terça-feira, 28 de julho de 2015

TEXTOS BÍBLICOS SOBRE OS ÚLTIMOS DIAS - PARTE 4



Há algumas semanas comecei esta série, sem data para terminar, nem periodicidade certa para publicar.
Mas já postei três textos, com o objetivo comum em todos eles, de demonstrar que as  informações ou profecias sobre os últimos dias não estão disponíveis apenas no livro de Apocalipse, mas em toda a Bíblia.
Sim, existem diversas informações dadas por Deus, ao longo de todos os escritos bíblicos, que nos trazem revelações importantes acerca dos últimos dias.
Alguns deles bastante claros e explícitos!
Outros meio que escondidos, e que podem ser percebidos apenas quando conhecemos todo o contexto profético dos tempos do fim.
Para encontrar estas pérolas é preciso estar atento, para perceber que há “algo a mais em alguns textos que parecem tratar de outros  tempos”, e ainda saber como entender o que está escrito. E, claro, acima de tudo, contar com o ensino do Espírito Santo de Deus, que “nos ensina todas as coisas” como nos declarou o Apóstolo João.
E este é o meu objetivo aqui nesta Série Especial do Blog: apresentar outros textos que tratam do futuro próximo, embora não pareça, e trazer “insights” para sua consideração.
Meu objetivo não é que você necessariamente concorde comigo, pois como já disse aqui diversas vezes, não sou o dono da verdade, não sou “o cara da revelação”... não!
Sou sim, alguém que quero estar atento, e quero compartilhar o que vejo, e quero contribuir para que todos possamos estar preparados para aquele Dia, aguardando a vinda do Senhor Jesus! Observando os sinais...
Alguns deles, aliás, reconheço, são bastante assustadores!
E quando nos defrontamos com estes, poderemos cair no erro de ficar angustiados, se não lembrarmos quem somos, e não tivermos revelação do que virá...
E se não entendermos que Deus nos  dá todas estas informações para que não sejamos confundidos naquele Dia, pelo contrário, que estejamos seguros nEle!
Se você ainda não leu os meus três primeiros textos desta Série, convido a ler!
Mas fique a vontade em deixar para mais tarde...
Para compreender o texto de hoje não é necessário ter lido os anteriores...
O primeiro texto você vai encontrar clicando aqui; o segundo clicando aqui, e o terceiro aqui.
Esta grande quantidade de textos que pretendo tratar nesta série, se Deus permitir, nos confirma que profecias sobre "o fim do mundo" como o conhecemos, sobre o Juízo que virá, e sobre a volta de Jesus para a terra é algo predominante no texto bíblico como um todo.
Além disso, esta quantidade de informações nos demonstra o quanto este assunto é sério e importante para Deus!
E SE O Senhor considera este assunto sério e importante, eu creio que devemos fazer o mesmo! Não acha?
Afinal Ele investiu muito tempo instruindo Seus servos, os profetas, para que escrevessem diversos textos que, talvez, dezenas ou centenas de anos atrás não fariam tanto sentido quanto fazem hoje.
Nem mesmo, posso pensar, para os profetas que os escreveram, e com certeza, nem para os irmãos que leram estes textos antes de nós...
Mas agora, aparentemente, os "selos" estão sendo retirados...
Veremos que a revelação do que está registrado na Bíblia é progressiva, e que tudo vai fazendo mais e mais sentido quando a história da humanidade “alcança” o tempo profético da Sabedoria da Palavra de Deus, revelada antes de tudo.
Tudo o que já estava registrado na Bíblia, mas nós ainda não tínhamos capacidade de entender, começa subitamente a fazer cada dia mais sentido.
Tudo já estava escrito antes na sua Bíblia e na minha, mas ainda não era o tempo...
Mas agora, é! Pelo menos eu creio que sim...
Nestes dias, tenho cada dia mais a segurança de que podemos começar a entender muita coisa. E na verdade, penso que devemos entender!
Hoje, o meu convite é para avaliarmos um texto curto, um “verso perdido” no meio do livro de Jó! Mas que nos apresenta um conteúdo profético interessante...
Talvez você saiba que Jó é um dos livros mais antigos da Bíblia...
E se tomarmos este texto que proponho para hoje, e o associarmos a outros textos bíblicos, quero demonstrar que teremos mais revelação, confirmação e entendimento importantes acerca do conteúdo dos últimos dias, e que já podemos começar a perceber em nossos dias...
Veja o texto:

“Acaso, entraste nos depósitos da neve e viste os tesouros da saraiva, que eu retenho até ao tempo da angústia, até ao dia da peleja e da guerra?” Jó 38:22-23

Inicialmente, vamos entender que esta expressão usada aqui “tempo da angústia”, se refere a um tempo específico, pois é assim referenciado em outros textos. E que não aconteceu ainda.
Entender isso pela Bíblia vai nos levar a ter certeza, portanto, que estes “tesouros da saraivaestão reservados para um período específico futuro!
Veja comigo esta expressão usada no texto de Daniel exatamente da mesma forma:

Daniel 12:1-4 “Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro. Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno. Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente. Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo do fim; muitos o esquadrinharão, e o saber se multiplicará”.

Daniel é claro em nos dizer que este tempo de angústia será um período sem comparação com o que aconteceu antes, desde que houve nações, até a data em que vier a acontecer...
Muito importante entendermos isso!
Para aprofundarmos um pouco mais no texto, eu creio que você vai concordar comigo que Jesus conhecia muito bem o livro do profeta Daniel...
Tanto isso é verdade, que Jesus cita nominalmente seu texto em Seu sermão profético...
Isso está registrado em Mateus 24:15:

“Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel...”

Tendo isso em mente, fica mais claro concordar que a Sua declaração que apresento a seguir, está fazendo a mesma referência à expressão de Daniel, “um tempo como nunca houve”, que demonstrei antes.
Com este entendimento, veremos ainda que Jesus, em meio a Sua Sabedoria e revelação, acrescenta algo mais sobre este tempo: que “nunca jamais haverá” algo parecido!
Sim, será um período único na história da humanidade. Leia Sua declaração:

Marcos 13:19 “Porque aqueles dias serão de tamanha tribulação como nunca houve desde o princípio do mundo, que Deus criou, até agora e nunca jamais haverá.

Podemos então ter por algo claro que não se trata de algo que já aconteceu, mas que ainda acontecerá, vamos ver os textos que falam de “saraiva” de pedras caindo sobre os homens para termos certeza disso.
O primeiro texto está aqui:

Apocalipse 8:7 “O primeiro anjo tocou a trombeta, e houve saraiva e fogo de mistura com sangue, e foram atirados à terra. Foi, então, queimada a terça parte da terra, e das árvores, e também toda erva verde.

Alguns poderiam dizer que se trata de asteroides caindo...
Ou mesmo “lixo espacial” como já aconteceu...
Mas não é isso!
A palavra traduzida para “saraiva” é a palavra grega χαλαζα chalaza, que conforme o comentarista STRONG, sua melhor tradução seria granizo!


