misericórdia, o amor, a graça, a paciência, a liberdade...
Livre arbítrio.
Deus é um Deus tremendo.
Ele é absolutamente Bom.
É graças aos mais profundos e preciosos atributos de Deus que as pessoas abaixo podem vir publicamente, na imprensa dos Estados Unidos, no New York Times e outras mídias, declarar sua crença na hipótese de que Ele não existe.
Calma... não pirei... é isso mesmo o que eu disse: É graças a Deus, que eles podem fazer isso.
Graças à inteligência que Ele  lhes deu, mesmo que para usar tal capacidade para desenvolver raciocínios tortuosos.
Graças a Ele, podem, "inculcando-se por sábios, tornarem-se loucos".
Graças a Ele, podem declarar estas blasfêmias e tolices sem serem (ainda) consumidos.
Graças a Ele, têm ainda algum tempo para cairem em si, e, ao se arrependerem, serem recebidos em Jesus.
Seu amor e misericórdia ainda estão esperando por estes e por tantos outros ao redor do mundo, que preferem crer em contos da carochinha e não nEle.
Entretanto, acho bastante interessante estas pessoas, precisarem declarar publicamente que não crêem em Deus.
Alguém lhes perguntou no que não criam?
Seguem assim um caminho bastante confuso e tortuoso...
Se Deus não existe, por que perder tempo em declarar Sua não existência?
Uma atitude simples de ignorar esta suposta não existência seria a mais lógica, pelo menos aos meus olhos...
Eu, pelo menos, não preciso publicar anúncios em jornais para dizer ao mundo que não acredito no papai Noel, ou no coelinho da Páscoa.
É óbvio!
Se eu não acredito, não perco meu tempo, nem gasto meu dinheiro para declarar minha descrença...
Esta necessidade de declarar-se ateu é que marca a dimensão real de Deus no mundo, creiam ou não.
Marca um grande confronto interno buscando não ter um Deus a quem prestar contas.
Uma orgulhosa realização humana vazia, ao declarar a não existência de Deus para satisfazer seu ego adoecido.
Mas, antes de prosseguirmos, veja abaixo a campanha promovido por grupos de ateus e agnósticos nos Estados Unidos, com suas respectivas traduções:

"Eu li a Bíblia. Agora, sou uma atéia orgulhosa"
"Eu tenho fé em pessoas, não em Deus"
"Dê-me direitos humanos, não ritos religiosos"
"Não é o que você crê, mas como se comporta"
"Ninguém morreu por meus pecados" 
"Religião é o problema, razão a solução" 
"Eu apenas perdi a fé na fé"
"Eu sou bom sem Deus"
"Viver dá sentido para minha vida"
"Deixe sua teologia fora da minha biologia"
"Eu não preciso de Deus para ser feliz"
"Sair do catolicismo para o ateismo me libertou"
"Eu tenho fé em mim, não em Deus"
"O Catecismo falhou, a razão venceu"
"Eu libertei minha mente quando deixei Deus para trás"
"Aceitar a realidade me desafia a crescer"
"Tenho ética e moral sem religião"
"Acredito em pessoas, não em dogmas"
"Meu Deus, não existe Deus"
"Eu gosto de andar de bicicleta, cozinhar e dormir aos domingos"

Ao ler algumas frases tenho vontade de rir...
Outras, dão vontade de chorar...
Bem, este tipo de comportamento também é uma marca destes últimos dias.
As pessoas vão crer nas coisas mais estranhas.
Até mesmo na não existência de Deus...
Com coceiras nos seus ouvidos, procuram quem lhes diga algo que lhes agrade.
Mesmo que contrário à Palavra.
Para os que não tem religião, no mundo, e para os que vivem na religião.
A religião não mais responde, nem nunca respondeu aos anseios das pessoas.
Religião é coisa de homens, não de Deus.
Estes ateus confundiram Deus com a religião... e compreendo sua frustração.
Aliás, a religião, mesmo a cristã, afasta as pessoas de Deus, até por que Jesus não veio fundar a religião evangélica, ele nem mesmo era evangélico...
A religião machuca as pessoas em nome de Deus.
Jesus não veio fundar uma nova religião.
Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido.
Jesus veio nos resgatar do império das trevas para o Reino do amor de Seu Pai.
A Igreja invisível é muito melhor do que a igreja que você e eu frequentamos, por que aquela é a Verdadeira Igreja de Jesus, não, necessariamente, a nossa.
As nossas têm sido contaminadas com humanismo, secularismo, pecado, sofismas e fortalezas humanas...
E temos que reconhecer que, infelizmente, muitas pessoas se afastam de Deus por conta da nossa religião cristã.
Que nestes últimos dias em que vivemos possamos nos arrepender disso tudo.
MAIS JESUS E MENOS RELIGIÃO.
Jesus crucificado!
Loucura para os que se perdem, mas poder de Deus para a salvação de todo aquele que nEle crê.
Para que assim, as pessoas se convertam de seus pecados a Deus, não à nossa igreja, nem à nossa religião, mas a Deus, em Nome de Jesus.
Jesus ressurreto.
Vitorioso.
Poderoso.
Que foi, que é, e que será.
Que em breve voltará!
A religião escraviza, mas Jesus liberta!
Ainda há tempo!
Hoje é o tempo aceitável, Hoje é o Dia da salvação.
Conheça a Jesus.
Veja os Sinais!

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário