segunda-feira, 8 de março de 2010

É FANTÁSTICO! (plim plim)



Eu não gosto da Rede Globo.
Seus controladores têm um grande prazer em trazer lixo para dentro da casa das pessoas, que infelizmente, assistem passivas... recebendo toda a sorte de influência nefasta para si, e para seus filhos... e eles dizem que oferecem para a população o que ela deseja ver...
São novelas com baixos padrões morais, de valores, programas de variedades com princípios no mínimo discutíveis, além do ridículo Big Brother, em que pessoas sem conteúdo algum se tornam o conteúdo das conversas e de horas gastas por pessoas que deveriam estar vivendo, e bem, as suas próprias vidas...
Uma mediocridade infeliz.
E além disso, a Globo é claramente contraditória.
Nas novelas, e na mini-série Malhação e nos filmes, promovem e incentivam o sexo para adolescentes.
Algo saudável e normal.
Atual.
Enquanto isso, no jornalismo, o comentarista faz cara de gente séria ao criticar o alto número de casos de gravidez na adolescência e abortos, como se fossem os guardiões da moral e dos bons costumes e como se nada tivessem que ver com isso.
Bom, quando eu começo a falar da Globo, vou longe, mas não é meu tema aqui.
Creio que uma das poucas coisas que ainda assisto lá é o futebol, e, apenas, pelo fato que, por conta do monopólio, muitos dos melhores jogos só eles exibem.
Mas ontem à noite, zapeando enquanto esperava o lanche ficar pronto, tive minha atenção atraída pela chamada de uma matéria sobre o aumento do número de terremotos na terra, no Fantástico...
Como este tem sido um dos assuntos de meu interesse por meus estudos nos últimos dias, fiquei esperando. 
E fiquei bastante impressionado com o que a repórter apresentou.
Na verdade, os terremotos não aumentaram, mas o número deles permanece estável...
Entre outras coisas apresentadas na matéria, o que aconteceu foi que o número de sismógrafos distribuídos pela terra é que aumentou!
Não é FANTÁSTICO?
O que aumentou foi o acesso a informações sobre terremotos, e não o número deles!
E segundo o especialista entrevistado, o fato mais importante, que é o aumento do número de mortos nestas tragédias, é na verdade, causado pelo número de pessoas morando nos locais onde acontecem os terremotos.
Confesso que fiquei passado com este tipo de informação sendo apresentado para pessoas que, muitas vezes, mal conseguem pensar e muito menos, avaliar o que está sendo dito.
De minha parte, se eu for levar a sério o que foi dito na matéria, proponho aqui uma solução espetacular, barata e de efeito rápido, como deveria ser feito para resolver algo tão urgente e importante.
Em um primeiro momento, vamos desligar todos os sismógrafos instalados em todos os lugares do mundo, e, em seguida, vamos jogar todos no fundo do Oceano Atlântico!
Pronto!
Tudo solucionado.
Assim, vai acabar esta impressão de que os terremotos aumentaram.
Adicionalmente, além desta medida, precisamos também proibir os prédios, casas, lojas e pontes de caírem.
Eles têm caído demais.
Antes não era assim.
Os estragos aumentaram demais, dando a falsa impressão de que os terremotos ficaram mais fortes.
Vamos também proibir as pessoas de ficarem feridas e morrer.
Este aumento do número de mortos divulgados pelos governos após os terremotos também contribui para esta “falsa impressão de aumento”.
Vamos também proibir o mar de produzir ondas gigantes quando acontecem terremotos pequenos como sempre, e em um mesmo número, como antigamente.
E por último, vamos parar de dar notícias sobre o assunto nas emissoras de rádio e TV, por que este excesso de informação sobre os terremotos que “tem se mantido no padrão em que sempre estiveram”, leva as pessoas a terem a “falsa impressão de um aumento”, o que não é verdade.
Assim, estará resolvido este problema deste boato de que os terremotos aumentaram...
Agora falando sério: o aumento do número de terremotos é um fato científico, demonstrado pelo próprio site de controle de terremotos do governo dos Estados Unidos, conforme apresentei em post anterior.
Além disso, veja abaixo um quadro preparado pela ONU sobre o aumento do número de desastres naturais de toda a sorte principalmente nos últimos 30 anos, como terremotos, furacões, enchentes, secas e outros, que foi divulgado por um site americano que está nos créditos do próprio quadro. 

Clique para ver o quadro ampliado

Veja a curva de crescimento!
Vamos pensar um pouco mais.
Existem pessoas morando hoje, em Porto Príncipe, no Haiti, mas não tinha ninguém lá há 30 anos?
Não estou falando há 300 anos... mas, há 30?
Claro que existem mais pessoas do que antes... mas será nós só ficamos sabendo do terremoto de do Haiti  por que morreram mais pessoas do que morreriam há 30 anos em Porto Príncipe e por que temos sismógrafos?
Ou por que foi um terremoto fortíssimo em meio a tantos outros? 
Ou no Chile, em suas regiões costeiras?
Além de todos os tremores ¨secundários¨ sendo DEZENAS deles maiores do que 4.5 na escala Richter?
Ou ainda, em menor escala nas cidades da Turquia afetadas pelo terremoto desta madrugada com mais de 50 mortos?
Ou de Taiwan semana passada com danos menores?
Ou da Indonésia no início do ano ou dezenas de mortos?
Ou da China em janeiro com dezenas de mortos?
Para vocês, que como eu, têm um pouco mais de idade, o número de manchetes nos jornais, rádio, internet, televisão sobre terremotos nos últimos 30 anos aumentou ou não?
Nós não precisamos ir longe para perceber que algo mudou demais, ou está muito errado.
E não culpe o fabricante de sismógrafos...
O que ocorre é que estamos vendo o início do cumprimento das palavras de Jesus de que haverá a ocorrência de terremotos em todos os lugares, e nós ficaremos sabendo que isso está acontecendo.
Poderemos constatar, mesmo que as explicações pseudo-científicas neguem fatos.
Aliás, manipulação e ocultação de informações de interesse público não será novidade ao longo da nossa história.
Este aumento de tudo nada mais é do que a manifestação das dores de parto profetizadas por Jesus em Mateus 24.
Preste atenção nos sinais.
O pior cego é o que não quer ver, anda atrás de outros cegos, sendo guiado por cegos.
Leia a Bíblia! Estude profecia bíblica.
Nunca foi tão importante e urgente estar conectado com a Palavra de Deus!
Veja os sinais!

SHALOM!

Haroldo Maranhão

Um comentário:

  1. CONCORDO PLENAMENTE COM VC...É TÃO MAIS FÁCIL NEGAR A CEGUEIRA..FINGIR QUE TUDO ESTÁ IGUAL, SENDO QUE AINDA CONTAM COM O INCENTIVO DA MÍDIA PARA QUE ASSIM SEJA! POR QUÊ AS PESSOAS NÃO ACREDITAM NAS PROFECIAS DA BÍBLIA, SENDO QUE NUNCA DEIXARAM DE SE CUMPRIR? PORQUE NO MUNDO JAZ O MALÍGNO DONO E DISPENSADOR DA CEGUEIRA...ACHO QUE É POR ISSO! QUE JESUS TENHA MISERICÓRDIA DE TODOS NÓS...GOSTEI MUITO DO SEU BLOG.. SIGA EM FRENTE!

    ResponderExcluir