Assim, o que Deus está falando é que chuva de granizo sem precedentes fará parte do cenário do Juízo, e que Ele tem este granizo, ou saraiva, entesourado na neve para este ”tempo de angústia que nunca houve antes, nem nunca jamais haverá”.
Um tempo único!
Sim, eu sei que a formação de granizo se dá por conta de mudanças climáticas violentas na atmosfera, encontros súbitos de frentes frias e frentes quentes e tudo o mais...
Ou sim, sei que esta é a explicação científica até agora, e pode até ser...
Mas como estou destacando o texto de Jó, em que Deus nos diz explicitamente que está entesourando esta saraiva na neve, para um tempo especifico, bem...
Eu decido crer que esta palavra do Senhor é a verdade!
E que talvez as mudanças climáticas em curso modifiquem alguma forma a influência de regiões nevadas no granizo, ou liberem alguma alteração que venha a afetar a atmosfera, ou ainda que os cientistas mudem o que ensinam acerca da formação do granizo... para mim, pouco importa...
Pode até ser que Deus esteja falando sobre granizo entesourado na neve no sentido figurado...
Nada disso muda o fato que haverá um tempo de saraivadas de granizo sobre a terra como nunca houve antes...
Pelo menos é o que a Bíblia diz, e por que está escrito, eu creio!
Veja comigo um segundo texto sobre o futuro:

Apocalipse 16:21 ... também desabou do céu sobre os homens grande saraivada, com pedras que pesavam cerca de um talento; e, por causa do flagelo da chuva de pedras, os homens blasfemaram de Deus, porquanto o seu flagelo era sobremodo grande.

Para que você possa entender o tamanho deste flagelo, o peso de um talento bíblico é de cerca de 34 quilos!
Sim... algo assim que nunca aconteceu até agora, acontecerá... pois Deus disse que assim será!
Quando eu comecei prestar mais atenção nas notícias recentes, percebi que há um aumento da incidência das chuvas de granizo em curso, bem como, aparentemente, um aumento do tamanho das pedras de gelo nestas chuvas...
E vejo alguns especialistas dizerem que isso é devido às mudanças climáticas...
Bem , quando ouço ou leio algo assim, sou automaticamente levado a entender que, talvez, a mudança que antecede o que virá, já esteja acontecendo diante de nossos olhos.
Como tenho publicado aqui no Blog sobre todas as áreas que compõem o cenário dos últimos dias.
Sim, parece que o tamanho das pedras de granizo tem aumentado... Como um sinal!
Ou não?
Mas anda assim, embora já tenhamos tido algumas tempestades terríveis de granizo em nossos dias, não tivemos nada parecido com o que a profecia bíblica nos relata que vai acontecer. Para ilustrar o que digo, veja algumas das últimas tempestades mais expressivas:
Por exemplo, nesta semana no dia 26 de julho de  2015, vimos uma tempestade rara aqui no Brasil, em Juíz de Fora, MG. Rara por acontecer no mês de julho, quando deveria ocorrer no verão...
Uma das maiores tempestades de granizo dos últimos tempos, creio, aconteceu nos EUA em 2014.
Neste ano de 2015 também vimos uma no Rio de Janeiro, em 9 de fevereiro, em que o granizo amassou atémesmo um avião!
Também neste ano, na China, em 7 de março, vimos pedras do tamanho de ovos...
E ainda na Áustria, há pouco, no dia 9 de julho, pedras de 5 centímetros!

 
Bem queridos amigos aqui do Blog.
Alguns discordarão, e dirão que é exagero meu, que as tempestades de granizo sempre aconteceram, e que o tamanho também sempre foi este...
Será?
O que sei é que agora estou prestando mais atenção nisso...
Sim, eu quero investir tempo observando o que acontece ao meu redor, e comparando o que vejo com textos bíblicos...
Assim, creio que terei mais discernimento do que os que observam as notícias despreocupadamente...
Posso até exagerar em minha observação... mas prefiro errar assim, do que ser achado “dormindo”...
Em Lucas 21:11, vemos Jesus nos fazendo importante revelação acerca do que observar...

“...haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais do céu”.

Sim, coisas espantosas no céu, e sinais DO céu...
Sinais, claro, ligados ao conteúdo que A Bíblia nos disse que haverá nos dias que antecedem o fim...
Paulo nos alerta a estarmos vigilantes para que aquele Dia não nos pegue de surpresa!

I Tessalonicenses 5:4-6 “Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios”.

Sim, não quero ser pego de surpresa, mas sim, ser achado vigiando...
E, creio, você, no fundo, pensa da mesma forma, pois se não considerasse esta possibilidade, não estaria aqui lendo este texto não é mesmo?
Eu creio que há uma sede, uma chama no seu interior para entender o futuro, e para estar preparado para enfrentar o que virá. Não é isso?
Sim, O Espírito Santo trouxe você aqui neste Blog, não por que eu tenho a revelação completa, mas por que Ele quer despertar a sua atenção para estudar, meditar, refletir, observar, e estar preparado para tudo o que virá...
Bem, eu creio que sim...
E compartilho aqui, que é assim eu entendo que a palavra de Deus em Jó se cumprirá naqueles dias à nossa frente...
Sei que alguns que passam por aqui ficam bravos comigo, pois acham que eu não deveria escrever algo assim, porque é assustador, que o tempo não é esse, nem agora, e tudo o mais e blá… blá… blá…
Eu os respeito, mas entendo de outra maneira!
Eu penso que SE eu CREIO que que algo assim VAI acontecer em um futuro próximo e não fizer nada quanto a isso, não estou cumprindo meu papel.
Estou entregando pessoas à própria sorte...
Entendo que, na verdade, ao escrever sobre isso, apresento fatos proféticos que, querendo Deus, vão ficar em sua memória e, quando alguns dos “ingredientes” destes textos bíblicos aparecerem diante de seus olhos nas notícias na mídia, você vai se lembrar do que leu aqui, e vai dar mais valor a estas informações...
Este é um de meus principais objetivos neste Blog!
Assim, no caso do conteúdo de hoje, nas próximas tempestades de granizo que aparecerem nas notícias, pelo excesso de tempestades, ou pelo tamanho das pedras, você já estará mais atento ao que está acontecendo.
Perceberá que Deus está dando sinais claros para a humanidade de que as coisas estão mudando... e piorando.
Continuadamente. Gradativamente. Progressivamente...
Diante de nossos olhos...
E segundo A Palavra, O único lugar seguro para estar neste tempo futuro não é um lugar físico, mas sim, espiritual!
O Único Lugar Seguro é O Senhor e Sua Palavra. Ele é A Rocha!
Sinceramente, eu creio que este momento das saraivas será após o arrebatamento da Noiva...
Mas não posso ter certeza...
Ninguém pode dizer com exatidão cabal quando tudo vai acontecer.
O que sabemos é que tudo isso VAI ACONTECER!
Saberemos muito mais coisas nos próximos tempos adiante de nós, quando poderemos, dia a dia, comparar mais dos textos bíblicos com os novos eventos que irão acontecer diante de nossos olhos.
Além disso, por ser a revelação bíblica progressiva, poderemos entender melhor o que A Palavra nos diz, observando dia a dia se o que entendemos está correto ou não.
Há tantos e tantos homens e mulheres sérios, estudando e publicando seus estudos em todas as mídias, que estou seguro que todos estes contribuem para que O Espírito Santo nos traga mais revelação.
E eu quero também fazer minha parte para este conhecimento ser expandido.
Segundo foi revelado a Daniel, "o conhecimento sobre profecia aumentará" nos últimos dias...
Tenho certeza que Sua revelação não falhará na hora mais escura que está por vir…
Tenho convicção que se continuarmos estudando, orando e vigiando, saberemos discernir exatamente o que estará acontecendo, no período que estiver acontecendo.
E saberemos o que fazer...
Para isso, precisamos estudar, discernir, entender e buscar revelação pelo Espírito Santo.
Enquanto não entendemos exatamente os fatos imediatamente futuros, devemos nos aproximar cada dia mais dEle.
A salvação em Jesus Cristo está disponível a todo aquele que nEle crer.
Salvação de graça, pela fé…
Não perca esta oportunidade enquanto há tempo!
Que O Senhor nos abençoe para estarmos preparados para TUDO o que virá.
Afinal, já está vindo…
Você não consegue ver?
Veja os sinais!

Deus abençoe!

Haroldo Maranhão

segunda-feira, 20 de julho de 2015

HÁ UM LIVRO MEMORIAL PARA LIVRAR DO JUÍZO?


Há um conceito bíblico no qual estou meditando há algum tempo, que passou a ser mais um “ingrediente” para minhas considerações acerca dos últimos dias.
Que, reconheço, é polêmico, como alguns outros pontos que publico aqui...
Digo isso, pois eu sei que os que creem que o arrebatamento é para todos os salvos, indistintamente, “torcem o nariz” para esta visão que abracei...
Mas, como meu compromisso expresso aqui, comigo mesmo, é de contribuir de alguma maneira, com as análises feitas por todos que passam por este espaço buscando “insights” sobre os últimos dias, entendo que abordar este tema faz parte deste compromisso.
Até porque, acima de tudo, tenho o compromisso diante de Deus, de publicar aqui o que tenha alguma conexão com fundamentos bíblicos ligados aos últimos dias, e que ajude as pessoas a “serem achadas dignas de escapar de todas essas coisas que virão”... (Lucas 21:36)
Assim que, ao associar o texto que publico a seguir, em Malaquias 3, com o de Daniel 12, eu encontro um entendimento bíblico para manter minha posição de que talvez, não sejam todos os salvos os arrebatados. Pelo menos no “primeiro evento”...
Será?
Bem, na verdade, vou publicar alguns textos bíblicos completos e, embora o post fique mais longo, por favor, leia os próprios textos bíblicos que, creio, falam por si mesmos, e me ajudam em meu questionamento principal para este texto:
Eu creio que como cristãos, não podemos viver desordenadamente nem sem aguardar a Sua vinda nestes últimos dias achando que seremos arrebatados de qualquer jeito, “apenas por sermos salvos”, pois isso, eventualmente, não é a verdade!
Mas não acredite no que digo, e sim, leia os textos bíblicos abaixo e deixe que falem por si mesmos e chegue você a suas próprias conclusões...
Não “terceirize” sua eternidade, em Nome de Jesus!
Enfim, vamos aos textos!

Malaquias 3:13-4:3 “As vossas palavras foram duras para mim, diz o SENHOR; mas vós dizeis: Que temos falado contra ti? Vós dizeis: Inútil é servir a Deus; que nos aproveitou termos cuidado em guardar os seus preceitos e em andar de luto diante do SENHOR dos Exércitos? Ora, pois, nós reputamos por felizes os soberbos; também os que cometem impiedade prosperam, sim, eles tentam ao SENHOR e escapam. Então, os que temiam ao SENHOR falavam uns aos outros; o SENHOR atentava e ouvia; havia um memorial escrito diante dele para os que temem ao SENHOR e para os que se lembram do seu nome. Eles serão para mim particular tesouro, naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos Exércitos; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve. Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não o serve. Pois eis que vem o dia e arde como fornalha; todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o dia que vem os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós outros que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas; saireis e saltareis como bezerros soltos da estrebaria. Pisareis os perversos, porque se farão cinzas debaixo das plantas de vossos pés, naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos Exércitos”.

Daniel 12:1 "Nesse tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro".

Bem, vamos lá.
Veja que o memorial escrito diante do Senhor faz diferença entre dois grupos os que são Seus filhos: os que fazem a sua vontade e O servem, e os que não fazem e não O servem...
Se a conclusão a que podemos chegar, pelo contexto do texto completo do capítulo, é de que todos envolvidos aqui são “povo de Deus”, ou seja,  “salvos em Jesus” por figura, ficamos sabendo que, eventualmente, há um livro memorial que trata distintamente os destinos de ambos...
E neste caso, se isso for verdade, alguns serão livrados e outros não serão, daquele Dia...
Digo Livro Memorial, pois o Livro da Vida é assim apresentado, claramente na Bíblia, por Paulo, em Filipenses 4:3, mas, principalmente, por João em Apocalipse 3:5, 13:8 e 17:8, e, principalmente, em Apocalipse 20:12 e 15. Neste momento, o relato de João, diz respeito ao que acontece depois do arrebatamento e do “tempo de angústia” de que fala Daniel, que é, claramente, o tempo da Grande Tribulação...
Ou seja, quanto a ser livrado daquele Dia, o texto de Apocalipse não nos oferece qualquer conexão!
Veja ainda que o texto deixa claro que existem outros livros além do Livro da Vida:

Apocalipse 20:11-15 “Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo”.
Ou seja, o Livro da Vida é usado para fins de Juízo eterno, quando quem crê em Jesus não é julgado, pois seu nome está inscrito no Livro!
Tratei deste tema no post anterior, que você pode acessar clicando aqui.
Agora, se isso é possível, necessariamente teríamos que encontrar outros textos que dessem fundamentação para esta idéia...
E... eu creio que há.

Em Mateus 24:45-51, lemos: “Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem o senhor confiou os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens. Mas, se aquele servo, sendo mau, disser consigo mesmo: Meu senhor demora-se, e passar a espancar os seus companheiros e a comer e beber com ébrios, virá o senhor daquele servo em dia em que não o espera e em hora que não sabe e castigá-lo-á, lançando-lhe a sorte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes”.

Sim, veja que o Senhor vir em hora que alguém não espera e dia que não sabe não se aplica aos que servem ao Senhor, mas sim, aos que não servem...
Aliás, talvez seja o tempo de você rever seu entendimento de que "ninguém sabe o dia nem a hora", (Se quiser saber mais do que penso sobre isso, clique aqui) pois o texto abaixo desmonta esta tese... veja!
 
Em I Tessalonicenses 5:1-11, lemos: “Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão. Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa(!!); porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. Ora, os que dormem dormem de noite, e os que se embriagam é de noite que se embriagam. Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos em união com ele. Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo.

Que também combina com este texto, pois deixa claro que "veremos que o Dia se aproxima", quanto ao fato que segundo meu entendimento, está diretamente ligado ao texto de Malaquias 3, quando O Senhor observa a conversa que Seus sesrvos tem dia a dia... texto que publiquei no início do post:
 
Hebreus 10:19-31 “Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel. Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima. Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários. Sem misericórdia morre pelo depoimento de duas ou três testemunhas quem tiver rejeitado a lei de Moisés. De quanto mais severo castigo julgais vós será considerado digno aquele que calcou aos pés o Filho de Deus, e profanou o sangue da aliança com o qual foi santificado, e ultrajou o Espírito da graça? Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo”.

E ainda podemos meditar sobre este texto, quando vemos que O Juízo começa pela Casa de Deus... Ora, se não estamos falando de salvação, de Livro da Vida, de que tipo de Juízo Pedro está nos falando? Seria justamente um juízo quanto a ser livre da Tribulação ou não? Veja:

I Pedro 4:14-19 “Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus. Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem; mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome. Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E, se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem”.

Que posso comparar com Mateus 25:1-13:

“Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram. Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando. Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o. E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou- se a porta. Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora”.

Sim, as prudentes estavam vigiando, e preparadas... as néscias, despreparadas...
Para concluir com este texto que é emblemático demais, quanto aos servos...

Lucas 12:3540 "Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias. Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor, ao voltar ele das festas de casamento; para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. Bem-aventurados aqueles servos a quem o senhor, quando vier, os encontre vigilantes; em verdade vos afirmo que ele há de cingir-se, dar-lhes lugar à mesa e, aproximando-se, os servirá. Quer ele venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar.  Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, [vigiaria e] não deixaria arrombar a sua casa. Ficai também vós apercebidos, porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá".

"Quando seu Senhor voltar das festas do casamento"? Mantenham as "candeias acesas"?
Do que estamos falando, de servos que não tinham as candeias acesas, portanto ficaram fora das bodas, e agora quando o Senhor volta delas não devem perder "de novo" a oportunidade?
Será?
Bem queridos, eu creio que não podemos pensar que quem se diz crente, servo do Senhor, mas vive a sua vida de qualquer maneira, sem o Espírito Santo (sem azeite em sua lâmpada), sem vigiar, sem obedecer seja levado e livrado do que virá...
Diante dos textos, eu creio que todos deveriam prestar atenção se realmente nasceram de novo, e se realmente creem que Jesus voltará...
Se pensam que serão livrados só porque são “crentes”... Será?
Quanto a mim, entendo que preciso ser achado servindo aos meus conservos, preciso ser achado vigiando, preciso de azeite na minha lâmpada, preciso expressar meu amor pela vinda de Jesus e também encorajar os que estão ao meu redor, “quanto mais eu vejo que o Dia se aproxima”... E isso tudo não para quem olha para mim aqui da terra, mas sim, diante do Senhor Deus, que vê a realidade do que vai em meu coração...
Até a vinda de Jesus...
E, creia, eu vejo que este Dia se aproxima...
Bem, este Blog é uma expressão de minha decisão de encorajar os que estão a minha volta, que passam por aqui, a perceber que tudo que está à nossa volta muda rapidamente.
Embora não possa marcar uma data, eu creio que sim, estamos próximos daquele Dia.
E, ao contrário de muito que é ensinado, creio que não serão todos arrebatados apenas por serem crentes...
E ainda assim, eu afirmo que mesmo que eu esteja errado, meu erro não tem “contra indicações”!
Entenda...
Se o arrebatamento for para todo e qualquer crente, se não existir este Livro Memorial, e eu estiver errado, aqueles que abraçarem a minha interpretação dos textos e viverem uma vida mais consagrada, não sofrerão nada, muito pelo contrário, serão mais abençoados em vida, e terão um galardão eterno ainda maior quando estiverem diante do Senhor naquele Dia...
Mas se eu estiver certo, e o arrebatamento não for para todos os “crentes”, e se existir mesmo este Livro Memorial, que trás a lista daqueles que serão livrados e daqueles que não serão segundo suas obras como cristãos... bem, os que ouvirem esta minha admoestação serão livrados de viverem um período terrível na história da humanidade, que segundo Jesus, será "um tempo que nunca houve antes, nem nunca jamais haverá"... enquanto os que desprezarem esta tese que compartilho...
Bem queridos irmãos e amigos aqui do Blog!
Que o Espírito Santo fale aos nossos corações e nos ajude a "sermos achados dignos de escapar de todas as coisas" que já estão visíveis à nossa volta...
Que já podemos perceber dia a dia...
Não consegue ver?

Veja os sinais!
 
Deus abençoe,
 
Haroldo Maranhão

domingo, 21 de junho de 2015

O JUÍZO FINAL VEM. O FIM ESTÁ AS PORTAS. COMO ESCAPAR DO QUE VIRÁ?


Sim, vivemos no que se pode considerar como os últimos dias.
Pouco importa de quanto tempo cronológico estamos falando, pois, se compararmos os dias que temos adiante de nós com um período de 6.000 anos de história da humanidade segundo a Bíblia, e se pensarmos nos 1.000 anos do Reino físico vindouro de Jesus Cristo sobre toda a terra, meses ou anos significam quase nada.
Avaliando tudo o que leio acerca do tema, seja em sites cristãos, seja em teóricos da conspiração, sejam esotéricos, percebo que há certo senso comum de que algo vai ocorrer em breve...
Para alguns, a terra passará por um “período de purificação”...
Para outros, extraterrestres virão fazer “uma intervenção” na humanidade...
Para outros, a “mãe Gaia” vai reagir a tudo o que vem ocorrendo pela mão de “seus filhos”...
E para muitos “religiosos”, o “Juízo Final” está próximo... ou o fim está próximo.
Bem, se eu pensar com a cabeça destes todos, sem ter uma informação segura, sem uma revelação coerente, reconheço que ficaria apavorado.
Afinal, purificação ou invasão extraterrestre não me parece nada amistoso...
A terra expulsando os que a ferem também me parece algo assustador...
E o fim do mundo que tenho visto em alguns documentários do History Channel também não me parece um programa atraente...
Mas por incrível que pareça, as pessoas preferem aceitar uma destas hipóteses como viáveis, embora em nenhuma haja uma proposta realmente segura, do que abraçar o que a Bíblia diz.
Para estes, o livro do Apocalipse é mais assustador do que tudo isso... e não querem conhecer.
Por que será?
Bem, concordo que pensar no fim do mundo ou no Juízo Final é algo assustador.
Algo que trás angústia e aflição.
E se formos sinceros e realmente observarmos o que diversas áreas de conhecimento humano nos falam acerca do futuro do nosso planeta, quanto a água, a quantidade de alimentos que temos comparada ao aumento desenfreado da população, se avaliarmos o descobrimento de novos asteroides que ameaçam a terra, se analisarmos o problema dos combustíveis fósseis e climáticos, a violência, os milhões de refugiados expulsos de suas casas por guerras, os cenários econômicos futuros, as guerras religiosas, a dificuldade de uma família criar seus filhos podendo transferir seus próprios princípios e valores, as crises de governos, o controle e a dependência da tecnologia...
Bem... o mundo está mudando e ninguém consegue realmente entender para onde vai.
E se avaliarmos ainda mais, parece mesmo que algo vai acontecer a partir de tudo isso, ou mesmo através de tudo isso...
E parece que não há como se escapar de tudo isso que virá...
Mas e se soubermos que há um escape simples e seguro, embora sim, em meio a algo complexo e assustador?
E se soubéssemos de antemão tudo o que vai acontecer, para que em meio a algo complexo e assustador pudéssemos ter certeza e esperança?
E se soubéssemos que Aquele que cuida de tudo isso, reina sobre tudo e sobre todos, e oferece esta segurança revelada em Sua Palavra?
Sim, eu creio e na verdade tenho certeza que podemos nos apoiar na segurança que há na Palavra, por meio da fé, naquilo que o próprio Deus mandou nos revelar acerca do que virá...
E esta é a proposta deste post!
Falar acerca da esperança e segurança que há quanto ao Juízo que virá!
Bem, pegue sua Bíblia se tem para comparar os textos que publico aqui, ou acompanhe os que copio logo abaixo...
Vamos começar com este texto aqui...

Apocalipse 20:11-15 Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.

Assustador não?
E veja que deste julgamento não cabe recurso, pois não há instancia superior...
A quem recorreríamos se quem julga é o próprio Deus? O Reto e Supremo Juíz?
Como será que vai se sentir alguém condenado em um Tribunal assim, sabendo que a sua condenação foi absolutamente justa?
Justa pelo fato de que não há testemunhas mentirosas, nem processo fraudado, mas sim, a base da condenação são a consciência e as memórias da própria pessoa, expostas diante de si?
E será que há esperança para alguém que vai ser julgado neste tribunal sair de lá absolvido?
Será?

Mateus 25:31-46 Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos, à esquerda; então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me. Então, perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? Ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; sendo forasteiro, não me hospedastes; estando nu, não me vestistes; achando-me enfermo e preso, não fostes ver- me. E eles lhe perguntarão: Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, forasteiro, nu, enfermo ou preso e não te assistimos? Então, lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que o deixastes de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer. E irão estes para o castigo eterno, porém os justos, para a vida eterna.

Ah...
Agora parece que faz sentido... quem for ovelha, tem chance.
Se for bode, não tem...
Será que é isso mesmo?

Mateus 7:21-23 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.

Piorou...
Agora até mesmo quem faz milagres e expulsa demônios não tem chance?
E aqueles que têm uma vida “normal básica”... estão perdidos?
Bem, queridos que passam por aqui...
A base do Juízo segundo A Palavra, não é o que as pessoas produziram de obras milagrosas, nem da ação social que praticaram aos pequeninos, nem de conseguir falar alguma coisa sensata no momento do interrogatório no Dia do Juízo Final...
Na verdade, segundo a Bíblia, a questão da esperança no Dia do Juízo está diretamente ligada ao que fazemos aqui, durante nossa vida na terra, antes daquele Dia tão terrível!

João 3:16-18 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Romanos 5:1-2 Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

Romanos 8:1-2 Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.

João 5:24 Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.

Sim, a base do julgamento a ser realizado no Juízo é o que fazemos quanto a Jesus O Cristo.
Esta atitude define a salvação, ou a condenação no Juízo.
Segundo a Bíblia... Segundo registros das Palavras do próprio Jesus e dos Seus Apóstolos.
Quem nEle (Jesus, O Cristo) crê, na verdade, não é nem mesmo julgado... nem mesmo entra em Juízo.
A poderosa declaração de Jesus nos explica muita coisa:

João 11:25-26 “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto”?

Assim que naquele Dia, diante do Senhor não teremos aqueles personagens dos filmes de “mortos-vivos”, mas sim, apenas “os mortos”, aqueles que morreram em seus pecados sem receber a Vida em Jesus, A própria Ressurreição... e estarão ali, diante do Senhor, O Deus Vivo!
Eles estão mortos porque não se beneficiaram do poder de vida que há em Jesus Cristo!
Sim, quem nEle crê, mesmo que morra fisicamente, viverá eternamente!
Sim, os mortos ali presentes não tem esperança, pois já estão mortos, não receberam a salvação em Jesus Cristo, e, portanto, serão julgados apenas por suas obras que não podem salvar... ou seja, já estão julgados... e condenados.
Obras humanas não tem poder para salvar, pois nada valem diante da Obra de Jesus na cruz do Calvário...
Não há salvação em nenhum outro Nome, nem em nenhuma outra forma de religiosidade ou boas obras... Segundo A Palavra!
Além disso, os que morreram em Cristo, já estarão vivos naquele momento, pois, naquele Dia do Juízo, já terão sido ressuscitados e já estarão reunidos com os que não morreram fisicamente, mas foram arrebatados... qualquer que seja o momento do arrebatamento futuro!

I Tessalonicenses 4:16-18 Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras.

I Coríntios 15:50-58 Isto afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade. E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.

Sim, Deus não tem compromisso com os mortos, pois é Deus de vivos! Veja as palavras de Jesus em

Marcos 12:27 Ora, Ele não é Deus de mortos, e sim de vivos. Laborais em grande erro.

E ninguém JAMAIS será justificado pelas obras da lei, mas sim, será salvo APENAS pela graça, e pela fé!

Gálatas 2:16 Sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado.

Gálatas 3:11 E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.

Mas sim, esta fé precisa ser confessada e praticada...

Mateus 10:32-33 Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.

I João 4:15 Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus.

E quem faz esta confissão já está com seu nome registrado no Livro da Vida, e quem está inscrito no Livro da Vida, como lemos no primeiro texto, não será julgado pelas suas obras...
Pelo contrário, seu nome não será apagado, mas sim, Jesus o confessará no céu, diante de Deus Pai e dos Seus anjos!

Apocalipse 3:5 O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

Esta confissão para a salvação precisa ser feita aqui, por aqueles que têm orgulho de terem sido salvos por Jesus. Que confessam publicamente quem é O seu Senhor e Salvador...
Tenho muitas dificuldades com aqueles que são tímidos e tem medo de confessar quem são em Jesus, e que nem mesmo em um culto na igreja tem coragem de ir até a frente dizer que são de Jesus! Será que são mesmo?

Lucas 9:26-27 Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos. Verdadeiramente, vos digo: alguns há dos que aqui se encontram que, de maneira nenhuma, passarão pela morte até que vejam o reino de Deus.

Veja que em algum momento teremos pessoas que serão decapitadas por sua fé. Aliás, já hoje isso tem acontecido em alguns lugares...
Se a pessoa não consegue nem mesmo confessar que Jesus é Seu Senhor e Salvador diante de pessoa que, no máximo vão zombar de sua fé, será que diante destas circunstâncias, com ameaça de uma morte horrível,  manterão sua confissão?

Apocalipse 20:4-5 Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição.

Bem, voltando para o ponto principal deste post, nós os quem cremos em Cristo, não seremos julgados para a salvação, naquele Dia, mas sim, seremos avaliados para recebermos, ou não, retribuição pelas nossas obras feitas após salvos, para a glória de Deus, e para galardão eterno!

Apocalipse 11:18-19 Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra. Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da Aliança no seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e grande saraivada.

Sim, a agenda dos últimos dias é diferente entre os mortos que serão julgados e os que temem o seu nome, grandes e pequenos, para receber  galardão segundo as obras!
Sim, obras de seis diferentes classes, conforme nossa consagração e dedicação ao Senhor! Obras que serão avaliadas naquele Dia!

I Coríntios 3:12-15 Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. Se permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento edificou, esse receberá galardão; se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele dano; mas esse mesmo será salvo, todavia, como que através do fogo.

Sim, O Senhor vem ajustar contas com seus servos...

Mateus 24:19 Depois de muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.

Bem meu querido, minha querida...
Se você é de Jesus, não precisa nem deve temer o Juízo, pois não há condenação para os que estão em Cristo...
Quem chega ao Tribunal naquele Dia do Juízo, já chega condenado... não há esperança...
Mas os que somos de Cristo verdadeiramente, deveríamos ser plenos de boas obras... Precisamos arregaçar as mangas e trabalhar muito, pois o tempo se abrevia...
Não podemos chegar diante dEle, naquele Dia, sem ter nada nas mãos para apresentar...
Dizer diante dEle que prosperamos, que viajamos, que compramos coisas, que fomos isso ou aquilo na vida profissional, de nada vai fazer efeito na eternidade...
Estas obras serão consumidas pelo fogo e não vai sobrar praticamente nada delas...
Pense nisso, pois SE o Espírito Santo não desperta você para fazer o que somos comissionados a fazer, pergunto... será que você ouve mesmo a voz do Espírito Santo?
Bem, e quanto a você que fica apavorado quando pensa no Juízo, no fim do mundo... espero ter trazido  fundamentos bíblicos para sua avaliação.
Existem mais textos, mas creio que estes são suficientes...
Apenas em Jesus há livramento do Juízo.
Apenas em Jesus há proteção para a Ira que virá.
Somente nEle há esperança de vida eterna.
Não há salvação em nenhum outro...
Mas sim, reconheço que sempre isso será matéria de fé...
Esta é a maneira que Deus escolheu, e Ele reina.
Não, Ele não vai responder aqui todas as coisas...
O Evangelho de Jesus não é de responder todas as coisas, mas sim, há respostas suficientes para que possamos aprender...
Mas O Evangelho de Jesus é baseado em crer na Sua Palavra e nAquele que O enviou...
Mas sim, é absolutamente suficiente para a alma... satisfaz a alma, trás segurança interior, pois quando cremos, agradamos a Deus, e ai sim, neste caso, Ele mesmo Se manifesta em nossas vidas... E muitas das perguntas anteriores, na verdade, perdem sentido pela Sua revelação...
Não adie sua decisão, não adie a sua busca... resolva suas questões interiores o mais rápido possível pois o tempo se abrevia...
O mundo muda rapidamente, e a humanidade confronta ao Senhor cada vez mais...
Parece que não creem que o Juízo virá... e será terrível quando descobrirem... tarde demais.
Você não pode ver?
Veja os sinais...

Deus abençoe!

Haroldo Maranhão

sábado, 23 de maio de 2015

SETEMBRO DE 2015....


Você que me acompanha há mais tempo já sabe.
Mas você, que talvez esteja há pouco tempo por aqui, talvez não...
A verdade é que embora eu escreva um Blog sobre os últimos dias, não sou daqueles que marcam datas.
Não faço por que não posso dizer que podemos enxergar uma data específica mais longe no tempo, pois há um texto que não nos permite fazer isso...
Neste caso, e apenas neste caso, é que a frase de Jesus “ninguém sabe o dia, nem a hora”, deve ser entendida. Já falei bastante sobre isso em posts anteriores aqui e aqui...
Mas sim, à medida que o tempo vai passando e outros fatos importantíssimos no cenário profético forem acontecendo, bem, aí sim, saberemos até mesmo a hora de olhar para cima!
Posso entender assim, pois é exatamente isso o que Jesus nos diz em Lucas 21:28 “Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima”.
Mas independente disso, é interessante acompanhar fatos importantes, como teremos em um único mês, este próximo mês de setembro de 2015, com tantas coisas para observar e analisar.
Sim, este mês de setembro, daqui a pouco mais que três meses!
E o que eu vou observar, e convido você a fazer o mesmo?
Bem, antes de abordar o ponto central deste post, quero destacar que nenhum dos eventos que vamos observar é literalmente bíblico. Mas apesar de não serem bíblicos, são proféticos!
Calma... eu explico!
Todos são eventos importantes e claros para os “ingredientes” do cenário profético, e podem fazer parte da mesma linha de fatos que estou observando.
E serão fatos públicos, conhecidos, e passíveis de serem observados. Analisados. Avaliados!
Assim, vamos em frente no texto de hoje... Mas lembro!
Eu não estou dizendo que o mundo acaba em Setembro. Aliás, digo que não vai acabar nos próximos anos, sem dúvida nenhuma!
E também não estou afirmando que o arrebatamento vá ocorrer em Setembro.
Embora, até mesmo, pudesse ser... será? Bem, quase que nada impediria de ocorrer...
Digo apenas: “Vamos observar”!

FATO 1 – Última Lua de Sangue da TETRAD 2014/2015

Bem, se você acompanha a questão da TETRAD, sobre a qual tanta gente tem escrito, ensinado e pregado por aí, ou se leu meu post sobre o tema, já sabe que no dia 28 de Setembro próximo teremos o último eclipse da lua, uma “Lua de Sangue” caindo em uma quarta data de festa bíblica, como tivemos em 2014/2015. Leia meu post, por favor, se não sabe o que é isso.
Sim, este ciclo de tempo vai se encerrar neste mês de setembro...
Mas não significa, necessariamente, que algo vá acontecer em Setembro por conta deste eclipse...
Mas, creio, significa que, a partir desta data, SE algo for mesmo acontecer em relação a Israel, bem, deveremos perceber o início de um ciclo tempo muito importante e intenso...
Que deveremos acompanhar.
Digo isso pois, as TETRADs, eclipses da lua em datas precisas de festas bíblicas, deveriam ser um sinal claro para Israel.
Afinal seu retorno à terra em 1947/48, em meio a uma TETRAD, deu início a uma contagem do tempo profético, pois não há cenário profético bíblico sem Israel estar em sua terra, sem estar em posse de Jerusalém, nem estar em disputa de sua sobrevivência pelos mais variáveis motivos...
Além disso, Israel tem se tornado, cada dia mais, uma “pedra no sapato” das nações.
Em Zacarias 12:3, lemos: “Naquele dia, farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a erguerem se ferirão gravemente; e, contra ela, se ajuntarão todas as nações da terra”.
Mas lembro...
Não há nenhum texto bíblico que diga que algo aconteceria em meio a uma TETRAD...
Mas algo acontecer associado a este fato astronômico, indesmentível, visível, conhecido antecipadamente por todos que estão atentos, não contraria nenhuma profecia bíblica.

FATO 2 – Eclipse do Sol no meio da TETRAD 2014/2015

Se a lua fala a respeito de Israel, que tem inclusive seu calendário lunar, o sol fala para as nações. Por este motivo, e apenas por este motivo, um eclipse do sol, no dia 13 de setembro, quase no final da TETRAD precisa ser observado. Ainda mais, quando cai, exatamente, precisamente, no dia que em Israel é celebrada a “Festa das Trombetas”!
Embora alguns estudiosos entendam que a última trombeta a ser soada para o arrebatamento é a sétima trombeta do Juízo, em Apocalipse 11:15.
Eu creio que, considerando o fato que Jesus cumpriu as três primeiras festas da primavera, nas suas datas precisas, que são: Páscoa, Pães Asmos e Primícias, além da própria festa de Pentecostes ter sido cumprida pelo derramamento do Espírito Santo, também no dia exato da festa...
Eu posso considerar que o arrebatamento poderia vir a ocorrer no exato dia da Festa de Trombetas... Porque não?
E o fato deste eclipse ocorrer dentro do ciclo de tempo delimitado pela TETRAD, me desperta mais atenção...
Não, não estou dizendo que será!
Mas creio que ninguém pode dizer, categoricamente, que não possa ser... ou pode?
Mas repito!
Não há nenhum texto bíblico que diga que algo aconteceria no dia de um eclipse do sol em meio a uma TETRAD...
Mas este evento astronômco, público e conhecido por todos os que observam o cenário profético dos últimos dias, podem ter sua atenção mais despertada...
E este fato não contraria nenhuma profecia bíblica.

FATO 3 – ELUL 29!

Sim, esta data no calendário judaico é muito importante.
Ela aponta para um período de juízo do Senhor, quando não há arrependimento.
Esta data marca períodos importantes de avaliação do Senhor quanto a uma resposta de arrependimento ou não, e seu juízo se manifesta em meio a perdas financeiras importantes...
O que tem Elul 29 a ver com este mês de setembro?
TUDO!
Há alguns anos acompanho a revelação trazida pelo Rabino messiânico americano Jonathan Cahn acerca dos anos sabáticos. Até mesmo li seu livro The Harbinger.
Se você tem Kindle, e lê inglês, convido a adquirir o livro e fazer o download, e ler...
Embora não haja um texto bíblico claro que diga explicitamente que este entendimento de anos sabáticos está associado ao Juízo que virá, veremos que não contraria nenhuma profecia bíblica.
Embora o autor seja uma pessoa também considerada controversa por alguns...
Entendo que seu livro tem muito fundamento bíblico para, pelo menos, pararmos para avaliar o que ele diz... e principalmente, pelos fatos, públicos e conhecidos, em datas claras e conhecidas, que ele associa com esta impressionante data!
Segundo o estudo dele, de uma palavra de juízo do Senhor sobre os Estados Unidos, considerado como um “Israel profético contemporâneo”, que tem voltado as costas ao Senhor, a primeira data a ser considerada é 17 de setembro de 2001.
Para estabelecer esta lógica dos anos sabáticos, ou “Shemitah”, esta seria a data que manifesta o início desta compreensão dele, data esta que trás efeitos como consequência do atentado de 11 de setembro. Neste dia tivemos a maior queda dahistória de Wall Street, em um único dia, até então.
E claro, a economia global também sofreu seus efeitos.
E sim, 17 de setembro foi Elul 29 pelo calendário judaico!
Passaram-se exatos sete anos, e mais uma vez, a economia global foi afetada pelo colapso associado à economia americana, neste caso, pela questão da “bolha imobiliária”, lembra?
Dow Jones caiu curiosos e proféticos 777,68 pontos, e isso afetou até mesmo as nações.
E isso aconteceu em 29 de setembro de 2008, exatos sete anos depois, que, acredite, era Elul 29 pelo calendário judaico!
Bem, esta coincidência, com dois fatos econômicos importantíssimos, pelo efeito global causados, em datas específicas, nos faz observar, com mais atenção, mais uma vez, sete anos depois, quando voltaremos a nos encontrar com Elul 29.
Exatamente neste mês de setembro, deste ano de 2015. Neste ano no dia 13!
Ano para o qual muitos analistas fazem previsões econômicas ruins... será?
Coincidências demais associadas a este mês, para não sermos levados a observar, não acha?
Mas seguindo na mesma linha de raciocínio, pergunto: Há algum texto bíblico que diga isso claramente acerca do cenário profético? Não...
Mas este fato pode desencadear algo para o cumprimento de alguma profecia bíblica? Sim...
Pode também, por outro lado, apontar para uma “manipulação” feita pelo “sistema” que virá, e já está aí? Sim...
O que podemos fazer quanto a isso? Observar...

FATO 4 – O Senhor Francisco...

Sim, coincidentemente o papa da igreja católica tem importante compromisso, exatamente neste mês de Setembro. No dia 25, em meio a sua visita aos Estados Unidos enquanto nação, ao presidente Obama, congresso e tudo o mais, estará falando na ONU!
Exatamente em seu aniversário de 70 anos. Interessantes 70 anos...
Ele será o primeiro papa da igreja católica, na história, a fazer um pronunciamento na ONU.
Ban Ki-moon disse que sua presença, "num momento em que os estados-membros decidirão novas metas voltadas ao desenvolvimento sustentável, para combater as alterações climáticas e promover um futuro de paz e prosperidade para a humanidade”.
Paz e prosperidade! Quase... por que se fosse Paz e segurança... conhece o texto?
I Tessalonicenses 5:3 “Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão”.
Francisco será também o primeiro papa a fazer pronunciamento no Congresso americano.
Adicionalmente, portanto, um bônus de coincidências proféticas: Ele vai participar Encontro Mundial das Famílias, no dia 27 de Setembro, na cidade de Filadélfia, na Pensilvânia.
Sim, em Filadélfia!
Justamente Filadélfia, homônima da igreja fiel que será arrebatada!
Que coisa interessante, não?
Bem, e tudo isso acontecerá após, recentemente, o senhor Francisco ter firmado documento apoiando a criação do Estado Palestino, que, entre outros efeitos, se levada ou quando levada a efeito, causará a divisão de Jerusalém em duas.
Metade de Israel, e metade do Estado Palestino.
Algo que, quem conhece a Bíblia, como este senhor deveria conhecer, jamais poderia ser feito, pois esta divisão da terra contraria frontalmente a vontade do Senhor, que deu Jerusalém para Israel por herança!
Mas sim, que declarou desde o início que aquela terra, é profética, e este conflito também é profético, e por este motivo as trevas querem tirar Jerusalém do mapa, ou do controle de Israel...
Digo isso, pois será exatamente em Jerusalém que O Senhor Jesus voltará para esta terra, mais precisamente sobre o monte das Oliveiras.
Segundo a Palavra, “exatamente do modo como O viram subir...” conforme relato de Lucas no livro de Atos, capítulo 1:9-12.
Além disso, a profecia de Zacarias 14:3-5, nos faz saber que quando o Senhor Jesus tocar os pés no Monte das Oliveiras, exatamente de onde saiu, de tanta glória e poder que há nEle em Sua vinda, o monte será fendido em dois!
Este é, creio, o principal motivo de tanto se disputar aquela cidade ao longo de tantos anos...
As trevas tentando impedir que esta profecia se cumpra, pela tentativa de manter controle sobre Jerusalém fora de Istael, para que A Palavra do Senhor não se cumpra... não sabia?
Sim, o senhor Francisco estará lá na ONU. Será que em meio a um momento de crise financeira global como resultado de um novo Elul 29 em 2015? Será que em meio a algum evento ou liberação de alguma informação que impacte o cenário profético? Será que em meio a algum cataclisma geológico ou astronômico pelo fim da TETRAD?
Ou nada disso acontecerá, e será apenas a fala de um líder religioso em uma tribuna internacional, e nada mais?
Como saber? Vamos aguardar...

BONUS: FATO 5! Isaac Newton (!)

Bem, a última data para acompanharmos atentamente em Setembro próximo...
Poderia falar de uma interpretação do trabalho de Isaac Newton, apresentado no livro “Newton’s riddle: the Psalm 83 conspiracy revealed”, ainda sem tradução em português, com mais coincidência, mas embora tenha comprado o livro e feito o download, ainda não pude ler integralmente para referendar.
O que sei é que Newton tinha interesse na Palavra, e entre outras coisas, foi o primeiro a entender que havia um código numérico escondido na Tora...
A cada 4 letras, se dermos saltos sequenciados, teremos formada a palavra TORA.
Em Gênesis e Êxodo, da esquerda para a direita, como lemos no ocidente. Em Números e Deuteronômio, da direita para a esquerda, como muitos países no oriente leem.
E em Levítico, na vertical! Esta disposição seria impossível de ser usada pela mente humana para escrever estes cinco textos... apenas uma Mente como a Mente do Senhor poderia, em Sua Sabedoria, esconder e revelar este segredo...
Mas sim, Newton descobriu, ou melhor, Deus lhe revelou, e este seu estudo deu origem ao assim conhecido Código da Bíblia!
Sim, estou falando dos livros do “Código da Bíblia”, mas isso é um assunto para outro dia...
Bem, ele gastou um tempo especial com profecias bíblicas, em especial ao Livro de Daniel, que contem códigos numéricos de contagem de dias, ou anos, que a partir de datas futuras marcam outras datas precisas... A questão é que a data de início não está marcada, mas a ocorrência de um fato profético claro, mostra que algo teve início...
Assim, a partir deste evento específico, a contagem de dias ou anos pode ser feita com precisão... Este estudo é muito importante, e mostra como a cronologia bíblica é precisa, pois é dada pelo próprio Deus...
Bem, algumas pessoas, baseadas nestes cálculos de Newton, fizeram outro exercício recentemente.
A ideia foi calcular 49 anos, um jubileu, a partir de 7 de junho de 1967, data exata em que Israel tomou o Templo do Monte...
Assim, baseados no livro de Newton, e na importância dos jubileus no cenário bíblico profético, eles dizem que o retorno do Messias deveria ser antes no ano de 2016, se usassem o ciclo de anos de 365 dias.
Entretanto, como a contagem de anos bíblica judaica é de 360 dias, 49 X 360 = 17640 dias, se tomarmos esta contagem, de uma forma surpreendente, veremos que esta contagem cairá exatamente no dia 23 de setembro próximo, em que, coincidentemente é celebrado o dia da festa da Expiação!  Em inglês, Day of Atonement!
No meio da TETRAD, com eclipse do sol, com Elul 29 no seu novo ciclo de 7 anos...
Bem, esta expectativa de a volta de Jesus se dar nesta data, eu não creio ser possível, pela forma como entendo o cenário profético bíblico.
Muita coisa deveria acontecer antes desta volta...
Mas...
Que este cálculo trás uma coincidência impressionante e impossível para trazer mais um ingrediente para este mês de Setembro... em uma data específica de uma festa bíblica... ah isso é!
Bem queridos que me dão a alegria de passar por aqui para acompanhar algumas reflexões bíblicas, algumas análises científicas, mas também, claro, como me permito, a algumas “viagens”...
Digamos que eu concluísse este post dizendo: O arrebatamento da igreja será neste Setembro!
E conseguisse falar isso de maneira tão convincente que você realmente acreditaria!
O que você faria diante desta data?
Mudaria sua vida completamente quanto a sua santidade?
Voltaria a congregar em uma igreja local?
Poria sua vida em ordem?
Se reconciliaria com pessoas que você não consegue perdoar?
Passaria a pregar o evangelho de Jesus a todos a sua volta?
O que você faria se soubesse que iria encontrar com Jesus (ou seria deixado para trás) daqui a aproximadamente 3 meses?
Bem, como você já sabe, não estou dizendo isso, pois não posso marcar esta data e não estou marcando...
MAS...
Se você iria mudar tanta coisa, pergunto: porque não muda mesmo sem ter certeza?
O que impede?
Ou se tudo isso está errado em sua vida, ou você concorda que isso precisa ser feito para encontrar a Jesus, porque não fazer a partir de hoje?
Afinal, a vida é frágil, e eventualmente, alguém que está lendo este texto hoje, talvez não esteja mais vivo em setembro... E vai encontrar com Jesus da mesma forma... Ou não...
Bem, este mês de Setembro é importante para observarmos.
Aliás desde agora até Setembro, temos que estar muito atentos...
Mas mais que isso, precisamos estar bem com Deus.
Hoje é o tempo aceitável, hoje é o Dia da Salvação.
Você tem certeza de que vai estar com Jesus Cristo na eternidade?
Se não tem, hoje é o dia para se decidir. Não adie mais...
Mas, concluindo e reforçando...
Nada do que disse sobre o mês de Setembro é bíblico.
São apenas coincidências...
Não consegue ver?
Veja os sinais...
Deus abençoe!

Haroldo Maranhão